Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

VOZ DOS OUVIDORES >

Rita Célia Faheina

03/03/2009 na edição 527

‘Desde o primeiro dia na função de ombudsman (há exatos um mês e 23 dias) que recebo reclamações sobre O POVO Online. São questionamentos que vão desde a dificuldade de acesso até a falta de serviços como anúncios populares. Dizem que o jornal na Internet disponibiliza horóscopo, enquetes, moda, culinária, mas não tem serviços importantes para os que vivem no cotidiano dos negócios.

O leitor e internauta Carlos Henrique é um dos que reclamam por não encontrar os Populares também no O POVO Digital. Em sua opinião, a prioridade deveria ser o que fosse de maior necessidade para o usuário.

As questões são várias. Antônio Correia Filho, por exemplo, indaga: ‘Por que, antes do O POVO Online mudar de formato, costumava ler a coluna Opinião tratando de artigos maravilhosos da professora Adísia Sá, do professor (e psiquiatra) Antônio Mourão, do jornalista Themístocles de Castro e Silva, e agora não mais consigo encontrar? Tem solução ou vou ter de deixar de ler o jornal online?’ completa. Ainda sobre artigos, o leitor Arruda Júnior quer saber por que não acessa os artigos do caderno Jornal do Leitor no O POVO Online. Existe plano para incluir, pergunta.

A reclamação de Carlos Emanuel é sobre a atualização dos resultados dos jogos de futebol. Ele diz que a tabela do Campeonato Cearense demora a ser atualizada. ‘Acho que a coluna Esportes deste site/jornal é bastante acessada e a atualização dos jogos deveria ser feita logo após o término dos mesmos. Isso leva os internautas a acessar outras páginas que cobrem o Campeonato Cearense’.

‘Está muito pior esse novo modelo do ‘O Povo Digital’. Quando clicamos para abrir uma página, temos que esperar que a outra página abra também, mesmo sem está interessada na mesma. Notei também uma certa demora para abrir as páginas, e agora como esse novo modelo, que não abre mais somente uma e sim as duas, ai é que demora mesmo’, reclama outro leitor. O médico e professor Marcelo Gurgel disse ter ficado irritado com o acesso e que seu computador chegou a travar. Desistiu de ler o jornal pela Internet.

História do O POVO

Por vários dias, pais de alunos reclamaram que no O POVO Online não encontraram a história da fundação do jornal . O leitor João Alberto foi um deles: ‘Visitei o site, mas infelizmente não encontrei nada que fale da história de sua fundação até os dias de hoje (81 anos). Estava fazendo uma pesquisa com o meu filho para um trabalho escolar que solicitava justamente isto: ‘fale sobre a fundação do Jornal O POVO’. Tive que recorrer a outras fontes’. Muitos procuraram a coordenação do Projeto O POVO na Educação para obter as informações desejadas.

Elogio

Mas há quem faça elogios ao O POVO Online. Cândido Júnior, por e-mail, diz que o jornal ‘através da disponibilização de sua edição completa, on-line, me dá a oportunidade de manter-me atualizado com os acontecimentos, nas esferas local, regional, estadual, nacional e internacional, o que reveste-se de enorme importância, haja vista qualquer acontecimento, hoje em dia, mesmo que ocorrido no outro extremo do globo, repercutir imediatamente em nossa vida’.

Já o leitor Pedro Capibaribe diz não achar justo para os assinantes pagar tão caro pelo jornal impresso quando ele tem disponível gratuitamente na Internet. Ele sugere que seja criada assinatura eletrônica, dispensando, porém, o pagamento dos estabelecimentos de ensino, bibliotecas e organizações não-governamentais (ONGs).

Novo layout

A editora de Convergência do O POVO Online, Marília Cordeiro, explica que, na última quarta-feira, 25 de fevereiro, foi concluída mais uma fase de implantação do novo layout do Portal. Estreou o índice do dia do O POVO. Ela diz que a seção ‘Edição Impressa’ pode ser acessada na barra superior da página inicial. Nela, os internautas podem ler todos os textos do jornal do dia no formato HTML dispostos conforme a editoria (Fortaleza, Negócios, Política, Opinião e outras).

‘É possível ainda consultar edições anteriores dos últimos 12 meses em ‘Busca por Data’, localizada na mesma seção. Já no POVO Digital, o leitor continua encontrando as páginas do jornal exibidas conforme foram diagramadas e no formato PDF. O POVO Online pede desculpas aos leitores pelos transtornos causados pela falta da edição completa do jornal em HTML’, conclui Marília Cordeiro.

Passatempos

Leitores acostumados a resolver as Cruzadas e o Sudoku, passatempos divulgados diariamente no caderno Buchicho, reclamam que têm dificuldades por causa do tipo da letra (nas Cruzadas) que é muito pequena. Além disso, tem edições que saem borradas impossibilitando a compreensão. Maria Ercília Frota de Araújo diz que é seu passatempo preferido, mas ultimamente não dá para entender as palavras. No domingo passado, 22, o espaço destinado à publicação do Sudoku! saiu em branco. Encaminhei as queixas para a reunião de pauta dos editores, mas não me deram um retorno sobre as providências. Cobrarei outra vez.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem