Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

PRIMEIRAS EDIçõES > EM QUESTÃO

PT e seus instrumentos censórios

Por lgarcia em 16/10/2002 na edição 194

OI EM QUESTÃO

Pedro Eduardo Portilho de Nader
(*)

Total concordância com Alberto Dines no que tange à questão da manipulação petista, especificamente no caso da censura praticada pelo governo gaúcho, do PT. Mais uma vez, é muita clara a tendência antidemocrática do PT. O PT, repetindo a raiz da crítica à “democracia burguesa” contida em A questão judaica, e numa leitura dialética tipicamente hegeliana ? tal como bem aprendida pelo Pai Criador do marxismo ?, considera todas as suas ações e opiniões como próprias da “verdadeira democracia”, e todas as contrárias como da suposta “democracia burguesa”. Esta a gênese da censura ? que mal se consegue disfarçar, a não ser para os militantes e defensores do petismo ? ao Observatório na TVE gaúcha.

Deste modo, a corrupção petista é, pretensamente, moralmente diferente da corrupção dos demais, moralmente superior, só porque é petista. Corrupção dos outros relaciona-se com “propina”; corrupção petista é apenas trocado ? e pretensamente legítima. Assim, se a corrupção for para o benefício do partido, e não para o enriquecimento pessoal, é plenamente aceitável (se não elogiável mesmo), como no caso (apontado pela imprensa mas de forma insuficiente) da prefeitura petista em Santo André. De modo que o prefeito petista assassinado teria se indignado ao descobrir que o esquema de “propinas” ? desculpem-me, “trocados” ? estava sendo redirecionado ao enriquecimento pessoal de algumas pessoas, em vez de apenas ao caixa do partido.

Raiz autoritária

Impressionante como isso foi pouco discutido na imprensa: o prefeito assassinado admitia o esquema de propi… trocados desde que para o caixa do partido, não para o enriquecimento pessoal.

Ou, ainda, no caso do esquema do lixo na prefeitura de São Paulo. A atual administração foi eleita combatendo o esquema do lixo existente nas duas administrações anteriores. O que mudou é que agora os beneficiários do esquema são do PT ? o que, do ponto de vista petista, é muito diferente e, mais ainda, moralmente superior.

Assim, mesmo quando o PT comete os mesmos vícios dos outros, quando é o PT quem os faz é moralmente superior ? já que é e somente por ser do PT. Do tipo “usar as armas dos adversários burgueses contra eles!”. Desta forma, justifica-se a manipulação de opiniões praticada pelo petismo.

Na verdade (para usar uma expressão que não é muito do
agrado de quem é próximo de manipular opiniões),
a gênese manipuladora e censória do petismo remete
a sua raiz autoritária ? daí o uso da dialética
de tipo hegeliana, que há cerca de 200 anos se presta como
um dos melhores instrumentos manipuladores e censórios de
opinião.

(*) Bacharel em História (Unicamp)
e doutor em Filosofia pela FFLCH-USP

Leia também

rolar a página)

rolar
a página)

rolar
a página)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem