Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Preocupação com o presente

Por lgarcia em 20/11/2002 na edição 199

MÍDIA AMERICANA

Cinco grandes empresas jornalísticas estão anunciando mudanças na organização como resposta à queda no faturamento publicitário. A equipe editorial da Reuters foi avisada de que deve esperar o corte de 500 empregos até o fim desse ano. Nos últimos 18 meses, a companhia demitiu 1.800 pessoas como parte de um plano radical de reestruturação, mas esta será a primeira vez que jornalistas serão afetados pelas medidas. Em julho, a agência de notícias declarou perda de US$ 140 milhões no primeiro semestre. Na BBC, 250 funcionários da divisão de notícias receberam um e-mail convidando-os a se inscrever no programa de demissão voluntária. No esforço de reduzir custos, o departamento precisa cortar US$ 24 milhões no próximo ano.

As revistas financeiras BusinessWeek e Forbes também estão dispensando funcionários. A primeira demitiu 21(3,72% da equipe), e a Forbes, segundo noticiou o Daily News, 25 funcionários. A Dow Jones, editora do Wall Street Journal, cortou 3,3% da sua força de trabalho ? 230 empregados ? e começou a congelar salários e reduzir bônus. Atingida pela queda nos anúncios de empresas de tecnologia, a companhia já demitiu 1.120 pessoas desde 2000. Informações do Wall Street Journal [5/11/02], Reuters [5/11], Ciar Byrne e Owen Gibson [Guardian, 7/11].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem