Domingo, 24 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Pleito milionário

Por lgarcia em 18/12/2002 na edição 203

TELETIPO

Os gastos com a campanha eleitoral de 2002 foram os maiores de todas as eleições parciais já ocorridas nos EUA. Segundo estudo da Universidade de Wisconsin, partidos e grupos de interesse investiram cerca de US$ 996 milhões em propaganda, aproveitando que ainda não entraram em vigor as novas leis de financiamento político. Contrariando expectativas, o Partido Democrata gastou 25% a mais do que o Republicano, que saiu vitorioso. Segundo o Washington Times [6/12/02], uma característica desta corrida eleitoral foi que as mensagens negativas foram deixadas para depois do aniversário dos atentados de 11/9. Antes, 90% das propagandas na TV tinham conteúdo positivo.

Tom Bates, eleito recentemente prefeito de Berkeley (EUA), admitiu ter jogado fora mil exemplares do jornal da Universidade da Califórnia que apoiava seu oponente. A polícia universitária começou a investigar quando encontrou cópias do Daily Californian em lixeiras do campus no dia da eleição e estudantes declararam ter visto Bates descartar o jornal. O prefeito primeiro negou, mas acabou admitindo o ato e pediu desculpas. Segundo o New York Times [7/12/02], o procurador John Adams está avaliando se Bates será julgado por contravenção, pois se questiona se um jornal gratuito pode ser alvo de roubo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem