Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

Programa nº 612

>>Para lembrar
>>Para salvar a CPMF

Por Luciano Martins Costa em 19/09/2007 | comentários

Ouça aqui

Download

Correção e extradição

Começamos o dia com uma correção. O ex-presidente do Banco Central condenado a 13 anos de prisão no escândalo Marka-FonteCindam chama-se Francisco Lopes, e não Francisco Dornelles, como foi dito no programa de ontem.

Francisco Lopes, e não Dornelles, foi responsabilizado pela operação de socorro aos dois bancos de investimento, em 1999, quando houve a súbita desvalorização do real.

A operação deu um prejuízo ao Banco Central de 1 bilhão e 600 milhões de reais.

É só pedir

Na edição de hoje, os jornais informam que o pivô do escândalo, o italiano Salvatore Cacciola, vai continuar preso no principado de Mônaco à espera do pedido de extradição do governo brasileiro.

Segundo o Globo, o advogado de Cacciola vai usar a seu favor uma declaração feita no final de semana pelo ministro do Supremo Tribuinal Federal Marco Aurélio Mello.

O ministro, que em 2000 concedeu habeas-corpus ao ex-banqueiro, libertando-o da prisão, afirmou que todo acusado que ainda não recebeu uma sentença tem o direito de tentar a fuga.

Foi exatamente isso que Cacciola fez em dezembro de 2000: ganhou o habeas-corpus e fugiu para a Itália.

A leitura dos jornais de hoje indica que o principado de Mônaco está apenas esperando o pedido do governo brasileiro para se livrar de seu hóspede incômodo.

O governo de Montecarlo tenta nos últimos anos se livrar da imagem de refúgio de piratas internacionais.

Cacciola deverá ser usado como exemplo.

Para lembrar

Salvatore Cacciola já tem nova prisão preventiva decretada no Brasil.

Sua condenação, concluída em 2005, se refere aos crimes de peculato, gestão fraudulenta e corrrupção passiva.

Francisco Lopes e outros diretores do Banco Central na época foram condenados por peculato.

Mas faltam alguns personagens nessa história.

Os jornais ainda não ajudaram o leitor a rememorar o que foi o caso Marka-FonteCindam.

Apenas a Folha de S.Paulo lembra hoje que, na crise cambial de janeiro de 1999, quando o governo Fernando Henrique Cardoso desvalorizou o real, o banco Marka, de Cacciola, tinha contratos de venda futura de dólar em valor vinte vezes maior do que o seu patrimônio.
Com a súbita desvalorização do real, o banco quebrou e foi socorrido por uma operação ilegal autorizada por Francisco Lopes e Tereza Grossi.

Velhos fantasmas

Na ocasião, Cacciola acusou o governo de haver avisado alguns parceiros sobre a desvalorização do real, e disse que apenas o Marka e o FonteCindam tinham sido prejudicados pela medida.

A volta do ex-banqueiro ao Brasil deve estar preocupando alguns personagens que ainda não foram citados no escândalo.

O Estado de S.Paulo informa que, se for extraditado, Cacciola vai trocar a casa de detenção de Mônaco, situada num antigo castelo, com vista para o mar, pelo presídio Ary Franco, no Rio, um lugar bem menos aprazível.

Detalhe sutil na organização dos jornais: o Estado e o Globo colocam o caso Cacciola no noticiário econômico.

A Folha publica no noticiário político.

O cerco a Renan

Entre velhos e novos escândalos, o cenário político brasileiro revela, segundo os jornais de hoje, que o Senado prepara um cerco ao seu presidente, Renan Calheiros.

Dois movimentos mostram que tanto a oposição quanto o governo tomaram atitudes que prejudicam a estratégia de defesa de Renan.

A Folha destaca que o PT liderou manobra para adiar para a semana que vem o segundo julgamento de Renan Calheiros no Conselho de Ética, que estava marcado para hoje.

Mas a manobra não ajuda o presidente do Senado, pois com isso seus adversários ganham tempo para conseguir mudar as regras e fazer o julgamento no plenário em sessão aberta.

Pacote de denúncias

O adiamento foi baseado na proposta petista de juntar numa só peça todas as acusações que pesam contra Renan Calheiros.

Essa medida também pode prejudicar o acusado, uma vez que a própria oposição considerava difícil condená-lo no caso seguinte, aquele em que ele responde por supostamente ter favorecido a cervejaria Schincariol.

Além de evitar uma longa successão de julgamentos, que poderiam desgastar ainda mais a reputação do Senado, os parlamentares vão tentar decidir de uma vez só se o comportamento de Renan Calheiros feriu o decoro do Congresso.

Ontem, o senador petista Aloizio Mercadante, apontado pela imprensa como o principal articulador da absolvição de Renan no primeiro julgameno, foi à tribuna pedir que ele se afaste da presidência do Senado até o final do processo.

Os jornais consideram que a situação de Renan está bem pior.

Para salvar a CPMF

O governo é pragmático. A mudança de estratégia no julgamento de Renan Calheiros pode não ter nada a ver com Renan Calheiros.

Na verdade, o que os jornais indicam, mas não explicam, é que um processo longo no caso do presidente do Senado com certeza iria colocar em risco a prorrogação da validade da CPMF, que o governo considera crucial para a continuidade da política econômica.

Ontem, com Renan Calheiros presidindo a sessão do Senado, a oposição obstruiu a votação e impediu que fosse aprovada a indicação do novo presidente do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

Votação travada

A queda de braço entre governo e oposição pode prejudirar alguns setores da indústria brasileira: se a oposição continuar obstruindo a sessão, o governo ameaça tirar da fila a medida provisória que desonera os setores calçadista, têxtil e de móveis.

Além disso, tem prioridade para ser votada a medida provisória que destina cerca de 6 bilhões de reais para o Programa de Aceleração do Crescimento.

Renan atrapalha

A sobrevivência política de Renan Calheiros já não interessa ao governo e a oposição também não quer que os ânimos voltem a ficar acirrados.

Afinal, vem aí o julgamento do chamado ‘mensalão mineiro’, que pode acabar juntando no mesmo escândalo o PT, o PSDB e o PMDB.

E a volta do ex-banqueiro Salvatore Cacciola pode revolver a lama da chamada CPI dos Bancos.

Muita gente gostaria de evitar essas marolas.

Todos os comentários

  1. Comentou em 20/09/2007 adhemar gandra

    DINES!!QTO AO CACIOLA SER EXTRADITADO P/ O BRASIL ,ELE IRA P/ PRESIDIO DE SEG/ MAXIMA HENGIENOPOLIS AP FHC,COM DIREITO DE DE BANHO DE SOL NO PALACIO DOS BANDEIRANTES E RENIÕES PRIVATIVAS C/MARCO AURELIO DE MELO NO INSTITUTO FHC.QTO AO MENSALÃO MINEIRO EXCELENTE SAIDA DO [PI][PARTIDO DA IMPRENSA]

  2. Comentou em 20/09/2007 luiz carnietto

    Felipe Faria. O que se pode esperar de um governo que paga indenização a familiares e eleva a condição de bandoleiros e terroristas para oficial das forças armadas com aposentadoria faraonica a ser paga com o nosso dinheiro ??

  3. Comentou em 20/09/2007 geraldo celso penido

    di repenti paulo h.amorim virou lula desde piquininho, logu eli qui si progetô na grobo, vivi cuspindu nu pratu qui comeu, devi ser a mandu dus bispos universais.quantu au catióla, quandu eli for estraditadu, num fica 1 anu em cana no país da impunidadi.

  4. Comentou em 20/09/2007 Roberto Diluzio

    Caros colegas, quem oxigenar a memória vai lembrar que este foi apenas uma das mirabolantes falcatruas do ex-governo de FHC, sem contar sobre o SIVAM, que foi responsável pelo acidente da GOL, custou bilhões tambem, depois muitos outro, pasta rosa,….etc…

  5. Comentou em 20/09/2007 Felipe Faria

    Cadê o link deste texto na página do jornal?

  6. Comentou em 20/09/2007 carlos cavalcanti cavalcanti

    O caso Cacciola retrata muito bem a elite dominante deste pobre Brasil… Com os milhões surripiado ele com certeza teve como se safar e fugir acobertado por quem…por quem?É esse o pais que a veja,folha de São Paulo,Estadão e outros meios de comunicação querem impingir a toda nação… opinião pública consciderada é a que concordam com suas imposições, o povo sabe bem distinguir seus verdadeiros interesses.

  7. Comentou em 20/09/2007 Lauro Costa

    É engraçado. Nos últimos tempos absolve-se a turma do propinoduto, do (des)governo Garotinho, a turma do mensalão do PT, absolve-se Renan Calheiros. Depois vêm ressucitar o mensalão do Azeredo em 1988, agora querem desenterrar o Cacciola. Para mostrar o quê? Que este governo do PT prima pela justiça e correção? Me poupem!
    O PT sempre foi mestre em dizer uma coisa quando é oposição e fazer outra quando está no poder. O PT só engana trouxas! Enganbela os pobres e vagabundos com programas assistencialistas e ganha seus votos. E ainda há psedo-‘intelectuais’, a baterem palmas para suas asneiras.

  8. Comentou em 20/09/2007 Siomara Thomaz

    Gostaria de uma informação: este ex-presidente do Banco Central, Chico Lopes está preso, cumprindo a pena?
    Obrigada.

  9. Comentou em 20/09/2007 Nilo Lorga Rodrigues Lorga

    Simplesmente o seguingte:
    ‘ De tanto ver triunfar as NULIDADES, de tanto ver prosperar a DESONRA, de tanto ver crescer a INJUSTIÇA, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos DOS MAUS, o homem chega a RIR-SE da honra, DESANIMAR-SE da justiça e TER VERGONHA de ser HONESTO.’
    (O Aguia de HAIA- Rui Barbosa-ano 1914)

  10. Comentou em 20/09/2007 mauricio carlos queiroz

    Caso Cacciola, me lembro muito bem até das palavras do Ministro da Fazenda, Sr. Pedro Malan, que para mim o certo é Pedro Malandro, pois alegar para o Povo Brasileiro que se não socorre-se os Bancos Marka e Fontcidan, quebraria todo o sistema financeiro nacional. Isto é me chamar de idiota é não aceito isto. O justo é a Justiça colocar todos os envolvidos atrás das grades. ACORDA BRASIL!

  11. Comentou em 20/09/2007 osmar carvalho carvalho

    Isto é apenas uma pequena amostra do que acontece todos os dias, nesse antro de ladrões do dinheiro público. por esse e por outros motivos , que nas próximas eleições, não votarei para essa corja desafados. reforma politica já,, Mudanças de sistema politica, para socialista é a solução.

  12. Comentou em 20/09/2007 eduardo luiz teixeira

    salvatore cacciola esta chegando, seria interessante ver este homem como se fosse a agua entrando no navio tucano do desgoverno dondoca fhc, vai sair rato(com bico de tucano) correndo de todos os lados. Cadê as manchetes capciosas da revista veja falando sobre este assunto.

  13. Comentou em 20/09/2007 Ribamar Silva

    O que nos causa indignação e tristeza, é a declaração do ser ‘ supremo’ Marco Aurélio de Melo, o qual concederá conforme concedeu no passado recente, um Habeas-Corpus para o Cacciola desfrutar sossegamente do nosso dinheiro. E tem mais,é preciso que não deixem de mencionar a participação indireta do governo FHC neste triste episódio.

  14. Comentou em 20/09/2007 ivan freitas

    Vocês, não citaram o Fraga, que justificou o empréstimo alegando que se não o fizesse, acarretaria um risco sistémico às instituições financeiras no Brasil.!

  15. Comentou em 20/09/2007 arnaldo albarelli

    Será se a volta de Cacciola modificará a ´´visao´´ do STF sobre o inquérito 2206?

  16. Comentou em 20/09/2007 gustavo bruno

    se dependar dos jornalões, o ‘mensalão mineiro’ e a volta de Cacciola serão esquecidos em dias…

  17. Comentou em 19/09/2007 ubirajara sousa

    Ainda não vi, nem ouvi, ninguém dizer que a proposta do voto aberto, já aprovada em comissão, é do senador Paulo Paim, do PT. Será por que ele é do PT? Será? Quanto ao Cacciola, há pessoas que já não dormem mais direito. E não são do PT. De que partido será? Vou querer ouvir (lendo) os comentaristas de plantão do OI e também o onipotente, onisciente e onipresente senhor DINES.

  18. Comentou em 19/09/2007 C arlos Ready Fochesatto

    Ora… Esquecimento…Mensalão, mensalinhos, renans… isso tudo é fichinha perto dos bilhões que saíram dos cofres públicos para ajudar amigos do governo tucano. É conveniente não lembrar, afinal eles sempre apostam na falta de memória do povo. E o Sr. Marco Aurélio Mello, o queridinho da imprensa, como ficaria a imagem dele???

  19. Comentou em 19/09/2007 Antonio Carlos Silva

    Os novos passos dos Governistas e do PSDB ,DEMO, PPS e PV eu não tenho a mínima idéia, mas do PAMGO (Partido da mídia golpista) eu tenho certeza que permanecerá com a artilharia à toda carga contra o governo petista até dezembro de 2010 .

  20. Comentou em 19/09/2007 felipe faria

    Se os brasileiros querem Cacciola, os italianos querem a extradição do terrorista Cesare Battisti – a quem o governo petista vem protegendo.

    Battisti militava no PAC (Proletários Armados pelo Comunismo) na década de 1970 e foi condenado a prisão perpétua na Itália em 1993, pela morte de quatro pessoas. Mas ele fugiu e estava foragido no Brasil, até ser preso em março.

    O governo da Itália pressiona por sua extradição, sob alegação de que ele é criminoso comum.
    Só que parte do governo e dos meios políticos e jurídicos do Brasil considera que ele é um condenado político que era muito jovem quando praticou seus crimes e deve ser acolhido no Brasil.

    O caso será resolvido, um dia, pelo Supremo Tribunal Federal.

    A.T.

  21. Comentou em 19/09/2007 Mário Rodrigues

    Se o governo atual tivesse liberado bilhões para o PROER e outros Cacciolas, as manchetes de toda a chamada ‘grande’ imprensa sairiam todos os dias com referências a ‘esse enorme escândalo do PT’.
    A imprensa prefere criticar a destinação de verbas públicas para a alimentação e melhoria das condições de vida das populações pobres. Isso é muito grave, pois ouvi dizer que está ficando difícil contratar empregadas domésticas por 30 reais, tal como faziam antes do Bolsa Família.
    O que não é grave é destinar bilhões a latifundiários e banqueiros mafiosos. Isso só seria grave se fosse obra do Lula.
    É muito fácil saber o que a imprensa vai escrever. Se for sobre o atual governo é gravíssimo. Se for sobre o desgoverno anterior não houve ou é insignificante.
    Juros de 12% ao ano são demais. 40% ao ano no governo FHC não era muito………..

  22. Comentou em 19/09/2007 Paulo Bandarra

    Paulo Hernique golpista Amorin disse que Cacciola vindo irá cair no colo do FHC! Como repito sempre, não foi a mídia que mudou, formam os ocupantes do governo que agora não podem se noticiados. Se Lula não sabia nem o que o seu Ministro fazia na sala ao lado, o que FHC tem a ver com a burrada do condenado em lesar o BC? Outra do golpista é a sua manchete no seu Blog: Está provado a possibilidade de falha mecânica no jato da TAM! Ora, se é possibilidade não está nada provado! Mas para jornalista que se faz de morto para mamar no lulismo, é um grande jornalista, dos que servem de referência para a esquerda lulista!

Programas Anteriores

1 2 3 4 5 última

1 de 2625 programas exibidos

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem