Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Relatório de lorde Hutton sai dia 28

Por lgarcia em 20/01/2004 na edição 260

TELETIPO

Foi marcada para o dia 28 a apresentação televisionada do relatório do juiz lorde Hutton sobre o caso do cientista David Kelly, o que porá fim a uma ansiosa espera do governo britânico, da BBC e da opinião pública. Kelly teria se suicidado por causa das pressões que sofria por supostamente ter dito à BBC que o governo do Reino Unido teria exagerado documento sobre as armas de destruição em massa em posse de Saddam Hussein. No centro do processo está o repórter da rádio pública Andrew Gilligan, que reportou as afirmações que o cientista teria feito. As partes envolvidas receberão o relatório, que teria mais de mil páginas, 24 horas antes, mas terão de se comprometer a mantê-lo em sigilo. Como o documento deve ser crítico a todas elas, o novo líder do Partido Conservador, Michael Howard, considera a possibilidade de pressionar pela renúncia do primeiro-ministro trabalhista, Tony Blair. Com informações do Guardian [15/1/04].

O Partido Islâmico de oposição da Malásia, PAS, protestou contra a decisão do governo de permitir que a sexy popstar Mariah Carey faça um show no país em 22/2/04, afirmando que estimularia a degradação moral. Em carta ao ministro do Turismo Abdul Kadir Sheikh Fadzir, o PAS disse que a apresentação da cantora também desrespeitaria os muçulmanos porque coincidiria com um feriado religioso islâmico. Os oposicionistas exigiam imediato cancelamento da passagem da turnê mundial de Mariah, chamada "Charmbracelet", pela Malásia. Também pediu que o governo se desculpe para com os muçulmanos, que compõem cerca de 60% da população do país. Informações da AFP [15/1/04].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem