Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

TV EM QUESTãO > AUDIÊNCIA

Ibope vai medir a audiência da TV também no Twitter

Por Rennan Setti em 13/05/2014 na edição 798
Reproduzido do Globo.com, 8/5/2014

O Ibope Media, que monitora a audiência da TV, passará a medir também como os telespectadores brasileiros reagem à programação por meio do Twitter. O acordo entre as duas empresas será anunciado hoje, e a expectativa é que o novo índice chegue ao mercado no fim do ano.

O Ibope Twitter TV Ratings (ITTR) integra estratégia global da rede social de se firmar como componente importante da experiência televisiva, a chamada “segunda tela”. Em outubro passado, a firma de São Francisco lançou nos Estados Unidos índice semelhante, em parceria com a Nielsen. Desde então, a métrica de engajamento já foi expandida para Itália e Austrália. O Twitter desenvolve no momento índices no Japão, com a Video Research, e em vários países de Europa, Sudeste Asiático e África, em associação com GfK e Kantar.

— O Twitter é uma plataforma de conversas aberta, sem filtros e em tempo real, o que cai bem com reações ao vivo aos programas de televisão. O comportamento da segunda tela fez com surgisse espontaneamente no mercado a demanda pela medição desse engajamento — afirma Guilherme Ribenboim, diretor geral do Twitter Brasil.

O ITTR vai monitorar em tempo real todos os tweets escritos por brasileiros e compará-los com diversas palavras-chave associadas ao que está passando na TV naquele momento. Será possível saber, por exemplo, quantas mensagens foram disparadas sobre determinado programa e quantos internautas de fato viram aqueles tweets. Segundo Orlando Lopes, diretor-executivo do Ibope Media, os softwares serão capazes de interpretar se as mensagens são positivas ou negativas e de eliminar “falsos positivos”.

— O objetivo é ir além de uma avaliação superficial, que simplesmente relacione “OiOiOi” a “Avenida Brasil”. Os algoritmos usados conseguirão entender o contexto, separar quando um post que menciona Avenida Brasil tem a ver com trânsito, e não com a novela — explica Lopes, afirmando que o ITTR será o único índice do tipo no mundo entregue aos clientes em tempo real, não apenas em intervalos diários.

Estudo do próprio Ibope divulgado em março estima que 54% dos telespectadores assistem à TV enquanto navegam na internet e 9,5% dos internautas já trocaram de canal ou ligaram a televisão por causa de comentários nas redes sociais. Segundo Ribenboim, a tendência se fortalece com a expansão dos smartphones, cuja participação na base de usuários do Twitter no Brasil cresceu de 40% para 65% em um ano.

Expansão no continente

A julgar pela experiência americana, porém, popularidade na TV nem sempre equivale a engajamento na rede. No fim de setembro, a série “Breaking Bad” foi o programa mais comentado no Twitter por lá, embora não tenha ficado sequer no top 10 dos mais assistidos. Apesar disso, na avaliação do Twitter, a medição proporciona informação valiosa para produtores de conteúdo e anunciantes.

— Canais de TV poderão alterar seus programas com base na estatística sobre as conversas — exemplificou Carlos Moreira Júnior, diretor de mídia da rede.

O Ibope Media planeja expandir o índice para Argentina e Colômbia em 2015, disse seu diretor de marketing, Antonio Wanderley.

******

Rennan Setti, do Globo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem