Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

ENTRE ASPAS >

Cinegrafista sudanês é libertado em Guantánamo

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 02/05/2008 na edição 483

Leia abaixo a seleção de sexta-feira para a seção Entre Aspas.


************


Folha de S. Paulo


Sexta-feira, 2 de maio de 2008


GUANTÁNAMO
Folha de S. Paulo


EUA libertam cinegrafista da TV Al Jazeera


‘O cinegrafista sudanês Sami al Haj, da TV Al Jazeera, do Qatar, voltou ontem a Cartum depois de passar mais de seis anos sob custódia dos Estados Unidos na prisão de Guantánamo por supostas atividades terroristas.


O cinegrafista foi capturado em 2001, quando fazia reportagens no Paquistão. Os EUA o acusaram de ter entrevistado Osama bin Laden e de ter sido mensageiro da Al Qaeda. As acusações nunca foram comprovadas.


Al Haj foi tema de muitos protestos, e muitos viam sua prisão como punição para a Al Jazeera, cujas transmissões irritaram o governo dos EUA.’


 


DEFESA
Folha de S. Paulo


Bons companheiros


‘COMEMORANDO num discurso, com razão, o ‘investment grade’ atribuído ao Brasil pela agência Standard & Poor’s, o presidente Lula traduziu o termo do jargão financeiro numa frase de impacto imediato: o país passou ‘a ser considerado sério’ pelos investidores internacionais.


Infelizmente, esse diagnóstico de ‘seriedade’ se aplica mais facilmente às práticas econômicas do Brasil do que ao comportamento de seus governantes, a começar do próprio Lula. Nesta quarta-feira, o presidente lançou-se a um extravagante ato de solidariedade ao governador cearense Cid Gomes (PSB), que, conforme amplamente noticiado, incluiu a própria sogra numa viagem oficial à Europa durante o feriado carnavalesco.


A viagem representou um gasto de R$ 388 mil para os cofres públicos, por ter sido feita num jatinho fretado. Defendendo Gomes, Lula explicou que ‘um avião é alugado por quilometragem, pode ter um passageiro ou dez, o preço é o mesmo’. Sim, desde que se tenha decidido fretá-lo, em vez de conformar-se com um vôo comercial comum. A partir dessa claudicante aritmética palaciana, Lula decolou no rumo de considerações mais abstratas.


‘Eu acho que isso não contribui para a política, porque na hora que as pessoas começam a denegrir a imagem do político, o que vem depois é pior do que o político. O que vem depois não é mais sadio.’ A obscuridade da alusão só se deve à falta de argumentos reais para defender o ‘aerossogra’ cearense.


Não se trata de denegrir, obviamente, a imagem de político nenhum: num caso como o da viagem de Cid Gomes, o que se faz é noticiar o tipo de uso do dinheiro público em que incidem alegremente tantos detentores do poder neste país, que ‘passou a ser considerado sério’.


‘Você tem a minha solidariedade’, afirmou Lula ao governador do Ceará. Está longe de ser novidade a bênção presidencial a apoiadores flagrados em estrepolias de menor ou maior monta. Há pouco mais de um mês, Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara, e Renan Calheiros, o ex-presidente do Senado, receberam elogios públicos de Lula.


Ambos, como é notório, envolveram-se em escândalos pormenorizadamente expostos pela imprensa. Diante de platéias preparadas para aplaudi-lo, Lula concedeu-lhes um crédito moral que não merecem. É um ‘investment grade’ e tanto, do ponto de vista político -se houver alguém disposto a levá-lo a sério.’


 


Eliane Cantanhêde


Escandalização: do tudo ao nada


‘BRASÍLIA – Quando saiu a pesquisa CNT-Sensus com Lula nas alturas e o terceiro mandato aceito por 50%, um velho amigo, petista e lulista de quatro costados, comentou: ‘Ih! Pronto! O Lula vai ficar com o ego nas nuvens e desandar a falar besteira’. Não deu outra.


Alguém aí pode explicar por que o presidente da República tinha de fazer apaixonada defesa do governador do Ceará, Cid Gomes, que gastou uma bolada pública para passear com a família e com amigos na Europa? Cá pra nós, não dá.


Na versão de Lula, ‘um avião alugado não é alugado por uma pessoa’, ou seja, já que alugou, qual o problema de levar a sogra? Mas a questão não é essa. A sogra entra na história de gaiata, um símbolo. O que importa é que o Estado gastou R$ 388 mil só com avião numa viagem para a Europa com assessores, suas mulheres e até a sogra, em pleno Carnaval e com agenda fajuta.


Gomes pode até ser bom cara, mas é ou não farra com dinheiro público?


Na oposição, Lula e o PT foram decisivos para estabelecer parâmetros morais a serem respeitados pelas autoridades, fiscalizados pela imprensa e aprovados ou não pela sociedade. Ao chegarem ao poder, jogaram tudo para o alto. Não bastassem mensalão, cuecão, aloprados, dossiês, quebra de sigilo de caseiro e contratos com a Telemar, lá vem Lula defender o indefensável, tratando meio milhão de reais dos cearenses como uma bobagem. Imagina se o PT fosse oposição, e o governador, situação?!


Todo-poderoso, Lula previu um ‘mandato excepcional’ de Collor, gargalhou com ACM, defende Renan e Severino, segue as luzes de Jader. O que antes era escândalo virou provocação tucana, perseguição da imprensa, bobagem. Uma ‘escandalização do nada’, como diria o chefão da AGU, Jorge Hage.


Saudade do PT na oposição e preocupação com um presidente tão popular quanto maleável ao tratar de moralidade pública. Não é responsável, não é educativo.’


 


ESCÂNDALO
José Alberto Bombig e Lilian Christofoletti


‘Sei menos do que a imprensa’, diz deputado


‘O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, disse ontem saber ‘menos do que os jornalistas’ sobre a investigação da Polícia Federal que atribui a ele um plano para tentar atingir o prefeito Gilberto Kassab (DEM-SP) e que detectou um suposto esquema para fraudar o BNDES.


‘Eu pedi aos meus advogados para, assim que aparecesse meu nome nos jornais, eles fossem até a Polícia Federal. Infelizmente, não deram a eles o que deram a vocês. Tive de tirar fotografia das páginas, 39 no total. Nelas, o nome de Paulinho é citado uma vez e ‘PA’ uma vez. Portanto, eu sei menos do que vocês sobre o caso.’


Essa foi uma das raras declarações de Paulinho sobre as investigações da Operação Santa Tereza, durante a festa da Força Sindical pelo 1º de Maio, na manhã de ontem, em São Paulo. Quase sempre, ao ser questionado pelos jornalistas, ele se negava a responder. ‘Não vou falar de coisas que eu não sei.’


Relatórios da PF entregues à Justiça descrevem as articulações de Paulinho para tramar ‘um escândalo’ a fim de atingir Kassab, candidato à reeleição, e seu então secretário de Trabalho, Geraldo Vinholi -que deixou o cargo em 7 de março.


A operação da PF começou, em dezembro passado, a investigar uma casa de prostituição na capital paulista e detectou um suposto esquema para desvio de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).


Questionado sobre Kassab, Paulinho respondeu: ‘Essa é uma invenção da Folha de S.Paulo’. A Folha teve acesso às cerca de 850 páginas que formam o inquérito e que corre sob segredo de Justiça.


Desagravo


O evento da Força acabou se transformando em um ato de desagravo ao deputado e presidente da Força Sindical.


O ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), foi o principal porta-voz da defesa de Paulinho: ‘O que há de fato até agora? Alguém ouviu falar de alguém que talvez seja o deputado Paulinho. Ouviu o quê? Qual é a prova? Temos que tomar cuidado para não virar um tribunal de inquisição, a gente, sem prova, sem documento, acusar pessoas. Por enquanto, é ilação. Tenho muito cuidado porque isso foi um processo da ditadura, dos regimes arbitrários’. À tarde, no ato da CUT, disse: ‘Não é porque Paulinho é meu amigo, mas acho que, de qualquer forma, indícios são indícios, não são provas.’


Os deputados Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Márcio França (PSB-SP) também afirmaram que não há provas contra Paulinho.’


 


TELEVISÃO
Daniel Castro


Novelas brasileiras chegam à Austrália


Depois de se firmar no Leste Europeu e de conquistar mercados asiáticos importantes, como a Índia, as novelas da Globo acabam de romper mais duas fronteiras. Serão exibidas na Austrália e em Cingapura.


A Globo, cujas novelas já estão em 75 nações, fechou em abril acordo com a Dream House Entertainment, empresa norte-americana que distribui conteúdo em espanhol em vários países. O acordo prevê a veiculação na Austrália de 1.900 horas de novelas e minisséries durante três anos. Nesta semana, começaram as transmissões de ‘O Clone’, ‘Uga Uga’ e ‘Esperança’.


As novelas serão distribuídas via cabo e dubladas em espanhol. Segundo Ricardo Scalamandré, diretor de negócios internacionais da Globo, essa é uma nova tendência, a distribuição de conteúdo para mercados étnicos _minorias, como a hispânica, que vivem em países de língua inglesa. Isso já ocorre nos EUA e no Canadá.


No Canadá, além do mercado hispânico, a Globo também explora o lusófono. Acaba de negociar um pacote com a Rogers, empresa de telefonia e TV paga, que exibirá neste ano ‘Amazônia’, ‘Da Cor do Pecado’ e ‘A Casa das Sete Mulheres’.


Em Cingapura, a Globo fechou parceria com a StarHub, maior operadora de cabo da cidade-Estado. As novelas serão dubladas em malaio e poderão atingir 4,5 milhões de pessoas. A primeira será ‘O Clone’.


PICOTE A Globo demitiu anteontem oito profissionais de áreas técnicas de São Paulo. O corte foi conseqüência da mudança do ‘Mais Você’ para o Rio de Janeiro. Há duas semanas, quase toda a antiga produção do programa foi dispensada.


NOVO CENÁRIO Na semana que vem, o ‘Mais Você’ será transmitido de Passaperto, a fictícia cidade de ‘Desejo Proibido’. Agora será assim: sempre que uma novela acabar, o programa será gravado na cidade cenográfica dela. A próxima será a favela da Portelinha, de ‘Duas Caras’.


SONÍFERO O programa de Ana Paula Padrão no SBT, sobre vida selvagem, tem entrado no ar por volta da 0h. Anteontem, o tema era a morte de ursos nos EUA.


GOLEADA Estão atrasadas as gravações de ‘Revelação’, próxima novela do SBT. Oficialmente, isso ocorreu por causa da reconstrução da cidade cenográfica da emissora. Nos bastidores, o motivo é outro: a emissora está apanhando para gravar com câmeras de alta definição.


POLÊMICA Coordenador do núcleo de arte da TV Cultura, Hélio Goldstein nega que ‘Manos e Minas’ seja uma continuação de ‘O Olho da Rua’ (2006): ‘Esse projeto não tem nada a ver com o outro. O único ponto em comum é o Rappin’ Hood’.


CALENDÁRIO A Globo já definiu os primeiros jogos do Corinthians na Série B que exibirá para São Paulo, aos sábados, às 16h: CRB (dia 10), Gama (17) e ABC-RN (24).


 


Folha de S. Paulo


Maratona traz 1º ano dos ‘Simpsons’


‘‘Simpsonmaníacos’ terão um mês divertido: a Fox exibe amanhã a primeira temporada completa do desenho e, no próximo domingo, 11, faz um especial de Dia das Mães com quatro episódios de diversas temporadas centrados em Marge. Quem não conhece os primeiros episódios da série vai se espantar com o traço ainda pouco refinado (mas já bem melhor do que o dos toscos curtas iniciais) e com personagens que desapareceram ao longo das temporadas.


Vai perceber também que o foco em Homer ainda não era tão forte -Bart era a aposta como protagonista, e Lisa também tinha mais espaço.


Quem conhece bem a família amarela sabe que as histórias vão começar a atingir seu ápice três temporadas depois, mas esse início já tem episódios memoráveis, como o da viagem de Bart à França e o do encontro de Lisa com o jazzista Bleeding Gums Murphy.


Os quatro episódios do especial de Dia das Mães, a partir das 19h, já fazem parte de uma safra melhor do desenho, com histórias divertidíssimas como ‘Em Marge Confiamos’, na qual a matriarca vira conselheira na igreja.


Toda essa recapitulação também serve como preparação para a estréia da nova temporada, a 19ª, que acontece no dia 25 deste mês e tem convidados como Amy Winehouse.


MARATONA SIMPSONS


Quando: primeira temporada completa, amanhã, das 15h30 às 22h


Onde: no canal Fox’


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Sexta-feira, 2 de maio de 2008


LÍDER
O Estado de S. Paulo


‘Time’: Bachelet é a mais influente da região


‘ presidente chilena, Michele Bachelet, foi incluída na lista das 100 pessoas mais influentes da revista Time, como a primeira da América Latina na categoria de líderes políticos. O perfil da líder chilena foi escrito em termos elogiosos pela senadora americana Hillary Clinton que, como Bachelet, quer tornar-se a primeira presidente de seu país.’


 


INTERNET
O Estado de S. Paulo


Filmes chegarão à iTunes mais cedo


‘Apple fechou acordo com os principais estúdios de Hollywood, e também alguns independentes, para vender filmes pela loja online iTunes a partir da data em que forem lançados em DVD. O acordo inclui os estúdios 20th Century Fox, Walt Disney Studios, Warner Bros, Paramount Pictures, Universal, Sony Pictures, Lionsgate, Imagine Entertainment e First Look Studios. As estréias custarão US$ 14,99 e a maioria dos filmes dos catálogos será oferecida a US$ 9,99, detalhou a companhia em comunicado.’


 


Microsoft pode elevar oferta pelo Yahoo


‘iretores da Microsoft reuniram-se na quarta-feira para analisar a possibilidade de elevar a oferta de US$ 41,9 bilhões pelo Yahoo, em vez de manter uma tentativa hostil de compra, informou o The Wall Street Journal. Mas a diretoria saiu da reunião sem obter uma decisão, disse o jornal. O encontro aumentou o suspense que ronda as negociações, desde que venceu o prazo fixado pela Microsoft para que o Yahoo aceitasse a oferta. A Microsoft sinalizou que vai revelar a resposta à negativa do Yahoo até o final da semana.’


 


TELES
Nilson Brandão Junior


Citi vai receber R$ 2,3 bilhões por participações na Oi e na BrT


‘a operação de compra da Brasil Telecom (BrT) pela Oi o Citigroup é o acionista que ficará com a maior parte dos recursos. O grupo receberá pelo conjunto de participações que detém na BrT e na controladora do Grupo Oi perto de R$ 2,3 bilhões. O resultado das vendas dessas fatias acionárias equivale a pouco mais de um quarto (26%) do prejuízo global da corporação no primeiro trimestre do ano (US$ 5,1 bilhões, ou R$ 8,7 bilhões). Seu arquiinimigo nos últimos anos, o Opportunity, vai levar R$ 1,33 bilhão pelas participações dos fundos que administra nas duas empresas.


Os valores incluem a venda das participações que cada instituição detinha no bloco de controle e em ações diretas na BrT – que será vendida para a operadora Oi -, mais as participações na TmarPart, controladora do Grupo Oi. O Opportunity receberá, ainda, R$ 139 milhões como quitação das ações judiciais que movia contra a BrT, pagos pela Oi. Além da venda da BrT, ocorreu uma reestruturação acionária na TmarPart, com a saída de sócios e a consolidação do controle nas mãos dos grupos dos empresários Sérgio Andrade e Carlos Jereissati.


Apesar dos valores bilionários, a entrada no setor de telefonia acabou se revelando um negócio de retorno baixo, até o momento, segundo fontes ligadas aos acionistas da BrT e da TmarPart, que deixaram o setor. ‘Perderam um pouco ou ganharam muito pouco’, comentou um executivo de um dos acionistas envolvidos nas negociações. ‘Não houve praticamente ganho ou foi pequeno, realmente. Ainda por cima, houve o custo de oportunidade (na compra do negócio na privatização)’, afirmou uma outra fonte.


Pela venda de sua participação no controle da BrT, o Citi deverá receber perto de R$ 1,8 bilhão, além de outros R$ 162 milhões em participações diretas na empresa. O Citi também participava da TmarPart e deixa a controladora da Oi por R$ 294 milhões. Já os fundos administrados pelo Opportunity saem do controle da BrT por R$ 329 milhões, mais R$ 713 milhões em participações diretas. Na TmarPart, o Opportunity deixa o negócio por R$ 294 milhões. Opportunity e Citi detinham 46% cada um de uma empresa chamada Lexpart, dona de 10,275% da TmarPart.


Saíram também da TmarPart a GP Investimentos, a BrasilCap Capitalização e a Brasil Veículos (do Grupo Banco do Brasil) e o Telos (fundo da Embratel). A fatia relativa ao GP (10,275% da TmarPart) equivale a R$ 640 milhões, as duas empresas do BB deverão receber cerca de R$ 311 milhões cada uma e o Telos, R$ 74 milhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reduziu sua participação na TmarPart de 25% para 16,86% do total, por pouco mais de R$ 500 milhões. As fatias do Telos e do BNDES serão compradas pela Funcef (fundo da Caixa Econômica) e Petros (Petrobrás), que desejavam aumentar seu peso na nova formação da TmarPart.


De maneira simplificada, os três principais fundos de pensão – Previ (Banco do Brasil), Funcef e Petros – venderam o que detinham na BrT para a Oi e reforçaram sua presença na TmarPart. O trio já estava no capital da controladora da Oi e agora passa a ser dono de um negócio maior. As informações dão conta, ainda, que a Previ vendeu sua parcela na BrT por R$ 1,38 bilhão, a Funcef por R$ 339,3 milhões e a Petros, por R$ 188,2 milhões. A concretização da compra da BrT pela Oi depende de aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), nos próximos meses.’


 


TELEVISÃO
Cristina Padiglione


Enlatados já são 75%


‘Programa sagrado na agenda de Silvio Santos, a feira de TV Screenings, em Los Angeles, atrai o dono do SBT mais uma vez nesta temporada. Ele segue com a filha, Daniela Beyrute, sua sucessora no comando da TV, a fim de vasculhar idéias e formatos internacionais.


Mas a eventual importação de novas produções forçará a remoção de outros títulos da grade da emissora. Faça a conta: o SBT tem hoje, durante a semana, pouco mais de 5 horas diárias de cenas nacionais – e metade disso é jornalismo. Significa que, em 24 horas, os enlatados já ocupam mais de 75% da grade. Domingo, dia de Silvio Santos e Gugu, O.k., a cota nacional sobe um pouco.


Senor Abravanel poderá, isso sim, pagar por formatos apresentados em L.A. para recriá-los aqui, em produções made in SBT e quase sempre submetidas a recriações próprias do Homem do Baú. Foi-se o tempo em que Silvio baixava nesses eventos apenas para buscar ‘inspiração’ e refazer o menu como queria. Na conjuntura atual, todo programa apresentado em feiras como a de Los Angeles tem propriedade de formato, cobrança de royalties e um zilhão de restrições para ser adaptado.’


 


MODA
O Estado de S. Paulo


Gisele, de novo a mais bem paga do mundo


‘A brasileira Gisele Bündchen se manteve como a modelo mais bem paga do mundo, com um salário estimado em 2007 de US$ 35 milhões, segundo a Forbes. Gisele, de 27 anos, encerrou no ano passado seu contrato de US$ 5 milhões com a Victoria?s Secret, mas ainda assim sua imagem continua sendo associada a outras 20 grifes ao redor do mundo, em sua maioria de cosméticos multinacionais. O segundo lugar ficou para a alemã Heidi Klum, de 34 anos, que acumula US$ 14 milhões. Kate Moss, de 34 anos, está em terceiro, com US$ 7,4 milhões, seguida por outra brasileira Adriana Lima, de 26, com US$ 7 milhões.’


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem