Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Pioneira na Irlanda

Por lgarcia em 23/10/2002 na edição 195

TELETIPO

O Irish Times anunciou que a ex-parlamentar Geraldine Kennedy, 51 anos, foi nomeada editora do jornal, substituindo Conor Brady. Segundo a Associated Press [11/10/02], Geraldine não é só a primeira mulher a dirigir o tradicional diário de 143 anos de história, mas também a primeira a ocupar tal cargo na Irlanda.

Fontes da Reuters [8/10/02] revelaram que Bob Dylan, Billy Joel e James Taylor abriram processo contra o sítio Mp3.com, da megacorporação Vivendi Universal, por lançar o serviço My.Mp3.com, pelo qual o usuário, após registrar um CD que comprou na loja, pode baixar suas músicas em formato MP3. Em 2000, pouco antes de ser comprado pela Vivendi por US$ 372 milhões, o MP3.com fez acordo de US$ 175 milhões com a indústria fonográfica, que o processou por infração aos direitos autorais. Os três artistas, que trabalham para a Sony, afirmam que o sítio da Vivendi copiou CDs comerciais e os ofereceu a usuários.

A America Online, maior provedor de internet dos EUA, anunciou que passará a divulgar os chamados Amber Alerts (avisos de desaparecimento de crianças) para seus mais de 26 milhões de assinantes. O sistema surgiu em 1996 no Texas, depois do seqüestro e assassinato da menina Amber Hagerman, de 9 anos. Repartições do governo ? delegacias, por exemplo ? enviam a descrição das crianças a TVs e rádios. Agora, com a AOL, as informações podem chegar a computadores, celulares e pagers. Mas nunca por spam: somente usuários registrados receberão as mensagens. Segundo a AP [7/10/02], 33 crianças foram encontradas graças aos Amber Alerts.

O franco-atirador que aterroriza Washington tem causado problemas à imprensa. Embora nenhum jornal consultado por Joe Strupp e Chris Nammour [Editor & Publisher, 11/10/02] tenha dito que algum funcionário se recusou a sair para trabalhar, a preocupação é grande para repórteres e entregadores. O único problema envolvendo o Washington Post, maior jornal da região, foi com caminhões revistados pela polícia em busca do assassino. Washington Times e Washington Post tiveram, graças ao atirador, aumento de 5% na venda em banca.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem