Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

TV EM QUESTãO > TV DIGITAL

Perspectivas da publicidade e da inovação

Por Valério Cruz Brittos e Aléxon Gabrie em 10/07/2012 na edição 702

Nos dias de hoje, é notório que somos constantemente bombardeados por uma quantidade infinita de campanhas publicitárias e anúncios, seja de vestuário, automóveis, alimentação, bens ou serviços, entre outros. O certo é que vivemos rodeados por uma publicidade que, de certa forma, orienta nossas escolhas, seja de forma consciente ou inconsciente. Ao que tudo indica, a decisão de compra daquele ou deste produto muitas vezes é condicionado simplesmente porque está na moda, reflexo de uma produção publicitária bem produzida e eficaz. Até porque ela atualiza as necessidades presentes, traduz, exacerba e confere valor aos produtos, tornando-os mais desejáveis e atraentes. Assim, ao revelar para o consumidor a existência de um produto, mostrar as características, esclarecer sobre a qualidade e especificidades, anunciar vantagens e benefícios, ela cumpre sua finalidade primordial que é a promoção de venda.

Todo esse movimento se dá a partir do uso de um conjunto de estratégias muito bem determinadas que, ao longo do tempo, vão se remodelando e adquirindo novos aspectos e características na intenção de fidelizar o consumidor. Nesse jogo, como há muito tempo vem acontecendo, televisão e publicidade caminham de mãos dadas, colocando-se como parceiras na busca fidelização desse consumidor.

Se isso for aplicado no contexto comunicacional dos dias de hoje e nas relações de troca estabelecidas por meio da TV digital, serão apresentadas ainda novas vantagens devido, sobretudo, à melhora de qualidade de imagem, som e recursos.

Publicidade interativa

Sabe-se que a capacidade que a TV tem de influir no comportamento das pessoas é bem conhecida. Levando em consideração que a televisão está disposta a um vasto número de indivíduos e que já faz parte do cotidiano das pessoas, sem contar que as pessoas tendem a acreditar no conteúdo que é transmitido. Todos esses fatores servem de subsídio para os anunciantes e publicitários levem em consideração o potencial que a TVDI pode gerar bons frutos para o desenvolvimento industrial. Uma delas é a chamada publicidade interativa que visa estimular a ação do público sobre o anúncio, sobrepujando o conceito de público receptor, que está no sofá de modo ocioso sem que o anunciante receba qualquer feedback ao anúncio que desenvolveu e pagou. Afinal, uma ação interativa não acaba enquanto a aplicação não chega ao fim. A partir da publicidade interativa, os anunciantes podem desenvolver estratégias comerciais e de comunicação posteriores, rentabilizando aquela que é uma das maiores armas comerciais.

Os consumidores têm a necessidade de se aproximar dos vendedores para expressarem seus desejos e vontades, de forma mais pessoal. No caso da TDVI, uma vez que um produto publicitário se adapte ao conteúdo por hora transmitido, essa aproximação entre produto e consumidor em potencial é perceptível para o estabelecimento da publicidade interativa, que irá ocorrer com a oportunidade de explicar ao espectador como o produto se encaixa com precisão às suas necessidades.

Opção para a televisão interativa

Dentre as formas de interação que estão disponibilizadas com a chegada da TVDI podem ser citados os anúncios publicitários, questionários, T-Commerce, TV lojas e os banners. A junção entre um spot convencional e uma aplicação interativa é o que forma esse novo tipo de anúncio publicitário, possibilitando a resposta imediata de compradores potenciais. O questionário permite ao espectador participar em determinados concursos, por exemplo, e pode ser de dois tipos: um questionário interativo num canal, porém não diretamente ligado ao conteúdo que está sendo transmitido no momento, podendo servir para a participação em sorteios; outra forma de interagir é por meio de questionários relacionados ao conteúdo do canal.

O T-Commerce atua de forma eficiente no sentido de proporcionar ao receptor que ele possa efetuar compras através da TV sem a necessidade de outros dispositivos, como internet ou telefone. O desenvolvimento de TV Lojas ou lojas virtuais pode ser explorado sob diferentes perspectivas estratégicas, desde canais de venda permanentes até ao desenvolvimento de pontos para vendas ocasionais.

Os banners, formato publicitário muito utilizado na internet, tornam-se uma opção com grande potencial para ser utilizado na televisão interativa, podendo ser usado em diversos contextos e situações: desde questionários interativos, até em endereços de websites. A busca incessante por novos meios de interação com o cliente, para deixá-lo cada vez mais satisfeito com os produtos e serviços que adquire e, consequentemente, fomentar o aumento da receita das empresas, deve ser feita de forma coerente. Afinal, diversos aspectos devem ser levados em consideração ao escolher tal estratégia de publicidade ao invés de outra.

***

[Valério Cruz Brittos e Aléxon Gabriel João são, respectivamente, professor titular no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos; jornalista, pesquisador e mestre pela mesma instituição, especialista em Televisão Digital]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem