Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > TERÇA-FEIRA, 12/10

Irã detém jornalistas pela cobertura do caso Sakineh

13/10/2010 na edição 611


Leia abaixo a seleção de terça-feira para a seção Entre Aspas.


 


************


Folha de S. Paulo


Terça-feira, 12 de outubro de 2010


 


IRÃ


Irã detém 2 jornalistas por caso Sakineh


Dois jornalistas estrangeiros foram presos anteontem no Irã, após entrevistar o filho de Sakineh Ashtiani, condenada ao apedrejamento sob a acusação de adultério.


O filho da iraniana, Sajad Qaderzadeh, e seu atual advogado, Javid Houtan Kian, também estariam detidos.


O porta-voz da Promotoria Geral do Irã, Gholam Hossein Mohseni Ejehi, confirmou apenas a prisão dos jornalistas, mas não revelou sua nacionalidade.


Ele afirmou à agência de notícias iraniana Irna que os dois entraram no Irã com vistos de turistas e ‘se passavam por jornalistas’.


O Comitê Internacional contra o Apedrejamento (Icas, na sigla em inglês) afirmou em seu site que os dois são alemães do tabloide ‘Bild’.


Eles entrevistavam Qaderzadeh no escritório do advogado, na cidade de Tabriz, quando oficiais invadiram o local e os levaram.


‘Eu estava no telefone com um dos jornalistas, quando aparentemente um grupo de oficiais invadiu o escritório e nossa comunicação foi interrompida’, disse Mina Ahadi, do Icas, ao jornal ‘The Guardian’.


Ahadi ajudava na tradução por telefone, já que os alemães não podiam levar um tradutor, por questões de segurança.


Um porta-voz do ‘Bild’, Tobias Fröhlich, disse não saber das prisões. A Chancelaria alemã disse ontem estar investigando os relatos.


O Icas afirmou em seu site que Qaderzadeheh e o advogado também foram detidos.


A família de Sakineh confirmou ao ‘Guardian’ que Qaderzadeh não voltou para casa desde domingo e que o advogado está desaparecido.


A iraniana foi condenada em 2006 por adultério e sentenciada à morte por apedrejamento.


A sentença foi suspensa em julho, mas não oficialmente cancelada.


EXPULSÃO


Também anteontem, a correspondente do jornal espanhol ‘El País’ em Teerã teve sua permissão de moradia cancelada.


Angeles Espinosa, que foi correspondente no país por cinco anos, tem duas semanas para deixar o Irã.


O jornal diz que a expulsão foi motivada pela entrevista de Espinosa com o filho do aiatolá dissidente Hossein Ali Montazeri, em julho.


O Irã mantém rígido controle sobre jornalistas internacionais.


Eles precisam de visto especial para sair de Teerã e são proibidos de cobrir eventos políticos não oficiais.


 


 


ELEIÇÕES


Rodrigo Vizeu


Wikipédia restringe alteração em páginas de Dilma e Serra


A versão em português da Wikipédia, enciclopédia na internet com a qual qualquer usuário pode contribuir, restringiu o acesso a modificações nos verbetes sobre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) por excesso de vandalismo.


A decisão vale até depois do segundo turno. Agora, é preciso ser cadastrado para modificar os textos. Antes, qualquer internauta podia fazer alterações.


Segundo o editor e relações públicas da Wikipédia em português, Michel Castelo Branco, o aumento do vandalismo ou de inclusão de fatos não comprovados era esperado na reta final eleitoral.


Entre os ataques contra Dilma que foram ao ar, está o que troca a descrição ‘Dilma Vana Rousseff é uma economista e política brasileira’ por ‘Dilma Vana Rousseff é uma traficante que vai roubar do Brasil muitas coisas, então, vote Serra’.


A petista é acusada de ter a biografia editada por marqueteiros e de ser ateia. Ela se declara católica.


Serra teve o nome trocado por ‘José Pedágio’. Outra alteração cita que o tucano renunciou à Prefeitura de São Paulo mesmo tendo prometido não fazê-lo, e acrescentava: ‘resta saber se seus eleitores irão novamente usar o nariz de palhaço’.


As páginas do site aparecem entre as mais relevantes quando o nome dos candidatos é procurado no Google. O artigo sobre Dilma foi acessado quase 200 mil vezes neste mês; o de Serra, quase 75 mil.


 


 


PEQUIM


Para China, Nobel é plano para contê-la


O jornal ‘China Daily’, um dos principais veículos de comunicação do regime comunista, publicou em editorial o que define ser ‘um conluio do Ocidente para conter o crescimento da China’.


As palavras são uma reação à entrega do Prêmio Nobel da Paz deste ano ao dissidente chinês Liu Xiaobo, personagem definido, no editorial, como ‘criminoso por ter violado a lei chinesa’.


O texto relembra a escolha do dalai-lama, líder espiritual do budismo tibetano, para o mesmo prêmio em 1989 e afirma que agora, como no passado, o Ocidente está ‘tentando interferir nos assuntos domésticos’.


Liu foi preso em dezembro de 2008, dias antes da divulgação da Carta 08, assinada por 303 ativistas que defendiam reformas democráticas, incluindo o fim do monopólio do Partido Comunista.


Em dezembro de 2009, o professor de literatura foi sentenciado a 11 anos de prisão por ‘atuar para subverter o governo’, a pena mais alta aplicada a um dissidente nos últimos anos.


A resposta de Pequim ao prêmio -anunciado sexta-feira- tem sido dura.


A Chancelaria chinesa classificou o prêmio de uma ‘obscenidade’ e responsabilizou o governo da Noruega, apesar de Oslo não ter participação na escolha dos premiados anunciados pelo comitê do Nobel.


TV, internet e sistemas de envio de mensagens por celulares foram bloqueados para impedir a propagação da notícia.


O ‘Global Times’, outro jornal sob controle estatal, adotou o mesmo discurso do ‘China Daily’. A nomeação significa, de acordo com o veículo, ‘um medo extraordinário do Ocidente sobre a ascensão chinesa’.


Se as pretensões do vencedor do Nobel fossem atendidas, o diário afirma que o ‘destino da China talvez não teria sido melhor que o da União Soviética e o da Iugoslávia, o que significa que o país teria provavelmente entrado em colapso’.


RETALIAÇÕES


Ontem, funcionários do governo norueguês disseram que a ministra da Pesca, Lisbeth Berg-Hansen, foi informada em Xangai que não mais se reuniria com seus colegas chineses.


Analistas disseram acreditar que mais reações como esta devem continuar ocorrendo.


‘Por um período indefinido, a China irá congelar missões e visitas políticas e possivelmente delegações de comércio’, disse à agência Reuters Jan Egeland, diretor do Instituto Norueguês de Assuntos Internacionais.


Além do cancelamento da reunião, diplomatas da União Europeia, Austrália e Suíça foram impedidos ontem por oficiais chineses de visitar a mulher do vencedor, Liu Xia, que teve o telefone cortado.


 


 


CRIANÇA


Pedro Vieira Abramovay


Um convite à nova classificação indicativa


Dia 12 de outubro é lembrado no Brasil como o Dia da Criança. Os antecedentes dessa data chegam a um decreto do presidente Artur Bernardes de 1924.


Já o dia 20 de novembro é menos popular; no entanto, nele foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança pela Assembleia Geral das Nações Unidas de 1959. Na mesma data, em 1989, foi publicada a Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança. Esses documentos fincam as bases para a proteção especial necessária ao desenvolvimento integral com dignidade à criança. Daí se originam diversos desafios atuais: alimentação, saúde, educação, cultura, informação.


Nesse campo, a inserção do jovem se complexifica com os diversos suportes e mídias disponíveis -som, texto e imagem- e com os diferentes contextos e possibilidades de uso, um acesso comparável ao direito à alfabetização, como requisito para a cidadania.


Esse contexto de complexidade se estende às políticas que lidam com o contato da criança com as mídias, como a classificação indicativa. Sentindo que se oferecem condições ideais para a superação completa da triste memória da censura dos períodos autoritários do país, o Ministério da Justiça propõe amplo debate público sobre o tema, por meio da Secretaria Nacional de Justiça e da Secretaria de Assuntos Legislativos.


Pretendemos emprestar significado especial a essas datas, usando o período para desencadear um processo colaborativo on-line para discutir, avaliar e propor novos rumos para a política de classificação indicativa de TV, cinema, jogos eletrônicos e de interpretação de papéis (RPGs). É provável que sejam esses jovens os primeiros a sentirem-se mais livres para os primeiros passos.


Afinal, cresceram com duplo benefício: veem com naturalidade a linguagem, as novas ferramentas e formas de expressão on-line da cultura de redes e respiram plenitude democrática desde que nasceram.


Benefício conseguido pelo esforço de gerações anteriores, o que pode revelar para todos um novo nível de relacionamento entre o Estado e a sociedade.


Convite aberto para mães, pais, filhos, filhas, autores, roteiristas, atores governamentais e não governamentais participarem.


A leitura do marco regulatório vigente, a conscientização sobre as metodologias de classificação de obras, a discussão sobre repercussões sociais, econômicas e políticas das atuais normas, o papel reservado ao Estado, à sociedade e aos meios de comunicação, tudo nos interessa.


Apostamos no significado desse debate para o militante do tema, para o empresário da área de comunicação e para os filhos de um e de outro. Temos a favor, nessa nova modalidade de debate, a capacidade do meio virtual de gerar, de forma amigável, a visualização e o manuseio de dados, com transparência em todo processo.


Serão preparadas uma avaliação da política atualmente desenvolvida e indicações de aperfeiçoamento de sua norma e metodologia. Esperamos levar o debate a lugares novos, onde nossas crianças e adolescentes, aliás, já estão bem à vontade.


PEDRO VIEIRA ABRAMOVAY, 30, mestre em direito constitucional pela Universidade de Brasília, é secretário nacional de Justiça.


 


 


FACEBOOK


Investidor ofertará US$ 500 mi em ações


O investidor russo no Facebook Mail.RU Group anunciou que planeja realizar uma IPO (oferta pública inicial, na sigla em inglês) na Bolsa de Londres em 2010. A proposta em discussão é de levantar US$ 500 milhões. A Mail.RU tem uma participação de 2,38% no Facebook.


 


 


TELEVISÃO


Keila Jimenez


Record e Globosat voltam a negociar o Pan de 2011


Dona dos diretos exclusivos de transmissão no Brasil dos Jogos Pan-Americanos de 2011, no México, a Record voltou a negociar a venda do evento com a Globosat, dois meses após a programadora de canais pagos praticamente desistir do negócio.


Negociação complicada, pois parte da direção da Record resiste a compartilhar o evento com uma empresa das Organizações Globo.


A Globosat, por sua vez, não quer deixar seu canal esportivo, o Sportv, de fora da transmissão.


As negociações pelo Pan começaram em fevereiro, quando a Record pediu cerca de R$ 33 milhões à Globosat, em acordo que permite que a programadora também revenda o evento para outros canais pagos.


A programadora fez uma contraproposta na casa dos R$ 16 milhões, recusada pela Record.


Na semana passada, um recomeço: Record e Globosat ficaram de rever os valores do negócio. ‘Estamos, agora, mais próximos de um acordo’, disse à Folha Alberto Pecegueiro, diretor da Globosat. Procurada, a Record, via assessoria, confirmou a retomada das negociações.


FALA, GAROTADA


Serginho Groisman terá seu dia de Xuxa no próximo ‘Altas Horas’, da Globo, com plateia bem mais jovem, em homenagem ao Dia da Criança


Boleiro O diretor de esportes da Rede TV!, Terence Paiva, embarca para a Sportel, feira de eventos esportivos para a TV, que acontece entre os dias 11 e 14, em Mônaco. Na bagagem, o interesse de ampliar a grade esportiva do canal, que já exibe competições como o Campeonato Italiano.


Ginga em HD Já a Globo TV Sports está levando novidades para vender na Sportel. Os jogos do pacote de futebol brasileiro, o Brazilian Magic Football, aumentaram de 82 para cem e serão disponibilizados ao mercado internacional em alta definição.


Chá-chá-chá Comédia pura a cena de dança de Mimi, no sábado, em ‘Passione’. O talento de Marcelo Médici acertou o passo.


Duelo Gugu venceu Faustão em audiência anteontem. Apostando na lavagem de roupa suja de Monique Evans em ‘A Fazenda’, a atração da Record registrou média prévia de 16 pontos, ante 14 pontos do ‘Domingão’, da Globo (cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande São Paulo).


Engano A Record, via assessoria, disse ontem que o Ministério Público de São Paulo está investigando o programa errado. Que o caso da menina Jocélia foi ao ar no ‘Programa do Gugu’, e não no ‘Domingo Espetacular’.


Roça Mesmo emprestando ibope para toda a grade da Record, ‘A Fazenda’ perdeu para a Globo no domingo: registrou 13 pontos. A Globo ficou com 16 pontos no horário.


 


 


Gustavo Villas Boas


‘Life on Mars’ põe policial do futuro na Manchester de 1973


‘Life on Mars’ tem uma receita criativa. Os ingredientes são ficção científica, investigação policial e drama, tudo com pitadas de humor.


Na premiada série da BBC, Sam Tyler (John Simm) é um policial dos dias atuais de Manchester que acorda em 1973 após ser atropelado. Na nova época, parece ter uma vida normal, mas não sabe o que aconteceu. Voltou no tempo? Enlouqueceu? Ou tudo é fruto de um coma?


Enquanto tenta descobrir sua real situação, Tyler continua combatendo crimes e também tem de lidar com a truculência dos colegas, especialmente do chefe Gene Hunt (Philip Glenister).


É dos choques e da aproximação entre o cerebral Tyler e o violento Hunt que deriva boa parte do humor da série.


Também traz graça a reconstituição quase caricata dos cenários e dos hábitos de Manchester da década de 1970. Movimentos reais, sejam trabalhistas, sejam de torcidas de futebol, são revistos pela ótica do homem que veio do futuro.


E fatos históricos vão ser ainda mais explorados na temporada final, que o canal deve exibir ainda neste ano.


 


 


Laura Mattos


Site de ‘Passione’ entrega morto antes da hora


Ontem, bem antes de o capítulo de ‘Passione’ começar, a Globo já havia, sem querer, indicado que o vilão Saulo (Werner Schünemann) seria o personagem morto.


Cinco personagens haviam sido ‘mortos’ pelo autor, com cenas escritas e gravadas, a fim de despistar a equipe da novela e o público.


Mas o site da novela ‘entregou o ouro’ com uma confusão entre as fotos das versões dos crimes e os vídeos.


Entre as cinco fotos divulgadas pelo site, estava uma em que Saulo aparecia esfaqueado, nu, na cama de um motel -da cena que realmente foi ao ar ontem.


Mas entre os cinco vídeos com as versões para as mortes, Saulo morria com um tiro, de terno e gravata, assim que abria a porta do motel.


Mais tarde, o site tirou do ar a foto de Saulo e as dos outros personagens que gravaram cenas de assassinato.


Assim que o capítulo levou ao ar o assassinato, com Saulo morto a facadas, Silvio de Abreu respondeu à Folha sobre as duas versões para um único personagem, o que indicava que ele seria a vítima.


De acordo com o autor, a cena do tiro foi gravada para ser exibida em reportagem sobre a novela no ‘Fantástico’, anteontem, e outra foi a usada no capítulo da novela.


‘Você acha que a gente ia colocar a mesma cena na novela que já tinha ido ao ar no ‘Fantástico’? O público que acompanha a novela todos os dias merece exclusividade’, disse o autor da novela.


Apesar desse clima em torno do capítulo de ontem, que mobilizou internautas, ‘Passione’ só acaba em janeiro.


Às 23h de ontem, Abreu revelou à Folha que vai matar mais um personagem.


AUDIÊNCIA


Sucesso em repercussão com as mortes e o tal segredo de Gerson (Marcello Antony), viciado em algo misterioso no computador, ‘Passione’ teve ontem, em pleno feriado, seu melhor desempenho no Ibope. Foram 41 pontos de média, com a sintonia de 60% dos televisores ligados no horário, segundo a medição prévia do Ibope (cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande SP).


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Terça-feira, 12 de outubro de 2010


 


ELEIÇÕES


TSE não consegue punir autor de site ofensivo


Uma das principais fontes de informação dos eleitores brasileiros, a internet tem sido também um dos grandes desafios da Justiça Eleitoral na campanha deste ano. Os juízes têm dificuldade para identificar e punir os autores de sites e blogs que divulgam notícias falsas e ofensivas sobre os candidatos.


No caso mais recente, o ministro Joelson Dias, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reconheceu que era impossível punir o autor do site www.dilmentiras.com.br, que apontava o presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ‘bebum’ e a presidenciável Dilma Rousseff (PT) como preconceituosa com nordestinos. No site, Dilma também aparecia – em uma montagem de imagens – treinando o Rebolation, hit do carnaval baiano deste ano.


O caso chegou ao TSE por iniciativa de Odair Lucietto, tesoureiro da campanha da senadora e candidata Marina Silva, que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial pelo Partido Verde. De acordo com os advogados de Lucietto, o nome do tesoureiro e seu CPF foram usados indevidamente por outra pessoa para registrar o domínio do blog Dilmentiras.


Lucietto soube por meio do site www.registro.br, do Comitê Gestor da Internet no Brasil, que os seus dados teriam sido usados por Ademir Silva Fernandez para registrar o domínio criado para divulgar propaganda contra Dilma e os petistas.


Frustração – Em uma representação protocolada no TSE em 25 de agosto, o tesoureiro de Marina pediu a retirada do ar do site com ofensas aos petistas e a aplicação de multa de R$ 5 mil a R$ 30 mil a Fernandez, conforme prevê a legislação eleitoral. O site foi tirado do ar, mas Ademir Silva Fernandez nunca foi localizado. ‘Todas as tentativas de notificação do suposto responsável pelo cadastramento do sítio foram frustradas’, informou o ministro.


Num despacho assinado no domingo e publicado ontem, Joelson Dias relatou que uma notificação foi encaminhada ao suposto endereço de Fernandez, informado pela servidora HostLocation. Mas o documento foi devolvido porque o destinatário era desconhecido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


 


 


LEITURA


Jovens querem livros digitais, diz pesquisa


Há muito que pais e educadores se preocupam com a possibilidade de diversões digitais como videogames e celulares roubarem o tempo que os filhos gastariam lendo. Mas uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que dois terços das crianças não desistiram de seus livros impressos tradicionais, e que gostariam de ler as obras digitalizadas.


O estudo foi divulgado na semana passada pela Scholastic, a editora americana dos livros de Harry Potter e da trilogia Jogos Vorazes. Foram pesquisadas mais de 2 mil crianças nas idades de 6 a 17 anos, e seus pais, no segundo trimestre deste ano.


Cerca de 25% das crianças pesquisadas disseram que já leram um livro em um aparelho digital, incluindo computadores e leitores digitais. Entre as idades de 9 a 17 anos, 57% das entrevistadas se disseram interessadas em fazê-lo.


Além disso, somente 6% dos pais pesquisados possuíam um leitor digital, mas 16% disseram que pretendiam comprar um no próximo ano. Oitenta e três por cento desses pais afirmaram que permitiriam ou encorajariam seus filhos a usar os leitores digitais para obras literárias.


‘Eu não tinha percebido a rapidez com que as crianças abraçaram essa tecnologia’, disse France Alexander, diretor acadêmico da Scholastic. Ele se refere a computadores, leitores digitais e outros dispositivos portáteis que podem baixar livros. ‘Eles claramente os veem como ferramentas de leitura, não só para jogar, não só para trocar mensagens de textos, mas como uma oportunidade para ler’, complementa.


Para Milton Chen, bolsista sênior na George Lucas Educational Foundation, o relatório revela que crianças querem ler nas novas plataformas. ‘O mesmíssimo dispositivo usado para socializar, trocar mensagens de texto e permanecer em contato com amigos também pode se transformar para outro fim’, disse Chen. ‘Essa é a esperança.’


Mas muitos pais pesquisados também expressaram preocupações sérias sobre as distrações de videogames, celulares e televisão nas vidas de seus filhos. Eles também gostariam de saber se o adolescente moderno que faz várias coisas ao mesmo tempo teria a paciência necessária para se concentrar na leitura de um longo romance.


‘Minha filha não consegue parar de escrever mensagens por tempo suficiente para se concentrar num livro’, disse uma das entrevistadas, mãe de uma adolescente de 15 anos do Texas. Outra participante da pesquisa, mãe de um garoto de 7 anos de Michigan, disse: ‘Temo que o intervalo de atenção de meu filho só inclua ideias em rápido movimento, e a leitura de um livro se torne tediosa para ele.’ TRADUÇÃO DE CELSO. PACIORNIK


 


 


MERCADO


Sabrina Valle


Empresas de TV paga travam disputa por consumidor da classe C


Após a entrada das operadoras de telefonia fixa no mercado de TV por assinatura, as empresas de telecomunicações começaram uma corrida pelos consumidores da classe C para tentar ganhar mercado – ou continuar nele. O segmento, de famílias com renda mensal de até R$ 1,4 mil, é hoje o que mais engorda a base do setor. E as novas ofertas chegam a ser mais baratas do que o cobrado por alguns serviços clandestinos de favelas do Rio.


A disputa por esses clientes, no entanto, traz um desafio adicional às empresas, já que os consumidores que debutam hoje no mundo da TV paga são os mesmos que querem se lançar no acesso à banda larga, comprar seu primeiro computador e seu primeiro celular 3G.


‘A classe C tem um apetite enorme por computador, banda larga e TV. As empresas competem pelos gastos com esses serviços tecnológicos’, diz o analista-chefe de telecomunicações do Santander, Valder Nogueira. ‘O pacote de TV é um mal necessário. É um serviço adicional oferecido com o objetivo de cravar o cliente num outro serviço que dê maior margem de lucro.’


Apenas na semana passada, a operadora de TV paga Sky reduziu seus preços para R$ 49,90, num novo pacote, contra os R$ 74,90 de sua oferta mais barata até então. Além disso, a empresa anunciou a expansão de seu recém-lançado serviço em favelas do Rio com a presença das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A operadora de telecomunicações Oi levou seu pacote simples, de R$ 34,90, para sete novos Estados, e anunciou a estreia de um serviço pré-pago para o próximo semestre, de olho justamente na baixa renda. E a Net afirma que cerca de 70% dos novos domicílios que entram em sua base de clientes vêm hoje das classes B2 (renda familiar de até R$ 2,3 mil) e C.


‘É inegável a importância da classe C para o setor. A TV por assinatura tem quase 20 anos no Brasil, os domicílios de maior renda já foram trabalhados ao longo deste período. Agora, é a classe C que cresce’, afirma Márcio Carvalho, diretor de produtos e serviços da Net.


O aumento do setor despertou interesse até mesmo de algumas produtoras de conteúdo. A Sony Pictures na América Latina, que vende programação para operadoras, estuda um canal direcionado especialmente nas classes C e D, de olho nos serviços via satélite lançados, por exemplo, por Embratel, Oi e Telefônica.


Integração. Em geral, o serviço de TV por assinatura é vendido em pacotes integrados de banda larga e telefonia, como é o caso da Net. Carvalho diz que, apesar dos pacotes mais baratos para a classe C, com menos canais, a empresa ganha indiretamente com escala, redução de custos e venda de outros serviços.


A Telefônica diz que o desejo das classes C e D pelos serviços de TV por assinatura vem junto com o desejo por banda larga, e que a penetração cresce num ritmo acelerado graças à melhora do cenário macroeconômico do País. O executivo afirma que também está de olho nesse segmento para expandir sua base.


A exceção dos pacotes integrados é a Sky, que viu suas antigas parceiras, como a Oi, se tornarem concorrentes. Hoje, ela vende apenas os serviços de TV. ‘Todos entraram no meu negócio. Mas estamos tendo um ano maravilhoso, estamos no páreo. Precisamos ser agressivos em preço e oferta de produtos diferenciados’, diz Agrício Neto, vice-presidente de marketing e programação da Sky.


No anúncio feito na semana passada, o diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Estratégia da Oi, Pedro Ripper, comentou que a TV por assinatura acaba servindo à companhia como uma âncora para segurar os 40 milhões de clientes de telefone fixo – serviço cujas assinaturas estão em queda no País.


Os preços dos pacotes lançados na semana passada competem em pé de igualdade com os cobrados, por exemplo, em serviços ilegais da Cidade de Deus, onde o sinal pirata custa entre R$ 30 e R$ 50, segundo a associação de moradores. A Oi está na comunidade há um ano, com mil clientes. A Sky acaba de entrar, com pacotes de R$ 44,90, captando algumas centenas de assinantes no primeiro mês. E diz que seguirá o governo do Rio nas favelas com a presença das UPPs, podendo oferecer serviços em até um mês após a entrada do poder público.


 


 


TELEVISÃO


Cristina Padiglione


Animação brasileira chega aos EUA


Coprodução entre a produtora brasileira 2DLAB e a canadense Breakthrough, Meu Amigãozão, também conhecida lá fora como My Big Big Friend, deverá chegar aos Estados Unidos em janeiro. A 2DLAB, responsável pela ideia que deu origem ao desenho, fechou acordo com o canal Discovery Familia para a exibição da primeira temporada do Meu Amigãozão por lá, com 26 episódios. Distribuído nos EUA, o Discovery Familia é voltado para mães hispânicas, exibindo conteúdo infantil durante o dia. Meu Amigãozão estreou no Brasil em agosto, pelo Discovery Kids, ocupando o quarto lugar no ranking de audiência do canal, que aqui lidera o Ibope no segmento de TV paga.


Chora, Lineu


Bebel/Guta Stresser tenta quebrar a resistência de Lineu/Marco Nanini a lágrimas, com festa surpresa de aniversário armada por Agostinho/Pedro Cardoso para testar as emoções do sogro. O episódio vai ao ar nesta quinta.


O SBT tinha reservado vaga nas agendas de Dilma Rousseff e José Serra para mais um debate no dia 22, mas ainda não fechou questão com ambos no papel. Todos os passos, inclusive a confirmação do encontro, mero detalhe, estão por acertar.


Se vier a se confirmar, o debate do SBT prevê duração de 1h10 minutos, com bate-bola (ou tiroteio) mais enxuto, a partir das 21h15.


A Band realiza amanhã a rodada de debates estaduais – incluindo Distrito Federal, onde a presença de Weslian Roriz no último debate de 1º turno, pela Globo, virou hit no YouTube.


Nas praças sem 2º turno, a Band exibirá futebol amanhã à noite.


Benedito Ruy Barbosa vira bisabô logo logo: vem aí Luíza, filha de Fernanda Barbosa de Bernardo, neta do autor e filha da também novelista Edilene Barbosa,


Uma equipe do Globo Universidade viajou sábado para Nova York com a missão de mapear o que brasileiros estudam, ensinam ou pesquisam no ambiente acadêmico da cidade. O registro vira especial para ir ao ar em novembro.


Apesar da alta repercussão na blogosfera, principalmente via Twitter, a reprise de Vale Tudo pelo canal Viva manterá sua vaga à 0h45. Pelo sim pelo não, convém não estimular a concorrência entre o canal da GloboSat e a própria TV Globo entre o público noveleiro.


A Conspiração Filmes e a Rosa Celeste assinam coprodução com o canal VH1 no programa que traz Arnaldo Antunes festejando seus 50 anos no quintal de casa, com família, amigos e música.


Dirigido por Andrucha Waddington, VH1 Apresenta Arnaldo Antunes Lá em Casa vai ao ar nesta sexta, às 21h, e sairá em DVD em novembro, com mais dois documentários de meias hora cada.


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem