Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

À procura de recrutas

Por lgarcia em 29/01/2003 na edição 209

TELETIPO

A polícia metropolitana e a brigada de incêndio de Londres estão anunciando, em busca de novos recrutas, no canal gay digital que estréia no próximo mês. Os anúncios na Gay UK TV são uma tentativa de atrair representantes de minorias para as instituições. “Esta é uma das coisas que estamos fazendo para encorajar mais mulheres, pessoas de minorias étnicas, gays e lésbicas a se tornarem bombeiros”, explicou um porta-voz da brigada de incêndio. Informações de Julia Day [Guardian, 15/1/03].

Após perder participação no International Herald Tribune, o Washington Post fechou novo acordo para alcançar o público fora dos EUA, desta vez com o Wall Street Journal. Conta Lisa Singhania [AP, 16/1/03] que as edições européia e asiática do Journal vão veicular reportagens e até colunas de opinião do Post. Publicados pela Dow Jones, o Wall Street Journal Europe tem circulação de 100 mil exemplares, e o Asian Wall Street Journal, 84 mil.

Boris Jordan, diretor-geral da empresa Gazprom-Media, foi demitido três meses após ter irritado o Kremlin com a cobertura da tomada do teatro de Moscou por rebeldes chechenos. Jordan continua no cargo de chefe da estação NTV por um tempo, mas deve ser destituído em breve. Segundo a estatal, a demissão se deve a diferenças em relação à estratégia da divisão de mídia. Conta Janet McBride [AP, 17/1/03] que em outubro o presidente Putin acusou a NTV de ser irresponsável na cobertura da crise, pois a filmagem das tropas de elite se preparando para entrar no teatro teria comprometido a libertação dos reféns. Para políticos de oposição, como Boris Nemtsov, a demissão é apenas mais uma forma de controle da mídia.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem