Um brasileiro no Projeto GNU | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

PRIMEIRAS EDIçõES > SOFTWARE LIVRE

Um brasileiro no Projeto GNU

Por lgarcia em 29/07/2003 na edição 235

SOFTWARE LIVRE

Tatiana Sottili (*)

Pela primeira vez na história do software livre, o criador do Movimento Software Livre (1980) e presidente da Free Software Foundation (FSF), o hacker americano Richard Stallman, designa um brasileiro para ? junto com outros cinco que já desempenham a função no mundo ? mantenedor do Diretório GNU, que armazena programas livres e protegidos pela licença GPL (General Public Licence).

Christiano Anderson, 24 anos, nasceu em São Paulo, mora há quatro anos em Porto Alegre e integra o Projeto Software Livre do Rio Grande do Sul. A partir de agora, uma grande responsabilidade está em suas mãos. Christiano terá a tarefa de avaliar se códigos, dependências e bibliotecas dos programas enviados por e-mail pela comunidade de centenas de colaboradores de todo o planeta ao Projeto GNU se enquadram na licença GLP, que determina que todas as modificações feitas num código-fonte fiquem disponíveis para todos, livremente.

O interesse do governo federal pelos sistemas abertos e o empenho especial de algumas entidades, como o Instituto de Tecnologia da Informação (ITI), fazem crer que Christiano terá muito trabalho pela frente: ele pretende interagir fortemente com a comunidade. "Os desenvolvedores que têm algum pacote GPL podem entrar em contato comigo por e-mail <anderson@debian-rs.org> para, desta forma, aumentarmos ainda mais a participação do Brasil no diretório, incluindo mais softwares desenvolvidos aqui", diz.

A proposta para a nova função surgiu de um convite de Stallman para que traduzisse seu livro, Free software free society. "Junto com a tradução, resolvi aceitar o desafio de colaborar com o diretório GNU", diz Christiano.

O maior símbolo da comunidade de software livre é o projeto GNU, iniciado em 1984 com o objetivo de construir programas livres a partir do trabalho colaborativo de milhares de desenvolvedores voluntários espalhados ao redor da Terra. Atualmente, 350 mil desenvolvedores do GNU/Linux trabalham coletivamente para o aperfeiçoamento desse sistema operacional, e há mais de 10 mil programas alternativos construídos por essa comunidade.

O livro Free software free society reúne um conjunto de artigos escritos por Stallman e outros mantenedores do Projeto GNU em 2003", informa Christiano. "Já tenho 40% dele traduzido e, se tudo der certo, até o fim de agosto devo concluí-lo." Ainda não dói decidido se a publicação será impressa ou apenas digital.

Informações

Sítio do Projeto GNU

Sítio da Free Software Foundation

E-mail Christiano Anderson

(*) Telefones: (51) 9961-5510 ou 3289-6248

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem