Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

PRIMEIRAS EDIçõES > JANGADA BRASIL

Revista de folclore pode sair da rede

Por lgarcia em 26/08/2003 na edição 239

JANGADA BRASIL

Gláucia Garcia (*)

No dia 22 de agosto de 1998, o primeiro número da Jangada Brasil <http://www.jangadabrasil.com.br/> ia ao ar. Era Dia do Folclore e trazíamos, então, respeito, amor e dedicação. Respeito e amor por nossa cultura popular, por todas as pessoas que a mantêm e a tornam viva, e por todos aqueles que a querem conhecer. E dedicação para que nosso sonho de criar uma revista que retratasse toda a riqueza e diversidade cultural brasileira, de forma atraente, interessante e, principalmente, acessível a todos aqueles que têm acesso à internet, se tornasse realidade.

Com uma equipe inicial formada por três pessoas ?ampliada posteriormente para cinco ? contando com a ajuda, também voluntária, de eventuais colaboradores e inteiramente custeada com recursos próprios, sem receber em nenhum momento patrocínios ou incentivos financeiros, nossa revista cresceu. O sonho aconteceu e nosso trabalho floresceu. Nesses cinco anos o conteúuacute;do da Jangada Brasil cresceu progressivamente, alcançando atualmente mais de 3.000 textos, além de arquivos de som, partituras e arquivos para download. Na grande rede, somos hoje referência obrigatória sobre o tema folclore brasileiro.

O público também acompanhou nosso crescimento. No primeiro número, eram cerca de 25 visitantes diários. Em abril de 2003, ultrapassamos a marca de 100 mil leitores mensais. Pessoas do mundo inteiro, brasileiros e estrangeiros, de todas as idades e profissões. Todos com um sentimento comum em relação às coisas do Brasil. Ao longo desse tempo, recebemos centenas de cartas carinhosas e mensagens de incentivo, muitas nos marcaram profundamente.

Tudo isso seria suficiente para que nosso quinto aniversário fosse uma data dedicada exclusivamente a comemorações. Porém como, de acordo com a sabedoria popular, não existe o bonito sem o feio, o dia de hoje não traz somente alegrias. Se por um lado, nos sentimos extremamente gratificados por ter conseguido levar nosso sonho adiante durante cinco anos, infelizmente, hoje, a Jangada Brasil corre o risco de desaparecer.

Em busca de soluções

Ironicamente, o aumento de público trouxe-nos conseqüentemente maiores exigências e necessidades quanto às condições técnicas para manter a revista no ar. Na verdade, os custos de hospedagem de um site com visitação considerada normal não são muito elevados, e graças a isso pudemos manter a Jangada Brasil até hoje. Porém, quanto mais visitado um site é, maiores recursos ele exige para que o link possa suportar o tráfego sem perda de qualidade para os leitores. Como parâmetro de comparação, um limite-padrão de transferência é de 2GB mensais, e no período de 1 a 20 deste mês de agosto, nossa transferência já atingiu 12,3GB. Levando-se em conta que o custo por GB excedido está em torno de R$ 50, tornou-se financeiramente inviável para nós arcarmos sozinhos com tais custos operacionais.

Por ser o mês do folclore, normalmente em agosto o número de leitores e visitantes que chegam a nosso site é bem elevado. Então fizemos um esforço para que nosso público não fosse prejudicado durante as três primeiras semanas do mês, mas agora, infelizmente, somos forçados a retirar do ar todo o conteúdo da Jangada Brasil até o início do próximo mês, para que não geremos mais tráfego e, com isso, mais despesas, pelas quais não poderemos nos responsabilizar.

Nos próximos dias, para entrar em contato conosco utilizem o e-mail <velas@jangadabrasil.com.br>. Na próxima semana enviaremos uma mensagem com notícias aos leitores que assinam nosso boletim. Novidades também poderão ser acompanhadas através da página inicial de nosso site <http://www.jangadabrasil.com.br>.

Estamos em busca de soluções e esperamos conseguir alternativas rápidas para superar as atuais dificuldades. Contamos também, com a colaboração de vocês, leitores e amigos, alguns dos quais estão junto conosco desde o primeiro número. Qualquer sugestão ou ajuda será bem-vinda. Temos esperança de que em setembro possamos estar de volta, ao menos com o arquivo das edições anteriores, e que esta seja apenas uma fase passageira na história da Jangada Brasil.

Um forte abraço e até breve.

(*) Historiadora; assinam também Claudio Ribeiro (publicitário e designer), Marcos Jardim (ilustrador e artista gráfico), Alessandro Valente (músico), Marilia Garcia (pesquisadora)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem