Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

ENTRE ASPAS > FANTÁSTICO

O poder alienante da mídia ‘global’

Por Verusa Pinho de Sá em 05/10/2010 na edição 610

É bom pra quê? Seja bem-vindo ao novo quadro do Fantástico, apresentado pelo dr. Drauzio Varela. A impressão inicial do espectador é que o programa tenta desmistificar as crenças populares a fim de evitar o uso equivocado de plantas, em especial. Mas no decorrer do quadro identificamos um forte apelo ao uso das drogas de farmácia em vez das ervas medicinais, que há milhares de anos servem à humanidade. Ora, não são os princípios ativos das plantas a base para a produção dos remédios convencionais, massificados pela indústria farmacêutica? A resposta é simples: contra a autonomia dos cidadãos, tem-se a dependência dos hipocondríacos. Contra a conscientização, a manipulação do sistema capitalista preocupado em vender, e não com a cura das doenças.

Afinal, tomar chás faz mal à saúde? O doutor recomenda: ‘Para tratar doenças, não tome nada que não tenha rótulo e nem bula.’ Ora, cabe ao cidadão o direito à informação, e hoje, mais do que em qualquer outro momento, temos de ser curiosos e buscar o conhecimento necessário, cobrando, inclusive, dos fitoterapeutas informações mais precisas.

Falta de criticidade

Se prevenir é melhor do que remediar e as farmácias são muito mais paliativas do que fórmulas milagrosas contra a causa primária das doenças, qual seria a solução? Bem, em alguns casos os coquetéis são a única saída, amenizando a dor dos aflitos. O caminho, então, seria uma conhecida operação matemática: somar, ou seja, utilizar como fundamento a medicina natural em busca do conhecimento holístico entre corpo, mente e natureza, aliada, quando imprescindível pelo caráter emergencial, à medicina convencional. Mas a mídia ‘global’ quer dependentes, espectadores passivos para continuar a dar audiência a seus conteúdos ‘fantásticos’!

Dependência! Eis a questão. O que há por trás das supostas explicações do ‘médico fantástico’? Será que a saúde no Brasil não vai bem pela resistência do conhecimento popular, ou a sociedade brasileira anda meio bamba pela falta de criticidade da maioria dos cidadãos, manipulados facilmente pela elite e pela mídia convencional? Mente sã, corpo são, já dizia o filósofo.

É fantástico!

******

Jornalista, Juazeiro, BA

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem