Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

VOZ DOS OUVIDORES > TV CULTURA

Osvaldo Martins

30/11/2004 na edição 305

‘O público da Cultura tem uma relação muito especial com a emissora. Os e-mails que recebo revelam, como já registrei aqui, três características: o sentimento de posse, o senso crítico e uma grande carga afetiva. Muitos escrevem para comentar, para opinar, e este espaço foi criado também para isso. É como se cada telespectador fosse um membro da equipe do ombudsman. Hoje selecionei algumas dessas manifestações:

Cláudia Neves, 33 anos, São Paulo: gostaria de parabenizar a TV Cultura, bem como a equipe de programação, pela exibição do seriado ‘Anos Incríveis’; principalmente pela escolha do horário de exibição, quando outras emissoras infelizmente disputam a audiência como se fosse um campo de guerra, mostrando apenas tragédias no qual o espectador tem até taquicardia ao se deparar com tanta poluição sonora e visual diante da TV após um dia cansativo de trabalho. É um programa leve, com comentários engraçadíssimos do menino Kevin. É o que o espectador realmente estava precisando!!!

Luciano Graicer, 43 anos, São Paulo: fiquei estarrecido com a ignorância dos fatos e deturpação da verdade apresentada no Jornal da Cultura, que assisti hoje (11/11). Arafat sempre foi um incentivador do terrorismo, com discurso apaziguador em inglês e tradução oposta em árabe. Foi ‘confinado’ após mais de um ano de covardes atentados com homens-bomba que ele incentivava e isto nem foi citado no mentiroso e tendencioso resumo de acontecimentos apresentado. A entrevistada nem merece comentários: é completamente parcial. E, para complementar, o ‘homem da paz’ acumulou uma fortuna de mais de 500 milhões de dólares em 25 anos, em bancos suíços, pivô das disputas futuras de sua viúva, com o salário que recebia da OLP, em cima da desgraça do povo palestino, por ele estimulada em benefício próprio! Na próxima vez, tenham pelo menos a decência de ouvir o outro lado.

Jurema Vieira Souza, 33 anos, São Paulo: Gostaria de parabenizar a Cultura por sua programação. A Cultura faz parte da nossa rotina em casa, tenho 4 filhos e eles adoram, então por solicitação deles venho pedir que por favor coloquem o Caillou de volta durante a semana. Que coisa chata, como podem tirar o desenho? Era o que eles mais gostavam! Vocês sabem o que é nem escutar um A, e as crianças ficam totalmente ligadas!!! O desenho é educativo. Passar somente aos sábados e domingos é pouco. Por que não colocam pelo menos mais duas vezes na semana? Estou fazendo esse apelo não porque só meus filhos são especiais, mas moro em uma rua com mais de 30 crianças e o protesto é geral!

Rodrigo Moralles: ontem (09/11) foi exibido um programa muito bom, Universo do Conhecimento com Fernando Henrique Cardoso. Porém o programa começou ser exibido às 00:15h. Esse horário de exibição é um absurdo e um desrespeito ao telespectador. Um canal que preza pela cultura e dissiminação do conhecimento deve dar prioridade a esses tipos de programas e colocá-los em horário nobre. Não pude assistir até o final, pois fui vencido pelo sono. Gostaria que ao menos reprisassem o programa em outro dia, e em horário mais adequado.

Hugo Meira: sem dúvida, o Metrópolis é um dos melhores e mais inteligentes programas da televisão brasileira, excelente produção, apresentação impecável (Cunha jr. manda bem e tem excelente bom gosto) e mostra o que é bom e o que deve ser mostrado. A única coisa que não está totalmente perfeito é o site do programa. Infelizmente deixa muito a desejar, poderia ter todas as matérias apresentadas na íntegra, e com localização mais objetiva e a programação do dia. Valeu demais pela salvação das noites na TV!!!

Josué Fonseca, 60 anos, São Paulo: gosto muito da TV Cultura. Ela representa um baluarte da TV Brasileira. Porém, tenho criticas a fazer. Assisto todas as noites o Jornal da Cultura. Gosto do formato do jornal. Gostaria apenas de solicitar ao senhor Heródoto Barbeiro que deixe de fazer caretas no ar. Gostaria também de pedir à senhora Márcia Bongiovanni que se produza melhor. Tenho certeza que a TV Cultura tem bons profissionais como cabeleireiros, figurinistas e maquiadores. Desculpe se pareço grosseiro. Não é esta a intenção. Quero apenas ter o direito de fazer criticas construtivas em prol do desenvolvimento da TV Cultura, como já dito, baluarte da TV Brasileira e PAULISTANA.

Luiz Gustavo Gregório, 23 anos, Batatais: parabenizo a TV Cultura pelo ótimo programa Doc. Internacional apresentando séries ótimas como o ‘Poder Do Mito’ de Joseph C. e ‘O Universo’ de Stephen H. Isso prova a qualidade cada vez melhor da emissora!

Victor Hugo: …De alguns meses para cá tenho visto uma programação repetitiva e sem valor algum. Não estaria na hora de mudar? Faço faculdade à noite, e aproveito para assistir algo interessante na TV. Mas normalmente quando ligo na TV Cultura é uma mesmice… Durante o dia, uma programação infantil sem audiência e sem público. O que vocês querem fazer dessa TV pública, paga pelos meus impostos? Será que a TV Cultura, já está no sistema da TV Globo? Quero sim uma programação voltada para educação, afinal uma tevê cultural deve ser também educativa, ou não? Um caso a se pensar: gostaria muito de ver programas de idiomas de volta, em um horário bom. Programas voltados para adolescentes, como O Professor. Aprendi muito com esses programas. E porque a maioria dos documentários é exibida somente aos sábados e domingos ou em horários muito tarde da noite? Está na hora de respostas mais concretas! Acho que a programação da TV Cultura está devendo muito ao seu público. Por favor, não estraguem mais ainda a nossa TV Cultura!

Edênia Maria Fidelis Gonçalves, 37 anos, São Paulo: é indiscutível a excelente qualidade dos programas da TV Cultura, principalmente dos programas infantis. E já que vocês nos possibilitam rever inúmeras atrações em reprise, porque não fazem o mesmo com o saudoso programa ‘Glub-Glub’? Seria maravilhoso rever o casal de peixinhos bem como os desenhos que acompanhavam a atração. Aqui em casa, adoramos rever o Mundo da Lua… Tomara que centenas de outros telespectadores também tenham feito o mesmo pedido e que este seja considerado.

Saulo Carneiro, 38 anos, Salvador: quando a Cultura anunciou que teria um Ombudsman, pensei comigo o quão difícil seria encontrar algum defeito na excelente programação e linha editorial da emissora. Finalmente encontrei algo que criticar. Está sendo vinculada uma publicidade sobre a cirurgia de catarata, na qual um ‘olho’ diz que achava sua mulher linda, mas que ela sempre dizia: ‘são seus olhos, querido’. Depois ele fez uma cirurgia de catarata, e descobriu que ela estava certa. Essa mensagem não lembra algumas piadas machistas, típicas do Brasil, como por exemplo dizer ‘isto é que é mulher, não aquilo que eu tenho lá em casa’?É o tipo de piada que insinua que as outras mulheres são melhores que a nossa, que com o tempo ficou gorda, velha e feia, cheia de filhos, o que justificaria procurar outras. Nunca vejo tais brincadeiras no sentido inverso, de mulheres para homens. Além disso, por se tratar de uma doença que atinge principalmente pessoas mais velhas, a mensagem parece ainda mais perversa. Pense numa mulher idosa ou de meia-idade assistindo e comparando-se com as mais jovens. Caso você concorde que este anúncio vai nesta linha, ainda que não intencionalmente, sugiro que o retirem do ar.

Fernando Guilhermo Visser Cedrola, 30 anos, São José dos Campos: a TV Cultura é a melhor tevê aberta, porém comete erros básicos: possui muito programa para criança, isso no final de semana afugenta qualquer um com mais de 05 anos de idade. Coloca as melhores séries no horário do Jornal Nacional (da TV Globo). É preciso explorar o horário das sete e das nove, já que muitos querem fugir das novelas. A qualidade no sinal também deixa a desejar. Sugiro também que o jornalismo anuncie antes da Globo, diferente da Band, que compre matérias da BBC Science, Discovery, National Geographic, proponha trocas com emissoras da Itália, Portugal…’

***

‘Roda Morta’, copyright TV Cultura (www.tvcultura.com.br/ombudsman), 23/11/04.

‘Carlos Lessa é demitido da presidência do BNDES; Guido Mantega o substitui. Frei Betto pede demissão do cargo de assessor especial do presidente Lula, uma semana depois da saída de Ricardo Kotscho da secretaria de Imprensa do Planalto e de Cássio Casseb da presidência do Banco do Brasil. O Banco Central intervém no Banco Santos e torna indisponíveis os bens de seu controlador, Edemar Cid Ferreira. Mas, o entrevistado do Roda Viva de 22/11 foi o historiador Luís Mir, que lança seu novo livro, ‘Guerra Civil – Estado e Trauma’. O Roda Viva deixou de ser o centro do debate dos temas de atualidade mais importantes do país. É uma pena.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem