Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

Robson Pereira

Por lgarcia em 10/10/2001 na edição 142

INTERNET

"Internet fica mais velha e menos feminina", copyright O Estado de S. Paulo, 4/10/01

"O público da Internet está ficando mais velho. Pelo menos, é o que se pode concluir ao analisarmos o perfil do internauta brasileiro traçado pelos estudos Júpiter Media Metrix. Em janeiro, de cada 100 pessoas que acessavam a web, 11 delas, homens ou mulheres, tinham mais de 45 anos. No último relatório, relativo a agosto, o contigente de internautas domésticos nesta faixa etária representou 15,7% do total, o que significa um aumento de 40% nos primeiros oito meses do ano.

O ?amadurecimento? do público internauta ocorreu também nas duas faixas etárias imediatamente inferiores, embora em porcentuais menores. A parcela de usuários da Internet de ambos os sexos entre os 35 anos e os 45 anos passou de 14,5% em janeiro para 17,1%, em agosto – um deslocamento da ordem de 18%. Para a faixa entre 25 e 34 anos, a participação relativa subiu de 19,3% para 22,3%, com aumento de 15,5% no período.

Conseqüentemente, a Internet perdeu audiência entre os internautas mais jovens. Em janeiro, os usuários juvenis – na faixa entre os 12 anos e os 17 anos – representavam 19,3% do total, quase seis pontos porcentuais a mais do que no último levantamento, em agosto. Já os internautas com idades entre 18 e 24 anos tiveram a participação relativa reduzida de 29,5% para 25,8%, no período.

O curioso é que o ?envelhecimento? da Internet brasileira parece ter sido provocado por um deslocamento etário do público feminino. No início do ano, a participação de mulheres acima de 35 anos no total de usuários da Internet era de 9,7%. Em agosto, subiu para 13,2%. No mesmo período, diminuiu a presença na rede de mulheres entre 18 e 24 anos, de 17,7% para 11,7%.

Pode ser uma situação passageira. Mas pode ser também resultado de uma escassez de bons sites voltados para adolescentes e para o público feminino.

Alguns desses, que ocupavam boas posições no ranking no início do ano, sucumbiram, diante da crise que atingiu várias ponto com.

Terceira idade Dois endereços para a turma acima dos 60 anos: www.unati.uerj.br e www.cies.org.br. O primeiro, é o site da Universidade da Terceira Idade, um programa desenvolvido pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro e inspirado em uma experiência de sucesso nos Estados Unidos – a U3A (University of Third Age).

O segundo, é organizado pelo Centro Internacional de Informações para o Envelhecimento Saudável, uma organização não-governamental, com bons serviços prestados para este segmento da população. Aléeacute;m de um vasto conteúdo próprio, os dois sites apresentam dezenas de outros endereços com informações e serviços valiosos para o pessoal mais maduro.

Mapas censurados Os serviços de inteligência dos Estados Unidos estão levando a sério o controle de conteúdos na Internet, principalmente aqueles que de um jeito ou de outro possam ser interpretados como ameaça à segurança nacional. Além do monitoramento de mensagens pelo FBI, agora foi a vez da National Imagery and Mapping Agency, um órgão governamental, retirar da Web vários mapas e imagens de satélites do território americano e de outros países ?de interesse estratégico?.

Até mesmo a Biblioteca do Congresso e o Arquivo Nacional foram convidados a participar do esforço, restringindo o acesso público a material que possa colocar em risco a segurança nacional.

Mesmo para os mapas ainda disponíveis no www.nima.mil algumas providências foram tomadas, como, por exemplo, a de incluir no site a advertência de que os softwares da agência têm condições de monitorar o tráfego na rede e identificar qualquer tentativa de downloads não autorizados. Os administradores do site também deixam claro que, de acordo com a lei, poderão auxiliar na identificação dos seus usuários para fins de investigação.

Por enquanto, as recomendações da Nima não chegaram a endereços privados – como o www.mapquest.com e o www.spaceimaging.com, entre outros sites especializados, que continuam oferecendo acesso livre a centenas de mapas topográficos de várias partes do mundo.

O Space Imaging utiliza as fotografias obtidas pelo satélite privado Ikonos, colocado em órbita em setembro de 99. Numa das imagens de satélite colocadas no site é possível ver carros no estacionamento do Pentágono. Em outra, as lentes do satélite captaram com riqueza de detalhe a cidade de Mega, na Arábia Saudita, e as pirâmides do Egito."

 

"Novo ranking do Ibope não contará ?artifícios de audiência?", copyright Cidade Biz (www.cidadebiz.com.br), 1/10/01

"Pop ups, pop unders e páginas invisíveis – também chamadas de páginas brancas – não serão mais contadas como page views pelo Ibope eRatings. Já a partir do próximo ranking, que será anunciado dia 10, os ?artifícios para inflar a audiência?, como denomina o analista de internet do instituto Alexandre Magalhães, ficarão de fora da medição.

De pop ups e pop unders – as pops que aparecem atrás da página de um site e só são vistas quando esta página é fechada – só valerão aquelas que remetem para o mesmo site. Como uma pop up que, no website do Ibope, leva para outra página no mesmo domínio. Não é preciso nem clicar na pequena janela para dar audiência ao Ibope: uma vez aberta, ela é uma página vista (ou page view). Já se no site do Ibope houver uma pop up que remeta para o endereço do IVC, por exemplo, essa não será contada, explica Alexandre.

As páginas invisíveis, mais conhecidas como páginas brancas, são abertas enquanto o usuário navega por um site, sem que no entanto ele perceba, pois elas não aparecem. Não aparecem, mas rendem audiência ao endereço por elas remetido. ?É navegação literalmente virtual?, define Alexandre, ?um meio de gerar page views inexistentes para um outro site?.

Segundo o analista, a medida foi tomada para evitar a contagem de falsa audiência registrada em outros países. Um dos casos mais célebres, lembra, foi o do site X10.com, que por meio pop ups em outros domínios chegou ao primeiro lugar no ranking dos sites mais visitados.

A medida já vinha sendo estudada há cerca de dois meses pelo Ibope, que, neste período, ouviu diversos representantes de empresas ligadas à internet. ?A receptividade foi boa?, comenta Alexandre, ?os grandes portais elogiaram a decisão?. O serviço de medição de web-audiência Nielsen NetRatings é oferecido pelo Ibope eRatings, joint venture entre Ibope e ACNielsen."

    
    
                     
Mande-nos seu comentário

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem