Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

VOZ DOS OUVIDORES >

Mara Gama

24/11/2009 na edição 565

‘Leitores reclamaram da manchete do UOL ‘ Petistas usam queda de obra do Rodoanel para atacar Serra’. A reportagem da Folha Online não trazia informações suficientes para a generalização do título. O UOL manchetou durante duas horas no dia 14. Depois a chamada desceu para um bloco na submanchete, também por mais duas horas. Não se justifica.

Apagão x Rodoanel

Publico aqui as mensagens recebidas no fim de semana que comparam as coberturas dadas ao Apagão e ao acidente do Rodoanel, em São Paulo. Mostram impressões diferentes de parte do público sobre a edição no portal.

‘Gostaria de saber onde foram parar as reportagens, matérias, cobranças sobre o apagão que deixou quase o Brasil todo sem energia elétrica. Agora, só vemos falar do acidente do Rodoanel. É uma questão política que move a pauta do jornalismo UOL? A dimensão dos dois acontecimentos é infinitamente diferente. O país todo fica às escuras, com milhares de problemas acarretados por ele, assassinatos, roubos, prejuízos, e o jornalimso UOL centra fogo no Rodoanel. Que fale do Rodoanel, mas cadê o apagão? Foi apagado da pauta.’ Neusa, no domingo, 15.

*

‘Me deparei com uma manchete estranha na tarde deste sábado: ‘‘Petistas usam queda de obra do Rodoanel para atacar Serra’’. Ao ler a matéria vi que apenas um deputado do PT de SP havia twitado: ‘‘O desabamento da obra do Rodoanel deve ser apurado com rigor considerando a urgência que o governo de SP tem em entregá-la em virtude das eleições.’’ O redator do UOL generalizou para todos do PT a frase de um único deputado. Não achei isso muito legal!’ João, no sábado, 14.

*

‘Petistas usam acidente para atacar Serra’. Engraçado… não vi a manchete ‘Tucanos usam apagão para atacar Dilma’.’ Cláudia, sábado, 14.

*

‘Depois de vários dias divulgando declarações de oposicionistas aproveitando o apagão energético para atacar o governo Lula eis que leio no UOL a seguinte chamada: ‘Petistas usam queda de obra do Rodoanel para atacar Serra e cobrar investigação’.

É explícita a diferença de tratamento nas coberturas das ‘malfeitorias’ do governo federal e estadual. Trata-se de um partidarismo rasteiro, jornalismo de quinta. Não vi nenhuma chamada do tipo: ‘Tucanos usam apagão para atacar Dilma e cobrar investigação’. Por que dois pesos e duas medidas? Esse tipo de cobertura fere a credibilidade do UOL.’ Lica, no sábado, 14.

*

‘Petistas usam acidente para atacar José Serra’’. Será que dava para anunciar uma manchete menos imparcial, ou quem sabe menos influenciadora! Pelo Amor de Deus! Espera-se de um portal tradicional, como o UOL, o serviço de atribuição da informação de forma mais racional!’ Camila, sábado, dia 14.

*

‘Gostaria de ver se o episódio do Rodoanel terá a mesma cobertura ampla (e com o mesmo tom crítico em relação ao respectivo governante) que o caso do apagão elétrico. Infelizmente, de uma maneira geral, isso não tem acontecido.’ Alexandre, dia 14.

***

Som direto do futebol (15/11/09)

No último dia 12, o leitor Bruno mandou mensagem para a ombudsman reclamando do aúdio do vídeo dos gols do jogo entre Palmeiras e Sport, pelo Brasileirão.

A questão é interessante. Esbarra na idéia de manter o caráter documental do vídeo e na necessidade de prover entretenimento sem ruídos, para todas as idades.

O clipe tem som direto do estádio.

A partida foi traumática e a torcida, ruidosa. Palavrões são identificáveis. O jogo foi conturbado. O árbitro Elmo Cunha foi afastado pela CBF até o final do campeonato por falha técnica ao apitar.

‘Se vocês não têm condições em ter uma cabine apropriada, melhor pegar de uma TV as imagens, mas lamentável o áudio externo. Me senti tão mal que fui atrás da ombudsman. E sei que isso não será reparado, mas qualquer pessoa pode ouvir os xingamentos. Sinto vergonha. Um portal da grandeza do UOL e fazer vistas grossas. Quem autorizou aquele áudio do vídeo? Colocasse o video mudo. VERGONHOSO!’ escreveu Bruno.

Conversei com o editor de Esporte por telefone sobre o caso. Ele informou que atualmente os vídeos têm som direto e a política até o momento é preservar o que foi captado.

Respondi ao leitor que este é o formato atual, mas que enviaria à Redação, como sugestão, a possibilidade de disponibilizar os dois arquivos – um com e um sem áudio original- ou que, no texto que apresenta o vídeo, fosse informado que tipo de áudio acompanha as imagens do jogo, como alerta aos leitores.

Bruno respondeu: ‘Acredito que o UOL tenha condições suficientes para ter uma cabine. O fato de levar o áudio externo não cabe ao UOL, mas filtrá-lo, sim. Seria mais prudente utilizar cenas da TV, que têm cabines para não expor os internautas a insultos. Uma criança torcedora de um time pode ver e escutar perfeitamente os xingamentos. Sei que este link não poderia ser mostrado numa apresentação à imprensa como exemplo do CASE DE SUCESSO do UOL ESPORTES (Vídeos de gols pelo Brasileirão).

A ponderação do leitor é pertinente. A Redação deve considerar esta discussão.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem