Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MURAL > DE OLHO NO PASSADO

Os primeiros jornais mineiros

08/12/2011

O quadro “De Olho no Passado” exibido no programa de TV Observatório da Imprensa (6/12), da TV Brasil, foi a Ouro Preto, antiga Vila Rica, para mostrar como surgiram as tipografias e os jornais em Minas Gerais. A historiadora Isabel Lustosa contou que o pioneiro padre Joaquim Viegas de Menezes aprendeu as modernas técnicas de impressão com o frei Marianno da Conceição Velloso, na renomada tipografia do “Arco do Cego”. Em 1807, quando ainda vigorava a proibição de tipografias no Brasil, o padre Viegas realizou uma façanha: gravou com buril sobre chapas de cobre e imprimiu um poema em homenagem ao governador e duas imagens.

Com a impressão liberada em terras brasileiras em 1822, José Barbosa Pimenta e Sal instalou a tipografia “Patrícia”. Lustosa contou que o próprio Pimenta e Sal fabricara as matrizes, fundira os tipos e construíra a prensa de pau da oficina. Nela, foram impressos os jornais Compilador Mineiro, a Abelha do Itacolomy e O Universal.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem