Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

VOZ DOS OUVIDORES > UOL

Mara Gama

05/01/2010 na edição 571

‘Para fazer um balanço do ano, pincei alguns dos grandes temas abordados pelo público que se comunicou com a ombudsman em 2009.

Os internautas se queixaram em 2009 de discriminação e preconceito em enunciados no UOL. Na minha maneira de ver, na maior parte das vezes, manchetes e chamadas inapropriadas resultam de descuido e falta de releitura, diálogo entre editores, redatores, equipe técnica e reportagem, supervisão editorial na busca de mais clareza e exatidão. Rever, reler e submeter conteúdos a várias leituras é necessário.

Bairrismo e parcialidade também foram críticas frequentes, e embora não exista, acredito, intenção ou orquestração para privilegiar regiões, cidades, times, partidos, pessoas, empresas, igrejas, emissoras de TV, não basta a intenção. É necessária a reflexão constante, a análise diária e a verificação real e comparativa do espaço dedicado a cada tema.

O jornalismo online não deveria, sob hipótese alguma, relaxar nas determinações fundamentais de ouvir todas as partes envolvidas, de não comprar versões de parte, de investigar a fundo antes de publicar e dar direito de resposta e correção a quem discorde ou se sinta atacado.

O portal ampliou a quantidade de reportagens, mas ainda não atingiu um padrão de qualidade e aprofundamento. E ainda não providenciou uma maneira de publicar mensagens de leitores e personagens de notícias questionando reportagens específicas.

Sensacionalismo e destaque excessivo dado a notícias irrelevantes e vídeos apelativos também foram assunto de mensagens de internautas. Muitos deles se supreendem com o fato de o UOL dar hoje em dia muito mais espaço para a cobertura de notícias sobre celebridades e para a exploração de vídeos sem qualidade técnica ou editorial.

Com 14 anos de história, o UOL ampliou muito seu público e é natural e desejável que expanda os assuntos. Mas não há justificativa para rechear de bobagens e informes de empresas especializadas em divulgar a vida íntima dos ‘famosos ‘ a página que fez história com qualidade editorial, a troco apenas de melhor taxa de cliques.

Grande volume de erros -português, digitação e informação – também é tema dos internautas. De novo a leitura apressada e a falta de revisão são responsáveis pela maior parte destes erros. Erros são cometidos o tempo todo e sempre serão. As correções de erros de informação no UOL são feitas nas ve~rsões originais das notícias e através da publicação de Erratas. A prática se tornou mais comum este ano, o que é positivo, mas ainda falta rapidez e clareza em determinadas áreas que demoram a avaliar os erros cometidos. É um processo em andamento.

Falta de separação e sinalização adequada de opinião e reportagem também foi queixa recorrente. O público quer ler facilmente e identificar o que é apuração, e o que é análise, prospecção, texto opinativo. Principalmente em razão do uso e destaque para os blogs, o leitor do UOL se depara com dúvidas que só quem conhece as determinações internas do UOL pode responder. Este ou aquele blog é do UOL? O UOL ao destacar tal conteúdo concorda com a opinião do blogueiro? Apesar de esclarecer que o UOL mantém relação de independência com os blogueiros, a Redação incorre em erro a cada vez que deixa de sinalizar que determinada afirmação provém de um blog, de um colunista ou de uma publicação notoriamente alinhada com alguma visão política.

Falta de ferramenta ou espaço para comentar notícias e vídeos e falta de mediação adequada também foram temas de mensagens dos leitores. O UOL adotou uma ferramenta de fórum e está expandindo o uso para áreas noticiosas. A mediação de comentários de vídeos está sendo revista. Os assuntos, portanto, estão sendo tratados. O formato de fórum não serve para todos os tipos de notícia e assunto. Será preciso avaliar a eficiência em cada caso.

Dificuldade de encontrar assuntos que foram destaque na home page ou em páginas de abertura das estações de conteúdo e falha na abrangência dos mecanismos de busca do UOL também foram motivo de crítica. A publicação de um ‘já foi notícia hoje’ nas princpiais páginas resolveria boa parte do problema. A revisão de textos e novas indicações para a feitura de buscas também ajudaria. A Redação já recebeu estas sugestões.

Além desses assuntos amplos, em 2009 houve grande número de reclamações em temas pontuais como a interrupção do acesso ao dicionário Houaiss sem a devida comunicação do portal com o público, a considerada excessiva publicidade na home page e no webmail, a frequente publicação de spoilers -chamadas que entregam o final de novelas e seriados, o uso do termo gripe suína, a restrição aos vídeos para quem acessa o conteúdo UOL de fora do país, falta da previsão do tempo na home page do portal, e a interrupção na publicação de dados de indicadores econômicos.

O UOL lançou novidades e ampliou investimentos editoriais de maneira significativa este ano. Mudança na home page, na estação de Economia, na estação de blogs, lançamento de uma área para receitas e restaurantes, dos interativos Escale seu time e do UOL Invest, a ampliação dos fóruns para Esporte, Televisão, Tecnologia são alguns deles. Falta divulgar para o público de forma eficaz. Leitores se queixam de não serem avisados das novidades do portal. A página que era antes utilizada não está sendo atualizada constantemente.

Não tenho ainda os números do balanço final para comparar com 2008, mas posso dizer que foi um ano de muita participação do público, a quem agradeço pelas críticas, perguntas e questionamentos que me permitiram realizar o trabalho de ombudsman. Agradeço também à Redação, pelos esclarecimentos e pelas discussões diárias.

Um ano de eleições e Copa pode servir de grande laboratório para as melhorias já pedidas pelo público. E certamente vai criar novas necessidades. Desejo a todos um ótimo 2010.

Serviço nacional

O leitor Fernando reclamou, com razão, sobre afalta de informação sobre serviços em funcionamento no Norte e Nordeste brasileiros durante o Natal.

‘Mesmo Salvador sendo a terceira maior cidade brasileira vocês conseguem ignorá-la! Me refiro à matéria ‘‘Veja o que abre e o que fecha em cinco capitais’’. Vocês perceberam que não colocaram nenhuma capital do Norte nem do Nordeste brasileiro? O Brasil é BEM MAIOR que o somente o Sul e Sudeste.’

A Redação admite que houve falha e se compromete a incluir a cidade nas próximas ocasiôes.

Mas pode repetir o mesmo tipo de erro se deixar de fazer um trabalho extensivo na cobertura – ‘FERIADÃO – Acompanhe a situação do trânsito nas estradas no blog do UOL Notícias’ que está anunciada na home page do portal.

Até a publicação deste post, a referência clara era a cidade de São Paulo e havia apenas notícias sobre estradas do Rio, São Paulo, Minas e Paraná.

Melhor ampliar a cobertura e deixar claros os limites geográficos.

***

Retrospectivas desconectadas

Os três núcleos de produção jornalística do UOL, organizados administrativa e editorialmente nas áreas de Entretenimento, Esporte e Notícias, fizeram retrospectivas do ano e as chamadas para estes conteúdos estão entrando na home page do UOL. Há muito material interessante em texto, vídeo, fotos, gráficos animados.

Num levantamento inicial, listei 15 páginas em Entretenimento, 12 em Esporte, 28 em Notícias, com linhas do tempo, enquetes, melhores frases, imagens marcantes e este tipo de material.

Diferenças de enfoque, desenho e navegação são flagrantes. Algumas destas diferenças não são comprometedoras vistas em separado, mas num portal tão grande e variado como o UOL, com parceiros de conteúdo que já produzem sites totalmente diferentes entre si, a falta de padrão mínimo pode ser bastante desagradável para o leitor.

Para chegar à retrospectiva de Notícias, por exemplo, há link no menu principal da página UOL Notícias. Para chegar à retrospectiva de Esporte, idem. para chegar à retrospectiva de Entretenimento, não há. Partindo das páginas de Cotidiano, Economia, áreas que estão sob o chapéu de UOL Notícias, não se chega à retrospectiva geral de Notícias.

Além disso, não há links entre as retrospectivas das grandes áreas: Esporte, Entretenimemto e Notícias.

Na retrospectiva de Notícias, um link anuncia ‘Toda a retrospectiva’. A informação não é correta. A lista conduz apenas a algumas das áreas agrupadas internamente sob o Gerência Geral de Notícias: Ciência e Saúde, Cotidiano, Economia, Educação, Internacional, Política, Tecnologia, Vestibular.

Faltou um visão geral. E a materialização desta visão em diretrizes, navegação e política de links que facilitem e enriqueçam a leitura.

A presença de editores atuantes, que selecionam e organizam o conteúdo, é em parte a justificativa para a escolha de um site e não de outro.

A Redação do UOL poderia aproveitar momentos como este, em que há um apelo único, para somar esforços, debater amplamente formatos, enfoques e ter em mente produzir a melhor retrospectiva, com conexões interessantes, o melhor modelo de navegação, a mais bem acabada solução até o momento como display de vídeos, fotos e gráficos. Uma página âncora para toda a retrospectiva poderia ser um bom começo. E a troca de experiência entre as áreas pode ser de grande valia.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem