Sábado, 19 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1059
Menu

ENTRE ASPAS >

Tentando entender a reforma no sistema de saúde

12/10/2009 na edição 559

Ainda que os esforços do presidente Barack Obama para emplacar a reforma no sistema de saúde americano tenham aumentado no último mês, o tema ainda é bastante nebuloso para a maior parte dos americanos. O assunto, por si só, já é complexo, pois envolve política, economia e valores morais e filosóficos. Como explicar, por exemplo, que gastar US$ 829 bilhões em 10 anos e acrescentar 29 bilhões de pessoas ao seguro de saúde representa uma economia ao governo a longo prazo? Além disso, grupos conservadores têm ajudado a aumentar a confusão, disseminando a idéia de que Obama estaria tentando implantar um sistema socialista. Segundo pesquisa do New York Times/CBS, 59% da população ainda não compreendeu direito a reforma. A imprensa, por sua vez, é acusada de não ajudar a esclarecer a confusão, relata o ombudsman Clark Hoyt em sua coluna de domingo [11/10/09].

Jonathan Landman, encarregado das operações online do diário até ter se tornado editor de cultura, no mês passado, diz que um jornal pode voltar no tempo e explicar o contexto de eventos ou explorar partes de um assunto em profundidade. Na opinião de Hoyt, o NYTimes tem feito isto muito bem, embora não seja possível fazê-lo em todos os artigos e, se um leitor perder uma matéria mais completa, pode se sentir perdido. Robert Pear, repórter da sucursal de Washington que cobriu por 25 anos o tema de saúde, afirma que, quando leitores confusos entram em contato com ele, tenta respondê-los com informações úteis e claras – um ato generoso, mas impossível de ser feito com todos os leitores do jornal e do site.

Para tentar ajudar os leitores a entender o assunto de maneira mais completa, o NYTimes reuniu tudo o que foi publicado sobre o tema e criou um blog, o Prescriptions, lançado em agosto. O espaço oferece comentários diários com links para as matérias mais recentes do jornalão, dados do sistema de saúde em outros países, respostas para as perguntas mais frequentes, etc. Há também links para documentos oficiais, como estatísticas do governo e propostas do Congresso. Há duas semanas, foi lançado um fórum online, o Health Care Conversations, que convida os leitores a comentar sobre qualquer um dos 20 temas listados. Na sexta-feira passada, mais de 1,3 mil comentários haviam sido postados.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem