Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

PRIMEIRAS EDIçõES > PROVÃO

Veja a qualidade dos cursos no Brasil

Por lgarcia em 19/12/2001 na edição 152

PROVÃO

Victor Gentilli

Ao contrário de anos anteriores, nenhum jornal destacou os resultados do provão por área. Os jornais cuidaram dos cursos dos seus estados. Até mesmo os jornalões: O Globo e o Jornal do Brasil falaram dos cursos do Rio de Janeiro e destacaram que a UFRJ foi a universidade de melhor desempenho no provão: praticamente todos os seus cursos são conceito A.

Apenas duas exceções na UFRJ: uma delas o curso de Jornalismo, que, devido ao boicote, obteve o conceito E.

Assim, nenhum jornal cuidou de oferecer a relação dos melhores cursos em cada área. Divulgamos aqui a lista dos cursos de Jornalismo.

Nos cursos de Jornalismo, no entanto, o boicote aumentou ? e muito. Quase 15% dos estudantes de Jornalismo entregaram a prova em branco em 2000. Em 2001, esta proporção subiu para quase 22%.

Com os novos critérios de ranqueamento, agora baseados no desvio-padrão, apenas 7 cursos obtiveram conceito A.

Quatro deles vêm obtendo conceitos A de forma recorrente. São eles: Universidade Federal de Santa Maria (o único curso que obteve conceito A nos quatro provões); Universidade Federal de Santa Catarina (com três conceitos A consecutivos); Universidade Federal de Juiz de Fora (com três conceitos A nos quatro exames e um D resultante de boicote no ano passado) e Universidade Federal de Santa Cruz do Sul (com três conceitos A nos quatro exames e um B no exame de 1999).

Os três cursos que obtiveram conceito A este ano são cursos cujo desempenho vem melhorando ano a ano. Todos eles obtiveram conceito B em 2000. São eles: Universidade Federal de Goiás; Universidade Federal de Uberaba e Universidade Católica do Paraná.

Merecem destaque também os cursos novos que realizaram neste 2001 o primeiro provão e foram logo alcançando conceito B. Dos 31 cursos que alcançaram o conceito B, 7 deles realizaram este ano o primeiro provão. São cursos novos que alcançaram um bom conceito logo no primeiro teste.

Boicote

O boicote de um modo geral diminuiu e a adesão dos estudantes ao provão aumentou. Isso, no conjunto do provão 2001. Nos cursos de Jornalismo, a realidade foi outra.

Apenas 14 cursos boicotaram de fato o provão, embora nenhum deles tenha alcançado 100% de provas em branco. Entre os cursos que boicotaram o provão, entre 15% e 20% de estudantes responderam à prova.

Os cursos que efetivamente boicotaram o provão são os seguintes: Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero-SP, PUC-SP, PUC-Campinas, Universidade Católica de Brasília, USP, Universidade do Amazonas, Uerj, Unesp-Bauru, Universidade Federal de Mato Grosso, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal do Paraná, UFRJ, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal Fluminense, Universidade de Guarulhos e Universidade Metodista de São Paulo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem