Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES >

RSF proibida de usar foto de Che

Por lgarcia em 15/07/2003 na edição 233

CUBA

A justiça francesa proibiu a organização Repórteres Sem Fronteiras [9/7/03] de utilizar a foto mais conhecida de Che Guevara em campanha para alertar os cerca de 120 mil franceses que visitam Cuba anualmente para a forte repressão praticada pela ditadura de Fidel Castro contra jornalistas. A decisão atende a pedido de Diane Díaz Lopez, filha do autor da fotografia, Alberto Díaz Lopez – mais conhecido como Alberto Korda.

O cartaz da ONG de defesa da liberdade de imprensa, que seria espalhado entre 8/7 e 22/7/03, sobrepõe a imagem de Fidel à de um policial com escudo, famosa na França desde as agitações estudantis de 1968. Completa a peça a inscrição "Bem-vindo a Cuba, a maior prisão de jornalistas do mundo".

A RSF terá de pagar 1.000 euros a Diane e outros 1.000 euros de gastos processuais. Caso insista em divulgar a imagem de Che, será multada em 200 euros por cartaz. Robert Ménard, secretário-geral da instituição, lamentou a proibição que, em sua opinião, vem a calhar para as autoridades cubanas.

Em março, o governo da ilha lançou ofensiva contra a oposição prendendo 75 dissidentes ? 26 dos quais são jornalistas independentes. Em julgamentos duvidosos, eles têm sido condenados a até 28 anos de cadeia. Ménard criticou o fato de que o tribunal francês não levou em conta a situação dos direitos humanos no país latino-americano. Diane retrucou que a organização não poderia usar alegação de "liberdade de imprensa para distorcer o trabalho de Korda para seus propósitos políticos e de propaganda". Lembrou ainda que aquela fotografia, tirada em Havana, em 1960, ainda representa "um símbolo de luta e de futuro para o povo cubano".

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem