Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

VOZ DOS OUVIDORES > O POVO

Paulo Rogério

16/10/2012 na edição 716
“Dupla interpretação”, copyright O Povo, Fortaleza (CE), 14/10/2012

“'Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.' Eça de Queiroz, escritor

A condenação de José Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil do Governo Lula, por corrupção ativa, foi manchete dos principais jornais brasileiros na última quinta-feira. Não poderia ser diferente. Há cerca de três meses a população vem acompanhando o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) dos envolvidos em um suposto esquema de compra de votos. Dirceu seria o mentor desse plano e, pelo poder que detinha, atrai a atenção maior. Natural a curiosidade. O POVO seguiu a tendência e manchetou: 'Fui linchado'.

O leitor Rodrigo Cavalcanti não concordou com a capa.'Senti-me ofendido. Ao destacar a frase, o jornal dá mais voz e visibilidade ao réu e menos ao processo que levou a uma condenação esperada por muitos setores da sociedade'. Para ele, o jornal deveria ter 'exaltado o funcionamento das instituições quando um 'peixe grande' é alcançado pela justiça'. E não ficou sozinho na queixa. Pelo Portal, o leitor Alexandre, de São Paulo, também criticou. 'Vergonha de capa! O texto deveria ser FOI CONDENADO!'.

Tendências

A chefia de Redação disse que procurou ir além da informação do resultado do julgamento. 'Ao invés de informar só a condenação, como muitos fizeram, acrescentamos a repercussão com o principal personagem em questão, sem deixar de noticiar a decisão'.

De fato, o resultado já havia sido amplamente divulgado pelos sites e jornais televisivos no dia anterior. O jornal acertou em ir além disso. É a tendência a ser adotada pelos impressos para atrair o leitor e fugir da concorrência de outros meios, principalmente dos sites de notícias.

Entre os principais jornais brasileiros, o Correio Braziliense adotou atitude semelhante. Veja algumas manchetes do dia 10: Folha de S.Paulo – Culpados; O Estado de S.Paulo – Supremo condena Dirceu; O Globo (RJ) – STF condena Dirceu por comandar o mensalão; Correio Braziliense (DF) – Como fica o PT após a condenação de Dirceu.

A chefia avalia que o destaque dado ao fato mais novo – o desabafo de Dirceu – 'embute um risco da interpretação de quem recebe o conteúdo'. A meu ver, não houve problemas na capa do O POVO. Ao optar pela declaração, fugiu da mesmice e já informou a reação do culpado. Poderia sim ter sido mais ousada na produção visual. O fato é histórico e permitia. Mesmo assim há destaque para as condenações e as reações. Internamente é que a cobertura ficou devendo no quesito análise de juristas e repercussão do julgamento junto ao público. Porém, há tempo para fazer essas pautas.

Desrespeito

Que o tema Eleições 2012 era o mais importante da edição de segunda-feira (8), dia seguinte ao pleito, ninguém tinha dúvida. Mas não avisar ao leitor as mudanças no tráfego das páginas do jornal não foi uma boa 'política'. O leitor Mauro Gonçalves disse ter ficado perdido. 'Não avisaram nada, não tinha caderno de Esportes, nem o resultado da loteria achei. Fiquei virando o jornal pra lá e pra cá'. Tem razão da bronca. Um simples aviso teria evitado o 'exercício' forçado.

Esquecido pela mídia

Projeto de reforma do Campo do América

FOMOS BEM

DIA DAS CRIANÇAS

Criatividade no uso de fotos de repórteres e colunistas da época de crianças

FOMOS MAL

JUSTIÇA

Jornal informou errado decisão de juiz sobre pedido de indisponibilidade de bens de servidores da Prefeitura”

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem