Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

ENTRE ASPAS > QUINTA-FEIRA, 4/2

Haiti critica reação da mídia a prisão de americanos

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 05/02/2010 na edição 575


Leia abaixo a seleção de quinta-feira para a seção Entre Aspas.


 


************


Folha de S. Paulo


Quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010


 


TERREMOTO


Luis Kawaguti


Haiti critica reação de mídia dos EUA a prisões


‘O premiê haitiano, Jean-Max Bellerive, fez duras críticas ontem à imprensa americana, alegando que a prisão dos dez missionários batistas, acusados do sequestro de 33 crianças haitianas na última sexta, está desviando a atenção das vítimas do terremoto do dia 12 de janeiro.


Ele afirmou não querer que o caso influencie no envio de ajuda humanitária pelos EUA.


‘Vocês estão falando comigo como se não houvesse tráfico de crianças. Acho que isso [a prisão dos missionários] é uma distração em relação ao que o povo haitiano está passando.’


‘Vocês estão prestando mais atenção em dez pessoas [americanas] do que em 1 milhão [de haitianos] que estão sofrendo’, disse Bellerive a repórteres da emissora TV dos EUA NBC, em frente ao prédio da polícia, usado pelo presidente, René Préval, como sede do governo.


Bellerive foi questionado pela imprensa americana diversas vezes durante a tarde de ontem sobre o destino dos missionários e disse que a solução deve ser dada pela Justiça local.


‘Eu não sou juiz. No Haiti, o governo e a Justiça são instâncias independentes. Só o que eu posso fazer é garantir que eles sejam bem tratados durante o processo. O julgamento deve ser rápido e, se forem inocentes, em breve estarão em casa. Se não, vão para a cadeia.’


Ontem, um juiz haitiano interrogou cinco missionários homens. Anteontem, as cinco mulheres do grupo haviam sido ouvidas pelo magistrado. Diferentemente do Brasil, no Haiti, é o próprio juiz quem conduz as investigações. Eles foram presos quando tentavam entrar de ônibus com as crianças na República Dominicana.


O premiê também disse desejar que o caso dos missionários não seja relacionado ou confundido com a ajuda humanitária que os EUA estão enviando ao Haiti. Atualmente há 3.700 militares americanos no Haiti fazendo entrega de comida e água e quase 10 mil em navios na costa tratando de haitianos feridos. Além disso, voos humanitários têm levado vítimas para tratamento nos EUA.


‘Se eles estão lá [na prisão que funciona na sede atual do governo haitiano], é porque foram acusados de sequestro, e não porque são cidadãos americanos. Respeitamos os americanos, não só seus governantes, mas toda a sociedade civil que está vindo ao Haiti’, afirmou o premiê haitiano. Ele reiterou o pedido para que os EUA continuem ajudando seu país.


Bellerive também admitiu que pode haver mais casos de sequestros de crianças haitianas por causa do terremoto e disse que muitos desses casos podem estar sendo motivados por exploração sexual.’


 


 


TODA MÍDIA


Nelson de Sá


Brasil, França & Irã


‘Na semana de festa pelo aniversário da revolução, o Irã transmitiu ontem, ao vivo, o lançamento de um foguete tripulado por animais.


O porta-voz de Barack Obama, no ‘New York Times’, respondeu de forma contida: ‘É obviamente um ato de provocação. Mas o presidente acredita que não é tarde para o Irã fazer a coisa certa: vir à mesa com a comunidade internacional e respeitar as suas obrigações.’


Por outro lado, a agência americana AP despachou a reação também contida do porta-voz do Departamento de Estado ao ‘gesto iraniano’ do dia anterior, aceitando enviar urânio para enriquecer no exterior: ‘Tudo o que os iranianos têm de fazer é dizer que estão prontos para aceitar’ o plano da Agência Internacional de Energia Atômica, que prevê o envio.


Por fim, a agência iraniana Ilna noticiou e agências ocidentais ecoaram o detalhamento do diretor da Organização de Energia Atômica do Irã: ‘França, Brasil e um país asiático serão parte do processo de troca nuclear. As conversas com França e Brasil para suprir combustível nuclear enriquecido continuam e o acordo final será anunciado publicamente’.


OBAMA VEM AÍ


A Agência Brasil anunciou e a chinesa Xinhua já ecoou que Obama deve vir ao Brasil ‘até o segundo semestre’, para acordo em ‘temas como etanol e suco de laranja’.


Hillary Clinton vem antes. Em cerimônia no Departamento de Estado, para despachar o novo embaixador, Thomas Shannon, ela ‘ressaltou que o Brasil participa das principais negociações globais, sem se esquivar’.


HU JINTAO TAMBÉM


Xinhua e agências ocidentais noticiam, de Pequim, que o Brasil vai sediar a segunda cúpula dos Brics no dia 16 de abril, em Brasília, reunindo ‘os chefes de Estado de Brasil, Rússia, Índia e China’.


Roberto Jaguaribe, subsecretário do Itamaraty, declarou à agência chinesa que o foco será ‘cooperação financeira e econômica’. E que não está previsto o questionamento do ‘status do dólar’.


CORRIDA ESPACIAL


Em reportagem sobre o ‘eclipse lunar’ do programa dos EUA, o ‘Guardian’ destacou que ‘abre caminho para a China na corrida de volta à Lua’. Sobre os Brics, anota que a Índia quer a Lua, a Rússia prioriza Marte e ‘o Brasil ficou para trás na corrida espacial’ após o acidente de 2003


ARMAS SEM CRISE


‘Washington Post’ e outros postaram que, segundo o londrino Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, os ‘gastos militares não foram afetadas pela recessão’ global. Os países-chave ‘China, EUA, França e Japão’ elevaram seus orçamentos. Só a Rússia baixou.


Para o futuro, a expectativa é que os países da Otan cortem gastos. Mas ‘emergentes como Brasil, Índia e China devem prosseguir com a modernização militar’.


CHINA E A IMPRENSA LIVRE


Charles Zhang, presidente do Sohu, segundo maior portal de internet da China, e ‘conhecido por sua franqueza’, segundo a Reuters, questionou ontem em Pequim o controle governamental sobre a mídia. Acusa ele: ‘Os jornais e TVs chineses não enfrentam concorrência significativa e não têm personalidade independente, e por isso lhes falta autoridade e respeito. Caso o ‘Wall Street Journal’ e o ‘New York Times’ reportem algo, o mundo presta atenção e acredita. O direito da China de falar ao mundo está ausente porque o país não conta com organizações de mídia capazes de conquistar respeito.’


A POLARIZAÇÃO


O sociólogo Mauro Paulino deu entrevista ao Terra, para a manchete ‘Diretor do Datafolha: transferência de Lula para Dilma é certa’. Para ele, ‘comprovadamente Lula já está transferindo muitos votos para Dilma’, pois é ‘a mulher forte do governo e já está em campanha’. Diz que ‘a polarização é inevitável, não tem como fugir’.


No iG, o diretor do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, que antes previa vitória de José Serra, agora diz que, ‘se Dilma ganhar, não me surpreenderia’. Avalia que ela pode chegar logo aos 30%, com a transferência, mas ‘a partir daí será difícil conquistar cada ponto a mais’.


Para o diretor do Vox Populi, Marcos Coimbra, no ‘Correio Braziliense’, ‘tudo indica que teremos um embate PT vs. PSDB já no primeiro turno’. Diz ser equivocada a visão de que ‘Ciro Gomes tira mais votos de Serra do que de Dilma’, argumentando que ele carrega maior ‘conhecimento’ pela participação em eleições nacionais.


DESVIOS MORAIS


Em meio às muitas entrevistas de ontem, reafirmando sua candidatura, Ciro atacou as pesquisas de intenção de voto, segundo o site da ‘Veja’, por ‘desvios estatísticos, sempre; morais, também’.


CRECHES, NÃO


Manchete do Valor Online, abrindo o dia, ‘Dilma revela foco em creches na segunda fase do PAC’. Manchete do portal G1, fechando, ‘Palanque com Dilma só no segundo turno, afirma Ciro’.’


 


 


TELEVISÃO


Laura Mattos e Clarice Cardoso


Ibope orienta TVs a deixar claro critério de audiência divulgada


‘O Ibope decidiu enviar às TVs um comunicado em que as orienta a serem claras quanto aos critérios de audiências divulgados à imprensa e ao mercado publicitário. Na semana passada, a Folha informou que a Globo utiliza números diferentes das outras emissoras.


Para divulgar a audiência de seus programas, a Globo exclui da conta televisores ligados em outros aparelhos, como DVD e videogame, o que dá a impressão de um resultado melhor.


A emissora afirmou que ‘Cama de Gato’, por exemplo, é sintonizada por 59% dos televisores ligados no país, no horário. Se computados os ligados em outros aparelhos, contudo, a audiência cai para 55%.


O uso da audiência ‘pura’, sem contar os outros aparelhos, foi recomendado pelo Ibope às TVs há mais de um ano, mas só a Globo o adotou. Com audiências menores, as outras redes mantiveram o critério anterior (com todos os televisores ligados) porque seus resultados têm alterações proporcionalmente menores.


Um executivo do Ibope confirmou a falta de padronização ao receber de um diretor da Record e-mail enviado também a jornais e anunciantes, no qual usa o antigo critério.


A ordem é que as TVs digam sempre se estão trabalhando com o total de televisores ligados ou só com os sintonizados em programação televisiva.


CLONE DO CLONE


A Globo anuncia amanhã que o lançamento de ‘El Clon’, versão de ‘O Clone’ (2001/02), de Glória Perez, estreia nos Estados Unidos no próximo dia 15. A novela é uma coprodução entre a emissora brasileira e a norte-americana Telemundo.


VALE TUDO?


É a primeira vez que a Globo faz esse tipo de parceria (entrou com roteiro, know-how e direção, e a Telemundo, com US$ 20 milhões para a produção e o elenco latino). Em 2002, a Globo produziu ‘Vale Todo’, com elenco hispânico, para a Telemundo, mas a novela não teve a audiência esperada.


NOVA PONTE AÉREA


‘El Clon’ tem como cenário Miami (no lugar do Rio) e Marrocos. A cidade cenográfica é em Bogotá, na Colômbia.


MEGALOMANIA


A ‘Playboy’ procura locação para o ensaio fotográfico de Mônica Apor, repórter do ‘TV Fama’ (Rede TV!). A moça, que será a capa de março, quer posar nua em uma grande escadaria enquanto simula estar sendo perseguida por paparazzi. Mas ao menos um famoso teatro de São Paulo já negou autorização para a sessão.


ZIRIGUIDUM


No Carnaval, a Cultura exibirá documentários que homenageiam nomes como Adoniran Barbosa, Cartola e Paulinho da Viola como alternativa aos desfiles, trios elétricos e bastidores. Daniela Mercury no ‘Expresso Brasil’, dia 12, dá início à programação especial.’


 


 


Lúcia Valentim Rodrigues


‘Community’ causa riso amarelo com reunião de alunos tardios


‘Toca o sinal. Quem entra na sala de aula não é um grupo de crianças, mas um bando de adultos crianções. ‘Community’ é uma das estreias do canal Sony de hoje à noite.


O bloco de humor começa às 21h, com ‘Accidentally on Purpose’, sobre uma gravidez inesperada de uma jornalista em San Francisco. Em seguida, Courteney Cox (a Monica de ‘Friends’) vive uma quarentona que quer conquistar garotos mais novos em ‘Cougar Town’ e, às 22h, entra no ar a quarta temporada de ‘30 Rock’.


‘Community’ é o quitute final da noite, às 22h30. Dirigida por Joe e Anthony Russo, fala sobre uma escola para alunos ‘atrasados’. São uns perdedores e desencaminhados na vida que resolvem -ou são obrigados a- voltar a estudar.


O líder do grupo é Jeff (Joel McHale), um advogado que tem seu diploma cancelado após anos na profissão. Vai ser acompanhado por nerds tímidos, um chinês professor de espanhol e um envelhecido Chevy Chase, astro de ‘Férias Frustradas’, que aqui incorpora um ex-milionário, cheios de lições de vida, que nem sempre fazem sentido.


Incomodam os clichês das situações retratadas, embora tenha um bom roteiro. Falta na série algo de novo que vá além do bando de gente esquisita.’


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010


 


CAMPANHA


Roldão Arruda


Verdes fazem aposta na TV para alavancar Marina


‘A senadora Marina Silva, do Acre, deve ocupar quase integralmente o programa político do PV, que será exibido hoje à noite em rede nacional de televisão. Os verdes querem aproveitar os dez minutos disponíveis, no horário nobre de audiência, para tornar mais conhecida sua virtual candidata à Presidência e turbinar seu avanço nos índices de pesquisas eleitorais.


De acordo com avaliação interna do PV, tendo em conta a sondagem mais recente, realizada pelo Instituto Sensus e divulgada nesta semana, as intenções de voto em Marina crescem de forma sustentada, mas em ritmo mais lento do que o desejável. Na pesquisa anterior do mesmo instituto, de novembro, a senadora tinha 5,9% dos votos do eleitorado pesquisado. Agora apareceu com 6,8%, o que significa uma oscilação inferior a 1%. Ela ocupa a quarta posição entre os prováveis candidatos, atrás de José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Ciro Gomes (PSB).


No programa, Marina deverá falar sobre educação e dos seus esforços para aprender a ler e escrever. Ela só foi alfabetizada aos 16 anos de idade e quase desistiu de retornar à escola, após o primeiro dia de aula, por causa de um mal-entendido. Segundo a narrativa da senadora, ao ouvir seu nome na hora da chamada ela se levantou e foi até a mesa da professora, que se irritou e disse: ‘Você é abestada, menina? Chamada é pra responder presente.’


Humilhada, a adolescente pensou em não mais voltar à escola. Mas acabou concluindo que, se não estudasse, corria o risco de ser chamada de abestada pelo resto da vida. Segundo Alfredo Sirkis, vice-presidente nacional do PV, ela voltou e aprendeu a ler e escrever em 15 dias. Esse foi o primeiro grande passo que deu na vida, deve dizer ela hoje aos eleitores.


OLHO NO OLHO


A proposta dos produtores do programa é dar um ar coloquial à conversa da provável candidata com o eleitorado e valorizar sua história de vida. ‘A maioria da população não conhece a Marina nem sua história’, diz Sirkis. ‘De modo simples, sem o esquema das superproduções que vemos por aí e que pasteurizam os candidatos, ela vai falar diretamente com o espectador, olho no olho.’


O PV tenta ampliar o número de votos da senadora no meio do eleitorado de baixa renda e pouca escolaridade. A preocupação não é despropositada.


Quem desdobrar os resultados da pesquisa do Instituto Sensus verá que o desempenho eleitoral de Marina é sempre melhor entre cidadãos com nível superior de ensino e situado nas faixas de renda mais altas. A aceitação dela também é melhor na Região Sudeste e nas cidades de grande porte.


Outra curiosidade da pesquisa é que a senadora tem níveis de aceitação no eleitorado feminino proporcionalmente melhores do que os de Dilma, a outra mulher pretendente à cadeira presidencial nesta eleição.


OTIMISMO


Entre os integrantes da equipe que trabalha mais diretamente com a candidatura da senadora, o clima é de otimismo. Acredita-se que ela crescerá após a apresentação do programa de hoje e poderá chegar a 15% das intenções de voto em abril.


‘O crescimento verificado até agora é bom, se considerarmos que a sociedade ainda não se envolveu diretamente com a eleição. Muitos eleitores ainda nem sabem quem são os candidatos. A Marina ainda é frequentemente confundida com Heloísa Helena’, diz o ex-deputado e ex-petista Luciano Zica, um dos assessores mais próximos de Marina.


Para ele, a maior dificuldade do PV é conseguir espaço na mídia. ‘Os meios de comunicação parecem trabalhar com a ideia de que a campanha ficará mesmo polarizada entre Serra e Dilma’, observa. ‘O espaço da mídia dedicado às eleições é quase inteiramente ocupado por esses dois candidatos.’


Daí a esperança dele e de outros integrantes do PV nos efeitos do programa que irá hoje ao ar. Além de Marina, o provável candidato dos verdes ao governo do Rio, deputado Fernando Gabeira também deverá aparecer no horário nobre.


Marina fez parte do ministério do governo de Luiz Inácio Lula da Silva durante quase cinco anos, entre 2003 e 2008. Em agosto do ano passado ela deixou o PT, ao qual esteve ligada durante 30 anos, e se filiou ao PV. A proposta de sua candidatura à Presidência foi saudada na época como o grande diferencial desta campanha.’


 


 


TELEVISÃO


Keila Jimenez


Medo do espelho


‘Rede Sátira afiada dos bastidores da televisão, Programa Piloto, especial de fim de ano da Globo, esbarrou justamente no próprio umbigo na hora de ganhar continuação na emissora.


Com previsão de virar uma série este ano, a trama de Claudio Paiva ganhou forte resistência na emissora pelo fato de debochar da prata da casa, as novelas.


No original, Fernanda Torres e Andrea Beltrão vivem atrizes de um folhetim com cara de dramalhão mexicano e tem como galã Alvarenga (Alexandre Borges). Cenários e figurino parecem com os das novelas O Clone e Caminho das Índias. O mundo maluco que envolve os bastidores de um folhetim vira piada sarcástica no Programa Piloto.


A série deveria começar a ser gravada este mês, mas continua, até então, parada na emissora. Parte da direção da Globo aprova o projeto, que está sob o comando de Guel Arraes. A outra parte tem como argumento, além da crítica à TV, a baixa audiência do especial exibido em janeiro: 13 pontos. Procurada, a Globo, por meio de sua assessoria, nega que o fato de o programa satirizar os bastidores da TV tenha emperrado sua sequência. teme série que satiriza novelas


Ciclista de berço


Cauã Reymond se diverte, e muito, com o diretor Luiz Henrique Rios durante as gravações da novela Passione, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Na trama de Silvio de Abreu, que substituirá Viver a Vida na Globo, Cauã será Danilo, um ciclista que veio de uma família rica.’


 


 


Entrelinhas


‘De volta das férias, Ana Maria Braga tem estendido os blocos do Mais Você no ar – sem intervalos – para segurar a audiência. Na terça-feira, foram mais de 40 minutos sem break.


O que é mais previsível que Sônia Abrão cobrindo, ‘com exclusividade’, a morte do comediante ET, em seu ‘Funeral Channel’ de todo dia? Detalhe Mãe Dináh: a apresentadora contratou, dias antes, o ex-parceiro de ET na TV, o jornalista Rodolfo Carlos.


Malhação ID não está indo bem em audiência, mas a Globo já tem planos a longo prazo para o protagonista da novelinha, Fiuk, filho do cantor Fábio Jr.. O moço é um dos líderes de e-mails e cartas na emissora.


Salvador e Florianópolis são os Estados em que Viver a Vida, da Globo, tem maior audiência: 46 pontos e 42 pontos respectivamente, média desde a estreia, em 14 de setembro até o dia 27 de janeiro.


Já São Paulo é a praça onde a trama das 9 da Globo tem seu ibope mais fraco: com média na casa dos 35 pontos. A média nacional da novela está em 37 pontos de audiência.


Sem divulgar números, a TVA deve pular fora do pay-per-view da próxima edição de A Fazenda, da Record.


Show do Esporte, sucesso na Band nos anos 90, volta ao ar domingo, ao meio-dia, no canal pago BandSports.’


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem