Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES >

Polícia intimida jornalista

Por lgarcia em 20/10/2000 na edição 100

"A guerra televisiva", copyright IstoÉ, 15/10/00

"Podem haver diferenças nas pesquisas de intenção de voto, mas os candidatos a prefeito que disputam o segundo round das eleições municipais terão agora tempo igual no horário eleitoral gratuito de rádio e televisão, com dez minutos cada um. Assim, a campanha televisiva ganha mais importância, podendo até reverter os resultados das disputas mais acirradas. Será uma briga de foice na reta final. É o caso, por exemplo, da cidade de Belo Horizonte, onde o atual prefeito Célio de Castro (PSB) está apenas 4,4% à frente do candidato tucano João Leite. O curioso é que a mesma porcentagem equivale ao número de indecisos na capital mineira, segundo pesquisa do Instituto Brasmarket, fechada na quarta-feira, 11.

Em outra capital, o cenário da batalha é semelhante. O atual prefeito e candidato à reeleição em Fortaleza pelo PMDB, Juraci Magalhães, também tem o que temer, já que seu concorrente, Inácio Arruda, do PCdoB, está no seu encalço, com 5,5% atrás. Em Jaboatão (PE), a briga está ainda mais apertada. Fernando Rodovalho (PSC) está apenas 1,4 ponto porcentual à frente de Ulisses Tenório (PSDB). Em Santos (SP), a ex-prefeita petista Telma de Souza terá de suar a camisa para assegurar a liderança na disputa contra o atual prefeito Beto Mansur (PPB), que tem 3,4% de intenção de voto a menos do que Telma.

As mulheres que disputam o segundo turno das eleições estão liderando a pesquisa do Instituto Brasmarket. Um dos casos mais peculiares é a cidade de Olinda (PE), onde duas mulheres, de campos ideológicos diferentes, vão guerrear na tevê para tentar conquistar a prefeitura. Por enquanto, Maria Jacilda Urquiza (PMDB) está liderando, com 4,4% a mais de intenção de voto com relação a sua concorrente. No entanto, a candidata Luciana Santos, do PCdoB, que já surpreendeu na primeira fase da campanha ao passar para o segundo turno, pode ameaçar a primazia de Maria Jacilda, tendo o mesmo tempo de tevê para expor suas idéias. Em Maceió, a prefeita Kátia Born (PSB) está numa situação bem mais confortável, com 10,1% de intenção de voto a mais do que José Régis Cavalcanti (PPS). Mas na capital alagoana o número de indecisos é expressivo (14,1%).

Dentre as mulheres que disputam o segundo turno, a petista Marta Suplicy é a que tem a maior vantagem com relação a seu adversário. Paulo Maluf (PPB) está com 26,9% de intenção de voto a menos do que Marta. Outros candidatos que estão em situação tranquila são o prefeito do Rio de Janeiro, Luiz Paulo Conde (PFL), com 17, 7% à frente de César Maia (PTB). O mesmo ocorre em São José do Rio Preto (SP), onde Edinho Araújo (PPS) está na dianteira em relação a Manuel Antunes (PFL)."

Volta ao índice

Caderno da Cidadania ? texto anterior

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem