Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

PRIMEIRAS EDIçõES > **

Um dia chegamos lá

Por lgarcia em 12/02/2003 na edição 211

LISURA E OUSADIA

A matéria que o Wall Street Journal distribuiu aos afiliados da sua rede na quarta-feira (5/2) é surpreendente (O Estado de S.Paulo, pág. B9): "NY Times parte agressivo para a expansão".

Surpreendente por três motivos:

** O WSJ é o concorrente direto do NYT não apenas na área de Nova York mas nos principais centros do país. E, não obstante, soube oferecer uma matéria muito positiva sobre a arrancada do rival. O próprio WSJ fica numa posição secundária.

** Como o WSJ é o principal jornal de negócios dos EUA, espécie de bíblia para o mundo financeiro e publicitário, qualquer infração nesta matéria sobre o concorrente comprometeria gravemente a sua credibilidade.

** Surpreendente também pelo teor: num dos mais dramáticos momentos da história da mídia internacional, o New York Times não cruza os braços e parte para uma agressiva política de valorização da centenária marca.

Quando a mídia brasileira não consegue sequer apresentar uma cobertura balanceada sobre a questão da internet gratuita, o conservador WSJ dá uma lição de probidade informativa.

E, no momento em que nossos empresários de mídia mostram-se cabisbaixos, incapazes de qualquer aposta inovadora, a ousadia do New York Times mostra que nem tudo está perdido.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem