Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

TV EM QUESTãO > WEB TV

Batalha entre conteúdos na web está só começando

Por Ronaldo Lemos em 30/10/2012 na edição 718
Reproduzido da Folha de S.Paulo, 28/10/2012

Algo está mudando rapidamente no mundo dos vídeos da internet.

Em queda, estão as produções amadoras, com bebês, gatos e candidatos a celebridades que tanto marcaram a estética da segunda metade dos anos 2000.

Em alta, temos uma crescente profissionalização, com conteúdos querendo não só atrair audiência mas também fidelizá-la.

Isso é um sintoma de como a internet se consolida como nova “janela” de distribuição. É só pensar nos seriados americanos: estreiam na TV aberta ou a cabo e, em seguida, estão disponíveis em sites como o iTunes, que vende episódios “no varejo” a US$ 1,99 (cerca de R$ 4).

Só que a internet não quer ser só “mais uma janela”, complementando as anteriores. Ela ambiciona ser “a janela”. Nesse sentido, despontam séries produzidas diretamente para a rede, como “House of Cards”, exibida pelo Netflix.

O YouTube também está se transformando. O site passou a remunerar produtores de conteúdo original: quando uma websérie decola, tem chance de gerar receita significativa (há milhares de produtores faturando mais de US$ 100 mil -cerca de R$ 200 mil por ano).

Esse modelo sacodiu o mercado. Surgiram empresas especializadas em achar talentos amadores. Dão um “banho de loja” neles: melhoram a produção e os roteiros. Daí, passam a agenciá-los, dividindo ganhos.

Isso não significa que a vida das webséries anda fácil.

Neste ano, o YouTube apostou cada vez mais em conteúdo tradicional, licenciado de empresas como Disney ou Universal.

A reclamação é que, assim, produtores independentes ficam à margem. Sem destaque nas recomendações do site, a audiência cai. Enquanto isso, a de conteúdos tradicionais cresce. O embate entre o conteúdo amador, semiprofissional e profissional na internet é em si uma boa websérie. Com várias temporadas pela frente.

***

[Ronaldo Lemos é colunista da Folha de S.Paulo]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem