Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > AUTORES & LIVROS

Três lançamentos indispensáveis

Por lgarcia em 27/05/2003 na edição 226

AUTORES & LIVROS

Deonísio da Silva (*)


"As pessoas precisam saber o que é arte. Hoje, confunde-se arte com artesanato, com decoração, com firulas. Arte é outra coisa. Ela sempre tem uma aura, está sempre recoberta por algum mistério."


Tomei o presente das mãos de Cristina Madi, gerente do Sesc de São Carlos, e passei a consultar os volumes. São três. Abri um deles e encontrei essas palavras do dramaturgo Antunes Filho na primeira coletânea, Entrevistas, que é de entrevistas publicadas originalmente na Revista E, com apresentação de Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc de São Paulo, responsável pela revista e pela coletânea agora vinda à luz (Sesc São Paulo e Lazuli Editora, 2003, 124 pp). A coleção está nas livrarias, mas pode ser solicitada também à Lazuli [, telefone (11) 3819-6077)] ou ao Sesc [(11) 3179-3400].

Danilo Santos de Miranda, que lidera uma equipe pródiga e eficiente na coordenação de eventos culturais ? entre tantos registros dignos de nota está a memorável vinda do Prêmio Nobel de Literatura José Saramago ao Brasil, tendo feito conferência e autografado seus livros no Sesc Pompéia ?, diz na apresentação:


"Aqueles que fazem cultura têm muito a dizer. Neste número, músicos, escritores, atores, autores e diretores de teatro e dança, críticos e artistas plásticos tomam a palavra (…) O Sesc de São Paulo reitera seu compromisso com o desenvolvimento cultural do país e com a plena cidadania".


No mesmo volume estão entrevistas de Aldir Blanc, Marlyse Meyer e do crítico Wilson Martins, entre outros. Este responde a uma pergunta altamente pertinente: "Qual é o código de ética de um crítico literário"? E ele: "A honestidade, a imparcialidade e o desejo de fazer justiça. Há também a liberdade com relação aos grupos de opinião. (…) Não faço julgamento de autores, faço julgamento de livros".

Sonegação consciente

O outro volume intitula-se Ficcões Urbanas. São narrativas curtas pautadas pela qualidade de autores e textos, entre os quais histórias narradas por escritores do porte de Carlos Heitor Cony, Marçal Aquino e Sérgio Sant?Anna, entre outros. Aliás, este último escreve sobre um tema que está para a literatura brasileira mais ou menos como o camelo para o Alcorão, já que o animal não aparece uma única vez no livro sagrado dos muçulmanos. A escritora Betty Milan escreveu "O país da bola", mas nossos romancistas ainda estão devendo um grande romance sobre o futebol. "Páginas sem glória", o texto de Sérgio Sant?Anna, traz de volta, em alto estilo, o velho guerreiro de um conto antológico de nossas letras, o "Notas de Manfredo Rangel repórter: a respeito de Kramer". Um fulgor!

A última das três coletâneas intitula-se Ensaios/Brasil. Ali temos, entre outros, Domenico de Masi:


"O nosso modelo de vida formou-se no decorrer de muitos séculos, quando a duração da existência humana era de aproximadamente 350 mil horas, sendo metade delas consagradas ao esforço físico. Em apenas três gerações, dos nossos bisavós até nós, a expectativa de vida dobrou, ultrapassando as 700 mil horas, das quais só um décimo é dedicado ao trabalho, agora predominantemente intelectual".


Quer dizer, polêmica é o que não falta, idéias e controvérsias perambulam de página em página, é uma riqueza a leitura do volume.

Adiante vem Frei Betto, que faz séria advertência: "Se não preservarmos os povos indígenas, é possível que no futuro as nossas crianças venham a brincar com pequenas estatuetas de índios como hoje brincam com estatuetas de dinossauros". E Gerardo Mello Mourão lembra que a expressão "sangue, suor e lágrimas", antes de ser proferida por Churchill, foi registrada pelo Padre Antônio Vieira num de seus célebres sermões.

O rabino Henry Sobel adverte para o círculo vicioso da corrupção. Sabendo que a arrecadação será objeto de roubo de funcionário ou político "em vez de ser usada para melhorar as condições de vida dos brasileiros, (…) muitos optam conscientemente pela sonegação de impostos".

Prestemos atenção a esses três lançamentos, de leitura imperdível e improrrogável.

(*) Escritor, professor, escreve semanalmente neste espaço; seus livros mais recentes são A vida íntima das palavras, A melhor amiga do lobo e Os segredos do baú

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem