Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

VOZ DOS OUVIDORES > UOL

Mara Gama

16/03/2010 na edição 581

‘A leitora Maria Aparecida questionou chamada na home page do UOL sobre a greve dos professores no dia 8 de março: ‘Menos de 1% dos professores aderiram à greve em São Paulo’’.

‘Ao abrir a notícia, constata-se que essa foi a declaração da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo’, escreveu.

Maria Aparecida reclama que a manchete deveria explicitar que o número provinha da Secretaria de Educação.

De fato, o título da reportagem publicada em UOL Educação indicava a procedência da informação:

‘Secretaria da Educação de SP diz que menos de 1% dos professores aderiram à greve’ .

A chamada na home page excluiu a fonte. Alertada pela queixa da leitora, a Redação assumiu que houve erro. Uma errata foi publicada.

O caso mostra outro erro de procedimento. A reportagem citada não deveria apresentar apenas os números da Secretaria de Educação. Se os representantes dos grevistas foram procurados, não há registro.

Em texto publicado hoje, no acompanhamento do assunto, a reportagem divulga os dados dos dois lados sobre a abrangência da greve: ‘Apeoesp afirma que greve atinge 55% dos professores; SP nega e diz que adesão é de 1%’.

A discrepância dos números mostra que há o que indagar, de ambos os lados. É preciso ir além das declarações, confrontar as fontes com a diferença.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem