Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > ***

Socorro! Três canais da Universal!

Por lgarcia em 20/02/2000 na edição 84

Edição de Marinilda Carvalho

 

A carta do leitor Ulisses Lopes fala de um fenômeno assustador: a invasão da TV pelas igrejas, especialmente evangélicas. No Rio temos entre outras Universal, Renascer, da Graça, de Deus, Católica, que tomaram de assalto Manchete, Record, Mulher, Vida, CNT, Bandeirantes, com programas antes limitados às madrugadas, hoje em qualquer horário, inclusive nobre. Ribeirão Preto, cidade de Ulisses, tem três canais só da Universal, que até passam o mesmo programa ao mesmo tempo. O leitor pede socorro, e esta escriba também. Já protestei aqui no O.I. pelo fato de a Educativa transmitir ao vivo show do padre Marcelo. Se existe separação Estado-Igreja no país, emissora pública não tem nada que cobrir evento católico. Nem qualquer evento religioso. Ou os contribuintes são todos católicos?

A invasão religiosa-fundamentalista está saindo de controle. O que fazer? Protestar é cercear o direito ao credo? Uma concessão pública não deveria ser aberta a todo o público? E canal pago não serve exatamente para contemplar segmentos? Mas o povão desempregado e desinformado que atende a este chamado oportunista assina TV? O que fazer, meu Deus?

É tudo muito assustador. E a onda se espalha: a Universal comprou um dos mais antigos cinemas de Paris. Se pode no Primeiro Mundo, imaginem aqui. Mas lá ao menos se protesta, da prefeitura aos cidadãos do bairro, passando pela imprensa.

É grave a omissão da mídia brasileira. Vez por outra sai matéria sensacionalista mostrando que mais um cinema tradicional caiu de joelhos diante de Jesus. Passada a sensação, o silêncio do consentimento, que Brecht mostrou como funciona desde os tempos de Hitler.

A quem não quer viver no Brasil do Afeganistão só resta mesmo pedir socorro.

Sou telespectador assíduo do Observatório na Rede Pública e leitor contumaz da página aqui naInternet. Vocês se superam a cada edição. Fazem jornalismo sobre o jornalismo com ética, independência e ousadia. Parabéns a toda a equipe e, verdadeiramente, obrigado pelas lições. Eu tenho 29 anos, sou repórter da afiliada da Globo aqui em Juiz de Fora, e com freqüência estourevendo, analisando os meus métodos graças às questões levantadas pelo Observatório.

Antônio de Castro

 

LEIA TAMBEM

Essa gente especial ? James Görgen

Notícias do Planalto ? José Rosa Filho

Jornalista pode ter amigo? ? Paulo Nogueira

Os democratas do elogio ? Paulo Vasconcellos

 


Continuação do Caderno do Leitor

Use o e-mail para nos mandar sua contribuição

Para garantir a publicação de sua correspondência, use correio eletrônico. Críticas e denúncias contra veículos de comunicação citados nominalmente serão submetidas aos mesmos, para que tenham oportunidade de resposta simultânea à publicação da crítica ou denúncia.

Todos os comentários

Siga o Observatório da Imprensa
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Termos de Uso
x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem