Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 30 E 31/1

Comunique-se

02/02/2010 na edição 575

PROFISSÃO PERIGO
Izabela Vasconcelos

Equipe da Band é detida enquanto cobria operação Boi Pirata, no Pará

‘Uma equipe de reportagem da TV Bandeirantes do Distrito Federal foi detida na última quarta-feira (27/01) quando fazia a cobertura da Operação Boi Pirata II, em Novo Progresso, no Pará. Além do repórter Valteno de Oliveira e do cinegrafista Franco, um auxiliar e o presidente da Associação de Produtores de Novo Progresso, Luiz Relfinchtain, que os acompanhava, também foi detido por cerca de duas horas.

De acordo com o repórter, dois fiscais do Ibama os detiveram após pedirem que a equipe apagasse todas as imagens registradas. Diante da recusa, os três foram encaminhados ao escritório do Ibama em Novo Progresso.

‘Estávamos lá para registrar imagens da saída do gado. Fui para a estrada, onde os bois estavam, tinha muitas barreiras de policiais e eles nos viram. Fui fazer uma entrevista, com um fazendeiro que criticou a operação. Depois apareceram dois fiscais do Ibama’, conta Oliveira.

De acordo com o jornalista, antes da cobertura ele foi informado que deveria solicitar uma autorização para o Ibama. Depois de várias tentativas, o jornalista não conseguiu falar com a pessoa responsável, e acostumado em cobrir o local, decidiu ir para a estrada filmar, fora da área do parque fiscalizado pelo Ibama.

Os dois fiscais, acompanhados de um homem armado, se aproximaram da equipe. ‘Eles me pediram a autorização e depois disseram que eu devia apagar todo meu material. Eu disse que não apagaria de jeito nenhum, então eles nos detiveram’.

Para liberar a equipe e o produtor agrícola que os acompanhava, os fiscais disseram que deveriam aguardar a chegada do comandante da operação, e que se eles fossem embora, os equipamentos deveriam ficar no local. ‘Liga para Brasília e vejam a bobagem que vocês estão fazendo’, contestou Oliveira aos fiscais.

Os três só foram liberados após a chegada do secretário do meio ambiente do município de Novo Progresso, que não sabia do caso, mas, surpreso, disse que divulgaria a detenção na imprensa local.

Segundo Oliveira, ele nunca teve problemas desse tipo na Operação Boi Pirata e as equipes de reportagem sempre tiveram suporte do Ministério do Meio Ambiente. ‘Liguei para o ministro Minc e ele não acreditou, pediu desculpas e disse que foi uma falha, mas que o ministério não coordenou esse caso’.

Não é a primeira vez que fiscais do Ibama tentam deter jornalistas ou seus equipamentos. De acordo com Oliveira, na semana anterior a esse incidente com a TV Bandeirantes, o Ibama obrigou o editor do site Povos da Amazônia a apagar todas as fotos que tinha feito no local.

A matéria sobre a Operação Boi Pirata, que encaminha bovinos criados em área de preservação para outras regiões, foi exibida no jornal da Band na última sexta-feira (29/01). A reportagem tratava da precariedade no transporte dos bois, dos maus tratos aos animais e do custo da operação.

A superintendência do Ibama em Belém negou que a equipe tenha sido detida ou que os fiscais tivessem pedido que o jornalista apagasse as imagens de sua câmera. Apesar da negativa, o órgão disse que irá apurar mais o caso.’

 

HISTÓRIA
Site ‘Memória da Imprensa’ resgata a história do jornalismo no Brasil

‘O Arquivo Público do Estado de São Paulo lançou o site temático ‘Memória da Imprensa’, que reconstitui momentos importantes da história da imprensa do Brasil. O espaço disponibiliza uma seleção de periódicos datados entre 1854 e 1981. Ao todo, são 14 títulos de jornais e revistas de época.

‘Os pesquisadores poderão acessar desde publicações que marcaram época, como a revista A Cigarra (1914-1975) e o jornal Última Hora (1951-1971), até títulos menos conhecidos, como o jornal sindical Notícias Gráficas (1945-1964) e o anarquista La Barricata (1912–1913)’, diz Carlos de Almeida Prado Bacellar, coordenador da instituição.

O site oferece micro coleções de documentos, inseridas numa narrativa que situam os periódicos no contexto histórico. O material disponibilizado oferece as diferentes visões da imprensa sobre momentos da história do país.

‘Jornais e revistas complementam e dialogam com a documentação oficial preservada pelo Arquivo, inclusive precisando data e sequência dos acontecimentos históricos’, explica o diretor do Departamento de Preservação e Difusão do Acervo do Arquivo Público do Estado, Lauro Ávila Pereira.

O layout do site foi inspirado na diagramação de um jornal. As coleções mais consultadas pelo público ganham destaque e compõem as ‘manchetes’ do portal. O site será atualizado periodicamente, com a inclusão de mais títulos e outros exemplares dos periódicos atualmente disponíveis.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Primeira Página

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem