Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > **

Pesquisadores em Jornalismo criam entidade

Por lgarcia em 05/08/2003 na edição 236

SBPjor

Um grupo de pesquisadores brasileiros de jornalismo deverá reunir-se nos dias 28 e 29 de novembro, na UnB, em Brasília, para o Primeiro Encontro de Pesquisadores em Jornalismo. O Comitê Científico criado para preparar este encontro subscreve o documento abaixo, apresentando as razões que entendem para o evento e para a criação de uma sociedade científica voltada exclusivamente para reunir pesquisadores em jornalismo. A Sociedade Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) deverá ser instituída nesse encontro.

 

DOCUMENTO

Caros colegas,

Depois de mais de 30 anos da defesa da primeira tese de doutorado no país, a pesquisa em jornalismo, cada vez mais, conquista legitimidade como área específica de conhecimento. A qualidade da produção teórica dos acadêmicos brasileiros deste campo pode ser avaliada nos inúmeros artigos publicados nas revistas científicas de comunicação nacionais ou estrangeiras. O aumento da quantidade da produção levou ao aparecimento de novas publicações, como Pauta Geral, editada em Salvador, desde 1993 e o Anuário de Jornalismo, da Faculdade Cásper Líbero, em 2000. A nova safra de periódicos tipifica um mercado editorial desbravado por revistas como Cadernos de Jornalismo do JB, nos anos 60, Cadernos de Jornalismo, da ECA-USP, nos anos 70 ou o Anuário de Jornalismo, lançado nos anos 90 pela ECA-USP.

Como um sintoma do crescimento do número de pesquisadores no campo do Jornalismo podemos citar a consolidação de linhas de pesquisa em jornalismo nos cursos de pós-graduação (USP, UnB, Unicamp, UFSC, UFBa, PUC-SP), a criação do Laboratório de Estudos Avançados de Jornalismo (Labjor), pela Unicamp, e a abertura de GTs específicos pelas principais associações científicas da área, primeiro pela Intercom, em 1993, e depois pela Compós, em 2000. A iniciativa das sociedades científicas acompanhou a evolução dos números registrados pelo Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq. No primeiro Censo, em 1993, nenhum grupo de jornalismo estava registrado enquanto que no levantamento de 2002, fechado em julho, o número saltou para 15. Em junho de 2003 o total registrado no Diretório do CNPq havia passado para 47 grupos.

Um balanço feito a partir dos trabalhos enviados aos GTs da Intercom e da Compós e do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo, demonstra que o espaço oferecido pelas entidades se tornou pequeno para atender a demanda dos pesquisadores espalhados pelas universidades dos diversos estados do país. Em média 45 trabalhos são encaminhados para o GT da Compós enquanto que o GT da Intercom recebe mais de 130 trabalhos todos os anos. Na Compós apenas 10 são selecionados. No caso da Intercom, no ano passado o GT selecionou 70 trabalhos. O Fórum Nacional de Professores de Jornalismo recebe mais de 100 trabalhos para os seus encontros anuais.

Considerando todos estes aspectos um grupo de pesquisadores de diversas universidades brasileiras, que vem debatendo ao longo dos últimos anos a necessidade de solidificar a identidade acadêmica do campo do jornalismo, resolveu, a partir de uma avaliação preliminar realizada durante o I Congresso Luso-Brasileiro de Estudos de Jornalismo, no Porto, em abril de 2003, começar os contatos para lançar a proposta de constituição da Sociedade Brasileira dos Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Menos de um mês depois, na reunião do Fórum de Professores de Jornalismo, em Natal, quando comentada entre os colegas, a proposta recebeu o apoio imediato de vários dos presentes.

Diante da aceitação da proposta pelos colegas da área, no Congresso da Compós, em Recife, em junho deste ano, o grupo de pesquisadores reunidos em torno do GT de Jornalismo decidiu definir um Comitê Científico, formado pelos professores Alfredo Vizeu (UFPE), Claudia Lago (USP), Eduardo Meditsch (UFSC), Elias Machado (UFBa), Luiz Gonzaga Motta, (UnB) José Luiz Proença (USP), Márcia Benetti Machado, (UFRGS), Victor Gentilli (UFES) e Zélia Adighirni, (UNB), que deveria preparar o I Encontro Nacional dos Pesquisadores em Jornalismo. Neste encontro, aberto a apresentação de trabalhos e previsto para os dias 28 e 29 de novembro de 2003, em Brasília, na UnB, aprovaremos os estatutos e constituiremos de forma oficial a SBPJor. As datas e as normas para o envio de trabalhos ou participação no evento podem ser conferidas em texto abaixo.

A Sociedade Brasileira dos Pesquisadores em Jornalismo que, a exemplo de congêneres como a Sociedade Brasileira dos Pesquisadores em Cinema, busca agregar estudiosos de uma área específica do conhecimento, nasce com o propósito de atuar em conjunto com todas as demais associações científicas ou acadêmicas já existentes, como Intercom, Compós e Fórum de Professores de Jornalismo. A entidade pretende funcionar como espaço para a articulação de uma rede nacional de pesquisadores em jornalismo a fim de que se possa constituir um lugar privilegiado, tanto para a apresentação de trabalhos, quanto para a formação de redes nacionais para pesquisas específicas.

A boa acolhida da proposta, divulgada no começo de junho de forma extra-oficial nas listas da área, revela que os pesquisadores do jornalismo estão interessados em trabalhar de forma conjunta para criar redes nacionais de pesquisa, que irão permitir aos profissionais de jornalismo entrar numa nova etapa de constituição do campo. O Comitê Organizador do I Encontro Nacional dos Pesquisadores em Jornalismo espera contar com a colaboração dos colegas para divulgar o evento e com a efetiva participação de cada um no desafio de construir a Sociedade Brasileira dos Pesquisadores de Jornalismo (SBPJor), que representará mais um passo para que a pesquisa em jornalismo no país possa alcançar o padrão de institucionalização dos principais centros internacionais.

Alfredo Vizeu (UFPE), Claudia Lago (USP), Eduardo Meditsch (UFSC), Elias Machado (UFBa), José Luiz Proença (USP), Luiz Gonzaga Motta (UnB), Márcia Benetti Machado (UFRGS), Victor Gentilli (Ufes), Zélia Adighirni (UnB)

 

Os interessados em apresentar trabalhos no I Encontro de Pesquisadores de Jornalismo, previsto para os dias 28 e 29 de novembro de 2003 na UnB, em Brasília, devem encaminhar os textos até o dia 10 de setembro de 2003 para a Professora Marcia Benetti Machado, Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação – UFRGS Rua Ramiro Barcelos, 2705, Secretaria Geral Bairro Santana Porto Alegre ? RS CEP: 90035-007 e cópia para o endereço eletrônico: <marciama@uol.com.br>

Os trabalhos inéditos, em duas vias e disquete, acompanhados de identificação do autor (titulação/formação; instituição; endereço para correspondência; telefone; e-mail), devem ter de 10 a 15 páginas, em Times New Roman, corpo 12, espaço 1,5, com resumo de até 10 linhas. Os trabalhos enviados necessitam estar vinculados ao campo do jornalismo, podendo estar enquadrados em qualquer uma destas áreas:

** Análise da natureza e história do jornalismo

** Conceitos e modelos de jornalismo

** Teorias normativas e impacto das novas tecnologias

** Análise de conteúdo

** Jornalismo comparado

** Pesquisa aplicada (experimentação de técnicas e tecnologias) em Jornalismo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem