Sábado, 25 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Propaganda com apelo sexual suspensa

Por lgarcia em 11/11/2003 na edição 250

TELETIPO

Uma campanha de tom sexual para a revista de moda FHM, que parecia exibir uma mulher fazendo sexo oral em um homem, foi proibida pelo regulador de publicidade britânico, o Advertising Standards Authority (ASA, sigla em inglês ? Autoridade de Padrões Publicitários, tradução livre). A organização disse que a propaganda da revista "poderia causar ofensas sérias" e ordenou que não a usasse mais. O anúncio gerou reclamações quando apareceu na revista de cinema Empire. Informações de Claire Cozens [The Guardian, 5/11/03].

James Murdoch, filho de 30 anos do magnata da mídia Rupert Murdoch, foi nomeado executivo-chefe do British Sky Broadcasting Group no dia 3/11, apesar dos apelos de investidores quanto à gerência da companhia. 35% da BskyB, que controla a maior fatia do mercado de TVs pagas na Grã-Bretanha, pertence à News Corporation de Murdoch ? não à toa presidente da BSkyB. Para apaziguar os ânimos dos acionistas, a direção da BskyB também elegeu o lorde Rothschild, respeitado investidor, para o novo cargo de vice-presidente. Investidores reclamaram publicamente que pôr o filho de Murdoch no cargo executivo poderia deixar os detentores dos outros 65% das ações da empresa sem representação adequada. Informações de Heather Timmons [The New York Times, 4/11/03].

Todos os comentários

Siga o Observatório da Imprensa
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Termos de Uso
x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem