Segunda-feira, 25 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

ENTRE ASPAS > HUMOR NA TV

Bia Abramo

27/04/2004 na edição 274

‘Ao que parece, humor é uma das apostas da temporada 2004 da TV. Só a Globo estreou dois novos programas (‘A Diarista’ e ‘Sob Nova Direção’), mais um quadro fixo no ‘Fantástico’, ‘As 50 Leis do Amor’. O SBT, depois de adiar várias vezes, finalmente pôs no ar seu humorístico ‘Meu Cunhado’.

Começaram todos muito mal e, o que é incrível, por razões muito semelhantes. Aparentemente, estamos botando no mesmo saco referências muito diversas de humor -a TV popularesca, o besteirol do teatro de apelo popular, as experiências de ponta do núcleo Guel Arraes etc.-, o que invalidaria qualquer tentativa de comparação. Mas, curiosamente, todas essas novidades optaram pelo formato sitcom e, portanto, a comparação não apenas se torna possível como deixa patente um mesmo problema fundamental: não há texto.

Há piadas, boas (poucas) e más (muitas), há palhaçada, há caretas, mas a junção de tudo isso não é suficiente. Continua faltando o texto, as situações, o começo-meio-e-fim ou a subversão competente dessa seqüência. Para além daquilo que parece ser uma deficiência técnica crônica da TV, ou seja, a precariedade dos roteiros, o desacerto de experiências tão díspares sugere um buraco mais embaixo.

Antes mesmo do roteiro, o que parece não haver é um repertório comum de experiências, costumes e até mesmo de linguagem de onde as piadas e as situações cômicas possam derivar.

À falta de projetos e imagens nacionais, a cultura brasileira, no sentido mais amplo que se possa pensar, tornou-se tão segmentada que não há como estabelecer um imaginário coletivo a partir do qual extrair o inesperado.

Não é a toa que o ‘Casseta & Planeta’ continua funcionando como contra-exemplo. Com agilidade de jornalistas, eles fazem rir daquilo que está no noticiário de duas horas antes ou dos últimos grandes temas -a novela, o futebol, a libertinagem- da vida do brasileiro.

Os novos programas até que tentam derivar o riso das questões contemporâneas, mas a inexistência de uma linguagem comum acaba por fazê-los resvalar na grosseria, no cinismo e na falta absoluta de graça. Em ‘A Diarista’, a idéia é fazer rico rir de pobre, como já apontou o crítico da Folha Xico Sá (Ilustrada, 15 de abril de 2004); em ‘Meu Cunhado’, fazer pobre rir daqueles que têm aspirações à riqueza. Em ambos, espera-se que o descompasso de pontos de vista e hábitos das classes sociais seja o suficiente para fazer rir, mas as diferenças são delineadas de forma tão pouco sutil que não funciona.

Em ‘Sob Nova Direção’ e ‘As 50 Leis do Amor’, o risível tenta surgir a partir da exposição caricata das neuroses femininas, seja nas relações entre mulheres (o primeiro), seja nas relações delas com os homens (o segundo). Mas, novamente, em ambos as piadas são gastas, as situações, desajeitadas, o humor, fraco.’



SBT
Tela Viva News

‘SBT cria núcleo para comercializar programação regional’, copyright TELA VIVA News, 25/04/04

‘O SBT anunciou nesta segunda, 19, a criação de um núcleo de vendas voltado à comercialização regional da rede. Segundo o comunicado divulgado pelo SBT, profissionais do núcleo realizarão estudos detalhados das tradições e costumes de cada localidade que recebe o sinal. Além de ter acesso a índices de audiência, participação das produções e eventos das afiliadas, o mercado regional poderá conhecer as peculiaridades regionais, o que abre um leque diferenciado de oportunidades de negócios.

Ainda, comitês de marketing estão sendo formados nas cinco regiões do país para coordenar a ação. Os comitês do Norte e Nordeste já estão em funcionamento e o próximo a iniciar os trabalhos é o da região Sul. Encontros nacionais serão organizados por esses comitês para apresentar ao mercado publicitário o potencial da programação regional da Rede SBT.

A Rede SBT exibe atualmente, ainda segundo o comunicado, 368 programas locais dos mais diversos gêneros em suas 109 emissoras espalhadas pelo Brasil, ampliando a partir do dia 1º de maio para 110 com a nova afiliada TVi de Caruaru/PE. Somente na Região Norte são transmitidos 25 programas jornalísticos.

Além de cumprir uma função comercial, o núcleo também terá, por tabela, uma função política. Hoje a questão da produção regional é central nos debates sobre ajuda financeira do governo à mídia e novas regulamentações setoriais.

‘O incentivo às produções e eventos locais é um compromisso da Rede SBT, em respeito aos hábitos e costumes regionais, e demonstra que ótimas oportunidades de mídia e merchandising estendem-se muito além do Sudeste do País’, diz o comunicado.’



Daniel Castro

‘Santos toma programa de Ratinho’, copyright Folha de S. Paulo, 23/04/04

‘Em alta na Granja do Torto, onde foi recebido anteontem pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para uma entrevista-churrascada, o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, sofreu um revés no SBT. Ele não irá mais apresentar um programa de calouros aos domingos.

Ratinho deve perder o formato do programa, que tem o título de ‘Gente que Brilha’, para o próprio patrão, Silvio Santos, que deve, assim, voltar a apresentar uma atração de calouros.

O apresentador gravou dois pilotos (programa-teste) de ‘Gente que Brilha’. O primeiro piloto, no final de março, foi comandado pessoalmente por Silvio Santos. O dono do SBT aprovou, marcou a estréia para 4 de abril, antes do ‘Domingo Legal’, mas Ratinho não gostou. Achou que estava ‘travado’, sério demais.

Na data da gravação do primeiro programa, em 30 de março, Ratinho se recusou a fazê-lo. Ligou para Silvio Santos, que estava em Orlando (Flórida), e discutiu uma série de mudanças que deixariam o programa mais anárquico.

No formato idealizado por Ratinho, o ‘Gente que Brilha’ teria não só calouros bons, mas ruins também, que seriam esculachados. As atrações não seriam apenas musicais, mas de qualquer ‘habilidade’. O programa teria um gongo e quatro jurados.

Um segundo piloto foi gravado em 6 de abril, mas Silvio Santos viu e não gostou.

OUTRO CANAL

Reserva 1

Novo filme de Walter Salles, ‘Diários de Motocicleta’ ainda nem estreou no cinema, mas já tem exibição garantida na TV. A Globo acaba de firmar um contrato de pré-compra do filme, que chega às telas em 7 de maio e está no festival de Cannes, na França.

Reserva 2

Falado em espanhol, ‘Diários de Motocicleta’, com produção do ator Robert Redford, é baseado em diários de viagem do revolucionário Che Guevara pela América Latina. Ainda não há previsão de exibição do longa na Globo.

Voz 1

O novo canal que a Band lança no segundo semestre dedicará boa parte de sua programação à música nacional. O canal musical quer atingir um público mais amplo do que a MTV, focada na faixa dos 15 aos 29 anos. Quer contemplar todas as idades.

Voz 2

A Band ainda estuda que nome o canal terá _são três as alternativas finais. As instalações do canal serão totalmente digitais e ficarão na torre do grupo, na avenida Paulista. Ficará 11 horas por dia aberto no canal 50 da Grande São Paulo _além da TV paga.

Nomeado

Consultor de mídia independente, o publicitário Antonio Rosa Neto será o ombudsman da área comercial do SBT. Sua função será levar as reclamações do mercado publicitário à emissora.’



REDE TV!
Daniel Castro

‘Milionário quer dar emprego na Rede TV!’, copyright Folha de S. Paulo, 22/04/04

‘A Rede TV! deve fechar na semana que vem com o milionário Donald Trump a exibição do ‘reality show’ ‘The Apprentice’ (‘O Aprendiz’), maior audiência da TV americana, pela NBC, encerrado na semana passada,

O programa, que deu a um americano um emprego de US$ 250 mil por ano, deve ir ao ar no segundo semestre, dublado.

Segundo Ricardo Bellino, sócio de Trump no Brasil, deve ser feita uma promoção semelhante no país, dando a um jovem brasileiro um emprego de R$ 100 mil/ano.

Seria, conforme Bellino, um ‘concurso nacional’ entre recém-formados, com testes eliminatórios e uma ‘gincana empreendedora’ nas duas semanas finais. Os testes e a gincana, mais uma festa de abertura no clube privado de Trump, em Palm Beach (Flórida), além da assinatura do contrato com o vencedor, em Nova York, seriam exibidos pela Rede TV!.

‘Todas essas ações serão incorporadas ao programa’, afirma.

Bellino vem negociando ‘The Apprentice’ com TVs brasileiras desde janeiro. Com a Rede TV!, deverá ser formada uma parceria (divisão de receitas). O objetivo de Trump, segundo Bellino, é menos a audiência e mais a divulgação do empresário no país.

‘Nosso negócio é desenvolvimento imobiliário, não programa de TV. Nos interessa promover a figura do Donald e seus produtos [livro, empreendimento imobiliário, campeonato de golfe]’, diz.

OUTRO CANAL

Constelação Marlene Mattos dá mais um tiro na Band neste domingo. Depois de lançar o ‘Fogo Cruzado’ (que morreu na primeira edição) e o ‘Show de Bola’ (de Jorge Kajuru), ela aposta agora em Leão Lobo. O fofoqueiro comandará, às 14h30, o ‘De Olho nas Estrelas’, programa ao vivo, de uma hora, sobre celebridades.

Indiscreta A ‘cria’ de Marlene terá um quadro, ‘Videopaparazzo’, em que quatro cinegrafistas ‘perseguirão’ famosos.

Condição Pelo menos por enquanto, Marcello Anthony está confirmado na próxima novela das oito, segundo a Central Globo de Comunicação. O ator, que foi preso na semana passada, segundo a polícia, comprando maconha em Porto Alegre, só ficará fora do ar se tiver ‘problemas de agenda’ em decorrência disso.

Máquina 1 A quarta edição de ‘Big Brother Brasil’ bateu quase todos os recordes. Foi campeão de audiência (menos do último episódio), de votos (123 milhões), de licenciamento e gerou um tráfego de 12 milhões de minutos em telefonia celular só com um produto em que o usuário ouvia tudo o que era captado pelo microfone de determinado participante.

Máquina 2 De acordo com a emissora, teve ‘fanático’ que gastou mais de R$ 800 só com a conta de um joguinho pelo celular.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem