Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1064
Menu

TV EM QUESTãO >

3 anos depois, Globo muda ‘JN’ de novo

Por Keila Jimenez em 23/09/2014 na edição 817

O “Jornal Nacional” terá uma troca relâmpago em sua bancada: apenas três anos após assumir o comando do noticiário, ao lado de William Bonner, Patrícia Poeta, 37, vai deixar o cargo.

É uma passagem rápida, com saída inesperada, uma vez que os âncoras do “JN” costumam ter longevidade na função. Assumirá a cadeira Renata Vasconcellos, 42, que deixa o “Fantástico” para apresentar o “JN”. A troca ocorrerá em 3 de novembro.

As mudanças foram divulgadas nesta segunda (15) em comunicado oficial assinado pelo diretor-geral da TV Globo, Carlos Henrique Schroder, e pelo diretor de Jornalismo e Esporte, Ali Kamel. O anúncio ao público seria feito na noite desta segunda (15), durante o telejornal.

O comunicado informa que Patrícia Poeta, há quase 15 anos no jornalismo da emissora, deixa os cargos de apresentadora e editora-executiva para se dedicar, nos próximos meses, a um novo projeto na área de entretenimento.

A Folha apurou que um dos projetos da âncora envolve um novo programa vespertino na Globo, diário e ao vivo, que mistura jornalismo e entretenimento e entrevistas emocionais ao estilo da apresentadora americana Oprah Winfrey. Outra opção é comandar uma nova versão do “Você Decide”, que está sendo produzida na Globo.

Sendo assim, Poeta seguirá o mesmo percurso que a sua antecessora, Fátima Bernardes, que deixou a bancada do “JN” após 13 anos para comandar um programa de entretenimento na emissora.

Surpresa

Na nota oficial, Poeta diz que o prazo para deixar o telejornal foi decidido à época do convite para o “JN”. “Acreditava, então, que estar na bancada do mais importante telejornal brasileiro seria uma experiência única, enriquecedora, algo que me aprimoraria de uma maneira sem igual. Foi exatamente o que aconteceu.”

A verdade é que, internamente, a mudança no jornalismo da Globo pegou muita gente de surpresa.

Os planos de Poeta de migrar para o mundo dos apresentadores do entretenimento, com salários mais abastados e merchandising, são reais, mas foram antecipados.

Poliana Abritta, que acaba de chegar de Nova York, onde seria correspondente da Globo, função que mal chegou a assumir, nem alugou ainda um apartamento no Rio e já foi comunicada de que será a nova apresentadora no “Fantástico”, no lugar de Vasconcellos.

A correria na dança de cadeiras do jornalismo da Globo pode ter sido motivada pela audiência.

Desde que Poeta assumiu a bancada do “JN” no final de 2011, o noticiário perdeu 25% de seu ibope na Grande São Paulo, passando de 32 pontos de média, para 25,9 pontos em 2013 e 24 pontos em 2014 (até agosto). Cada ponto equivale a 65 mil domicílios na Grande São Paulo.

A perda de audiência do noticiário no país, nesse período, foi de cerca de 20%. O “Jornal Nacional” registrou em 2011 média de 32,7 pontos e vem marcando atualmente média de 26 pontos (até agosto). Cada ponto de audiência equivale a 217 mil domicílios no país. É uma queda grande, que preocupa a emissora.

Prestes a dizer adeus ao “Fantástico”, Renata Vasconcellos era candidata forte ao comando do “JN” em 2011, quando Fátima Bernardes saiu. Na época, comentava-se no jornalismo da Globo que Poeta ficou com a vaga por ser querida do público e, sendo mais jovem, por poder ficar mais anos na função.

Eis que Vasconcellos, um dos rostos mais belos do telejornalismo, assume o posto. Ela começou na GloboNews e, por 11 anos, foi âncora do “Bom Dia Brasil”, ao lado de Renato Machado e de Chico Pinheiro. Estava no “Fantástico” desde outubro de 2013. Outra passagem relâmpago pela atração, que passou por grande reforma recentemente e também sofre para estancar a perda de audiência.

“Sou jornalista por formação e vocação. Todos esses anos na GloboNews, no Bom Dia Brasil’ e no Fantástico’ me deram a certeza de que o telejornalismo é o que me atrai, é a minha paixão, é o que sei fazer”, disse Renata.

‘Fantástico’

É curioso a Globo modificar toda a revista dominical nas mãos de Renata e Tadeu Schmidt e passá-la, meses depois, às mãos de Abritta.

A nova âncora do dominical tem 17 anos de Globo, a maior parte deles em Brasília. Uma de suas experiências como apresentadora foi com a série “Globo Mar”. Poliana também é uma das âncoras do “Jornal Hoje” aos sábados, e eventualmente comanda o “Jornal da Globo”.

“Vou estar ao lado do Tadeu, com quem fiz faculdade em Brasília, um amigo querido e antigo. Conheço toda a equipe do Fantástico’ e isso, se não diminui a minha responsabilidade, ao menos me dá mais confiança para enfrentá-la. Estou honrada e imensamente feliz”, disse Poliana.

***

Apresentadores que passaram pelo ‘Jornal Nacional’

1969 – “Jornal Nacional” estreia apresentado por Cid Moreira e Hilton Gomes.

1971 – Hilton Gomes é substituído por Ronaldo Rosas.

1972 – Sérgio Chapelin entra no lugar de Ronaldo Rosas na bancada.

1983 – Chapelin deixa o programa, e é substituído no telejornal por Celso Freitas.

1989 – Sérgio Chapelin reassume a posição na bancada telejornal ao lado de Cid Moreira.

1996 – Os apresentadores são substituídos por William Bonner e Lilian Witte Fibe.

1998 – Em fevereiro, Lilian Witte Fibe deixa o jornal. Fátima Bernardes assume a posição.

2011 – Em dezembro, Fátima Bernardes deixa o jornal e Patrícia Poeta a substitui.

2014 – Patrícia Poeta deixa o jornal e é substituída por Renata Vasconcellos, do “Fantástico”.

******

Keila Jimenez, da Folha de S.Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem