Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

TV EM QUESTãO >

Um talento desperdiçado

Por Thiago Forato em 14/01/2014 na edição 781

Moacyr Franco tem 77 anos e é um artista completo. É ator, cantor, compositor e apresentador. Desempenha todas essas funções com exímia competência. Mas, não é de hoje que tem sido muito pouco valorizado pelo SBT. Seu último grande projeto foi a sitcom “Meu Cunhado”, encomendado pelo próprio Silvio Santos depois de ver a versão argentina do humorístico.

Por motivos desconhecidos, a série começou a ser gravada em 2001 e assim foi até agosto de 2003, com várias promessas de estreias que não se cumpriam. O “Meu Cunhado” foi levado ao ar pela primeira vez, com seus 52 episódios prontos em abril de 2004, numa quarta-feira, às 21h30, onde rendeu 21 pontos de média. A série, durante sua exibição, obteve boa performance.

Franco também teve dois projetos importantes no SBT: Pequenos Brilhantes, aos domingos à tarde, onde crianças se apresentavam fazendo números artísticos, cantando ou dançando, e o Concurso de Paródias, que fazia parte da linha de shows da emissora e era levado ao ar às quintas, na faixa das 21h40 (quando a novela da Globo terminava mais cedo). Entre 1999 e 2000, contracenou com Gorete Milagres, a empregada doméstica Filó no sitcom “Ó Coitado”, que foi um grande sucesso de audiência.

O novo talk show

Hoje, Moacyr com todo seu talento, segue apenas com um personagem em um programa de humor. Não desmerecendo A Praça é Nossa, mas aparecer em uma esquete com 10 minutos semanalmente é muito pouco pra ele, que tem uma rica história na televisão e um talento fora do comum, seja escrevendo ou atuando.

Aliás, de humor o SBT está carente, quando teria condições e know-how para produzir mais. Tendo Moacyr Franco em seu casting, isso é inaceitável. Mais inaceitável do que isso, é nenhuma outra emissora procurá-lo e lhe oferecer um projeto sólido e consistente, onde possa desovar seu talento.

Danilo Gentili, que assinou contrato com o SBT nos últimos dias, sugeriu a Fernando Pelégio, diretor artístico da emissora, que Moacyr faça parte do casting de seu novo talk show. Não só ele, como os fãs também pedem que ele seja melhor utilizado. Ou, no caso, utilizado corretamente, à altura de seu engenho e maestria.

******

Thiago Forato é jornalista, Ribeirão Preto, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem