Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Propaganda, propaganda, notícias à parte

Por lgarcia em 31/07/2002 na edição 183

TELETIPO

O sítio do New York Times recusou propaganda da Nike que se baseia em artigos que aparentam ser jornalísticos. Os textos da campanha "feature by Sony" (algo como "artigo da Sony") são histórias sobre como as pessoas podem integrar a tecnologia a suas vidas. Seu design faz com que pareçam conteúdo do sítio em que estão inseridos. Em barra lateral, há links com produtos para a página SonyStyle.com. A diferença para o material jornalístico é um pequeno cabeçalho "feature by Sony". "No NYTimes.com, o conteúdo publicitário tem de estar claramente identificado para se diferenciar do editorial", disse porta-voz do Times. A Sony gastará cerca de US$ 10 milhões nos nove meses da campanha, a maior que a empresa de eletrônicos já promoveu na internet. Informações de Tobi Elkin [Advertising Age, 22/7/02].

Daily Mirror e The Sun, dois tablóides britânicos, estão em guerra de preços. Há cerca de três meses, o Mirror baixou o preço de capa para 0,20 centavos de libra (cerca de R$ 0,95), arcando com a perda de 1 milhão de libras por semana, na esperança de vender mais. O Sun acompanhou o concorrente, mas manteve o preço em ? 0,20 quando o Mirror admitiu a derrota e voltou para ? 0,32 fora do sul da Inglaterra. Depois, baixou ainda mais, chegando a ? 0,10 em Londres durante uma semana. Porta-voz do Mirror disse que será mantido o preço de ? 0,20 no sul da Inglaterra, mas que o jornal não pretende acompanhar as reduções do Sun, de Rupert Murdoch. The Guardian [22/7/02] lembra que o megaempresário de mídia iniciou a última grande guerra de preços de jornais, nos anos 90, quando fez o Times ser vendido a ? 0,10.

Os diários Vancouver Sun e Province, de Vancouver, no Canadá, voltaram às bancas no dia 22/7, após três semanas de greve dos funcionários. Os mais de 900 trabalhadores aceitaram um contrato de três anos com o Pacific Newspaper Group, que controla os dois jornais. Terão aumentos anuais de 2,5%, 2,75% e 2,5%. Sob o contrato anterior, um repórter com seis anos de carreira tinha salário máximo de cerca de R$ 1.900 por semana, relata a AP [22/7/02]. Vancouver Sun e Province têm, juntos, circulação de 370 mil exemplares.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem