Sábado, 25 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

ENTRE ASPAS >

A angústia do irreal

Por Regiane Santos em 29/08/2011 na edição 657

Com apenas alguns cliques, o Photoshop esculpe sinuosas curvas nas já belas mulheres que integram o concorrido universo artístico. Estes retoques feitos através desta moderna ferramenta digital difundida pela indústria cultural são capazes de levar homens à loucura ao folhear as páginas de revistas recheadas por ensaios sensuais ou nus. Embora esta valorosa contribuição seja capaz de construir a perfeita imagem feminina desejada pelo sexo oposto, estas mesmas mulheres, quando são despidas destes artifícios tecnológicos, parecem não conseguir elevar os níveis de testosterona nos homens.

Apesar de ser dona de uma invejável forma física ressaltada, literalmente, através daquele recurso, Daniele Bolina Verdelho, não despertou o interesse do público em A Fazenda. Dani Bolina, nome artístico adotado pela jovem na sua carreira artística como modelo e panicat, já posou para as revistas Vip e Sexy e também para o site Paparazzo. Ao ingressar repentinamente na quarta edição do reality show da Rede Record, após a expulsão da lutadora Duda Yankovich, a ex-panicat, que saiu às pressas do medíocre humorístico da Rede TV para aproveitar a ímpar oportunidade, não pode mais contar com os fantásticos artifícios da indústria cultural.

Sem características marcantes nem destacáveis qualidades, Dani Bolina permaneceu somente duas semanas em A Fazenda. Na Roça, com Thiago Gagliasso e Monique Evans, ela foi eliminada com 54% de rejeição do público, que a impediu de continuar a trilhar o caminho na direção do tão almejado prêmio de R$ 2 milhões. Na avaliação dos telespectadores, “titia” Monique, do alto de seus 55 anos, com rugas e curvas nem tão esculturais como as exigidas pelos ideais femininos na pós-modernidade, tornou-se mais interessante que a “gostosona” de apenas 27 anos.

Ao ingressar num reality show, Dani Bolina despiu-se dos retoques de pincéis virtuais que provocam ainda mais o fetichismo masculino e foi naturalmente eliminada ao submeter sua personalidade desinteressante à avaliação do gosto popular.

***

[Regiane Santos é jornalista, São Leopoldo, MG]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem