Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

VOZ DOS OUVIDORES > FOLHA DE S. PAULO

Crítica interna

Por Marcelo Beraba em 30/05/2006 na edição 383

’25/05/2006

‘Eleições presidenciais, escândalos no Congresso e a economia já colocaram em segundo plano a ‘guerra urbana’, como a Folha vem chamando a violência que tomou conta de São Paulo. As manchetes de hoje:

Folha – ‘Cresce chance de Lula vencer no 1º turno’ e ‘Dólar sobe 4,7%, maior alta desde 2002’.

‘Estado’ – ‘Pesquisa indica que Lula ganha no 1º turno’, ‘Dólar chega a R$ 2,40, maior valor em 9 meses’ e ‘Parlamentares levaram R$ 1,5 mi em fraudes’.

‘Globo’ – ‘Operação Sanguessuga – STF manda prender acusados; Congresso desiste de investigar’.

‘Valor’ – ‘Ataque especulativo contra o real eleva dólar a R$ 2,40’.

Apenas o ‘Globo’, entre os grandes, já traz a Copa no alto da Primeira Página.

Reforma gráfica

Demétrio Magnoli é o segundo colunista do jornal a reclamar publicamente das conseqüências da reforma gráfica no tamanho do texto:

‘P.S.: Por conta da reforma gráfica, essa coluna perdeu quase um quinto do seu espaço. De que serve opinião sem fato ou contexto histórico?’

Fonte da informação

Faltou a fonte no infográfico que ilustra a coluna de hoje do Demétrio Magnoli, ‘O indizível’ (A2).

Guerra urbana

Emagreceu de vez a Edição Nacional de ‘Cotidiano’.



24/05/2006

Folha e ‘Globo’ dão manchete para as manobras do governo de São Paulo no caso PCC. O jornal do Rio destaca mais o assunto, com o título em quatro colunas, mas na Folha a informação está mais clara.

Folha – ‘Estado afirma que 31 dos 110 mortos não têm ligação com PCC’.

‘Globo’ – ‘Polícia diz que 31 mortos não agiram em ataques’.

O ‘Estado’ mudou a manchete. Começou a rodar com uma informação da economia – ‘Nada fará mudar o câmbio ou a política fiscal, diz Lula’ – e trocou pelas novas regras eleitorais – ‘TSE define regras mais severas para a eleição’.

‘Mundo’

Incompreensível a chamada no alto da capa do caderno ‘Mundo’ (pág. A16) da Edição Nacional: ‘Escultura é inaugurada em parque onde ficava um dos prédios’. Que escultura? Que prédios? Onde? A chamada não tem sequer remissão para uma página. E a escultura que acompanha tem uma legenda impossível de ser lida, exceto com muita boa vontade.

‘Ciência’

O ‘Estado’ informa, na sua Primeira Página: ‘O governo, perplexo: astronauta vai para reserva’. Menos de um mês depois de voltar do espaço, o tenente-coronel Marcos Pontes pediu transferência para a reserva. Não vi na Folha.

‘Dinheiro’

O jornal trata, erroneamente, como pesquisa um levantamento sobre uso de celular por crianças feito pela Internet (‘Seis entre dez crianças têm celular; e-mail é rejeitado’, pág. B10). A Folha assume como verdadeira a informação de que ‘62% das crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos já têm telefone celular próprio’. Como está, faz crer que se refere à população brasileira nesta faixa etária. Levantamentos como estes feitos pela Internet não têm representatividade. Está errado, principalmente na Edição Nacional, o tratamento dado pelo jornal na arte, no título, na linha fina, na ‘lupa’ e na abertura do texto, que contrariam todas as orientações consolidadas pelo jornal a respeito de como tratar pesquisas.

Também o texto abaixo, na mesma página (‘Ibope mede poder de compra de internauta’, na Edição Nacional), tem problemas por generalizar (‘Pesquisa mostra que 52% das pessoas com renda igual ou superior a R$ 4.500 acessam a rede todos os dias’) um levantamento feito numa faixa da população que vive em regiões metropolitanas e no interior dos Estados do Sul e do Sudeste. A abertura também induz a erro: ‘A Internet está presente em apenas 12% dos domicílios brasileiros, mas é acessada diariamente por 52% das pessoas que têm renda mensal igual ou superior a R$ 4.500’.

Guerra urbana

O ‘Globo’ de hoje dá mais destaque e espaço interno para o caso PCC do que o ‘Estado’. A Folha ainda tem a maior cobertura, mas apenas na Edição SP. A Edição Nacional tem menos espaço para o assunto do que a edição do ‘Globo’.

Muito bom o levantamento parcial iniciado pela Folha, hoje, com informações de 54 casos de mortes por enfrentamento com a polícia (‘26% dos mortos tinham a ficha limpa’, pág. C3 da Ed. Nacional e C4 da Ed. SP).

Não fica clara, no infográfico ‘Casos analisados’ (pág. C3 da Ed. Nacional e C4 da Ed. SP), a razão de alguns nomes de mortos estarem destacados com um quadradinho colorido (Ed. Nac.) ou com uma mancha colorida (Ed. SP) e outros não.

Aeroporto

Está certo o número de pousos internacionais nos aeroportos brasileiros em abril, 546 mil, como está na coluna ‘Mônica Bergamo’ de hoje (nota ‘Aeroporto’, pág. E2)? É um total de 18.200 pousos por dia!

‘Informática’

Não sei se é uma referência ao mundo da Internet, mas o caderno ‘Informática’ me pareceu uma mistura excessiva de fontes, corpos, sinais, infográficos, cores e notinhas que tornaram o caderno confuso.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem