Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

PRIMEIRAS EDIçõES > TELETIPO

Sean Penn, correspondente em Bagdá

Por lgarcia em 02/12/2003 na edição 253

TELETIPO

O astro de Hollywood Sean Penn pode virar correspondente do San Francisco Chronicle no Iraque. O editor do jornal, Phil Bronstein, confirmou a possibilidade, dizendo que a idéia surgiu quando os dois conversavam sobre diversos assuntos há dois meses ? eles se conhecem há anos. Penn foi a Bagdá pouco antes da guerra estourar e escreveu sobre a viagem em um anúncio de página inteira no New York Times. A colaboração do ator seria em forma de “pequenas vinhetas sobre a vida lá”, disse Bronstein. Se a idéia vingar, Penn poderá ter credencial de jornalista. No momento, porém, a proposta não sai do papel. A estrela não pretende voltar ao Iraque agora porque está concentrado em seus dois novos filmes. Informações de Joe Strupp [Editor & Publisher, 25/11/03].

Três fotógrafos que tiraram fotos da princesa Diana e seu amigo Dodi al-Fayed em um carro na noite do acidente fatal, em 1997, e estavam sendo indiciados, não violaram leis francesas de privacidade, de acordo com o veredicto de um tribunal de Paris, anunciado em 28/11. Christian Martinez, da agência Angeli, o free-lancer Fabrice Chassery e Jacques Langevin, da agência Sygma, foram acusados de invasão de privacidade pelo pai de Dodi, Mohamed al-Fayed. Martinez e Chassery tiraram fotos dos dois após o acidente. A princesa e Dodi fugiam em alta velocidade da perseguição dos paparazzi. O resultado do julgamento foi inédito, uma vez que, na França, o interior de um carro é considerado local privado, mesmo em vias públicas. Informações de Laure Bretton [Reuters, 28/11/03].

A New York Times Company anunciou que seu jornal internacional, The International Herald Tribune, vai passar por uma série de mudanças. Desde janeiro, a companhia é proprietária única da publicação, que tem sede em Paris e era produzida em associação com The Washington Post. O Herald Tribune vai ganhar um publisher, o vice-presidente da Times Company, Michael Golden, que pertence à família que controla o New York Times. Ele será responsável pelas operações jornalísticas e financeiras. No conteúdo, a mudança ficará por conta de novas colunas direcionadas a homens de negócios especialmente interessados em mercados como Frankfurt, Londres e Bruxelas. Essas iniciativas são uma tentativa de conter o prejuízo que o jornal tem dado. Como informa o New York Times [25/11/03], neste ano já foram tomadas outras medidas, como a implantação de novos locais de impressão (em São Paulo, Sydney e Cidade do Kuwait).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem