Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

Programa nº 1469

>>Nada a comemorar
>>Mais chuvas, velhas desculpas

Por Luciano Martins Costa em 25/01/2011 | comentários

Ouça aqui

Download

Nada a comemorar


São Paulo comemora nesta terça feira 457 anos de fundação.


Se é que se pode celebrar alguma coisa na cidade impossível, transformada num monstro urbano por décadas de incúria e falta de planejamento.


Sim, é feita de décadas e não de séculos a história da decadência da chamada cidade global, aquela onde deveriam caber todas as nacionalidades.


A decrepitude começou exatamente na década que sucedeu o primeiro grande plano de obras viárias, e tem no trambolho arquitetônico chamado “Minhocão” o símbolo das escolhas equivocadas que deixaram o ser humano em segundo plano.


Como todos os janeiros, a cidade completa mais um aniversário sob o domínio do medo das chuvas.


Do núcleo original onde foram erguidas a capela e a escola para evangelização de indígenas, ela se estendeu por todo o planalto, avançando pelas várzeas dos rios, ultrapassando o desfiladeiro do Carombé e corroendo o pé da Serra da Cantareira.


Deixou brotar, por toda a parte, núcleos habitacionais inabitáveis, espalhou amontoados de barracos e, mesmo onde a vida se fez privilegiada, deixou que se entupissem suas galerias, impermeabilzou-se e transformou suas artérias em canais de água poluída sempre que vem o tempo das nuvens escuras.


Então, todos, pobres e ricos, são imobilizados.


Mas não é apenas em janeiro que a cidade sofre com as enchentes.


No ano passado, tivemos decretado o estado de atenção pelo menos duas vezes no mês de novembro.


As obras anunciadas não dão conta das enxurradas.


Galerias, bocas-de-lobo, piscinões, são expressões que voam das bocas dos administradores e alcançam os olhos e ouvidos dos cidadãos, através da imprensa, mas a sensação geral é de que nada vai resolver o problema e fazer com que os cidadãos simplesmente virem de lado e continuem a dormir, quando ronca a trovoada.


A imprevidência é tão parte da rotina que existe até mesmo um bairro chamado Jardim Pantanal, que surgiu numa depressão de terreno de onde a água que entra não tem como sair.


Os moradores, ali, passam o verão imersos em água infectada.


Os jornais trazem nesta terça-feira a programação dos festejos.


Mas a festa, como sempre, é para alguns.


Os outros vão passar o dia lidando com balde, rodo e pano de chão. 


Mais chuvas, velhas desculpas


A previsão do tempo para esta terça-feira é de chuvas à tarde e à noite em São Paulo.


A previsão do noticiário é de mais dramas, de mais fotografias de carros boiando e gente desesperada.


Pode-se prever também que haverá declarações de autoridades, referendadas pela imprensa, sobre a má educação da população, que joga todo tipo de detritos nas ruas, e sobre a intensidade das chuvas, que terá caido em um dia o que deveria cair durante todo o mês.


Não há previsão de reportagens profundas sobre as causas históricas dos problemas da cidade.


Também não se deve aguardar comentários sobre o fato de a indústria da construção civil ter sido a maior doadora de fundos para campanhas eleitorais de vereadores e prefeitos da região metropolitana de São Paulo, de quase todos os partidos.


Tampouco haverá comentaristas dispostos a relacionar essas doações às políticas urbanas que liberam novos edifícios onde não cabe mais nada.


Da mesma forma, tambouco haverá cobranças sobre a falta de uma instituição encarregada de coordenar as políticas urbanas para as megacidades que integram muitos municípios.


Ainda assim, como todos os anos, milhares de paulistanos vão sair de suas casas para aproveitar o feriado nas promocões culturais, que celebram a diversidade da quarta maior cidade do mundo. 


Observatório na TV


Nesta terça-feira, o Observatório da Imprensa na TV vai reprisar o programa comemorativo da independência do Brasil.


Alberto Dines recebeu no estúdio duas especialistas para explicar como o dia do “grito do Ipiranga” foi gravado no calendário brasileiro.


Às dez da noite na TV-Brasil, em rede nacional. Em São Paulo, pelo canal 4 da Net e 181 da TVA.

Todos os comentários

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 2625 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem