Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > TV, INFÂNCIA & ADOLESCÊNCIA

Por uma mídia democrática

Por lgarcia em 13/01/2004 na edição 259

TV, INFÂNCIA & ADOLESCÊNCIA

Laurindo Lalo Leal Filho (*)

Publicado originalmente na revista Educação
n? 81, janeiro de 2004, <www.revistaeducação.com.br>

Neste mês, ao abrir a sua agenda, procure o dia 19 de abril e anote este compromisso: abertura da 4? Cúpula Mundial de Mídia para Crianças e Adolescentes, no Rio de Janeiro (RJ). O ideal é comparecer, mas, se isso não for possível, busque informações e conheça os resultados. Trata-se do mais importante evento internacional sobre o assunto, a ser realizado pela primeira vez no Brasil, com participação esperada de 1.500 pessoas vindas de todo o mundo.

A televisão terá nele um espaço especial, com a exibição dos melhores programas já realizados para crianças e jovens. O encontro vai até o dia 24 de abril, com atividades em vários locais do Rio. As apresentações de trabalhos e as sessões plenárias serão realizadas na Escola Naval, próxima do centro da cidade. Ao mesmo tempo, em tendas armadas em outros locais, será possível descobrir que não é tão difícil produzir bons programas de TV e rádio, jogos eletrônicos e filmes de qualidade para o cinema. A idéia é criar um ambiente multimídia na cidade, durante uma semana.

As crianças serão chamadas não apenas para ver, mas também para participar. Essa é uma das razões do tema principal da Cúpula ser Mídia de Todos, Mídia para Todos, ressaltando a importância cada vez maior de não apenas recebermos informações, mas também de as produzirmos. No caso da televisão, é fundamental mostrar que seu uso pode ser democratizado, tanto na produção como na veiculação de programas.

O debate sobre a qualidade da programação da TV não ficará apenas nas denúncias e nas declarações de princípios. Quem nunca teve contato com programas infantis ou juvenis produzidos fora do Brasil pode ter um choque diante da beleza do que está sendo feito. O cuidado com imagens, sons, diálogos e ritmo narrativo revela a preocupação dos produtores em buscar a atenção dos jovens, respeitando o processo de formação em que se encontram. Fazem isso sem, em nenhum momento, assustá-los, confundi-los ou, o que é pior, enganá-los, como muitas vezes acontece por aqui. Ao contrário, o que se busca é o entretenimento alegre, respeitoso, apropriado à idade.

A origem desses encontros mundiais está na bem- sucedida experiência australiana que, por meio de uma fundação de televisão para crianças, produz desde 1982 programas de alta qualidade, exibidos em mais de 90 países e ganhadores dos mais importantes prêmios internacionais do setor. São realizações desse tipo que chegam agora até nós, numa oportunidade única. Nos encontramos lá.


4? Cúpula Mundial de Mídia para Crianças e Adolescentes

De 19 a 24 de abril # tel.: (21) 2528-8205

<www.riosummit2004.com.br>


(*) Sociólogo, jornalista e professor da Escola de Comunicações e Artes da USP

Leia também

Para
crianças e adolescentes
? Mural

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem