Sábado, 22 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

VOZ DOS OUVIDORES > UOL

Tereza Rangel

15/04/2008 na edição 481

‘O UOL deveria ter vergonha em manter destaques em canais de uma estação tanto tempo sem atualização. Se o blog do UOL News virou UOL Oldies (foi formalmente encerrado e retirado do menu da estação) o que dizer de boa parte dos canais da TV UOL? Não bastasse o ‘samba do crioulo doido’ por conta da transição entre Windows Media Player e Flash, a estação está às moscas.

Vejamos os canais abandonados, seus destaques e de quando são.

ARTE

Metrópolis

Tatsumi Orimoto faz performance com pães e vovós em SP: link (de novembro) quebrado.

Bienal 2008

Curador polemiza ao anunciar andar dedicado ao vazio: vídeo de 15 de novembro do ano passado.

CINEMA

Nacional

Selton Melo estrela ‘Meu Nome Não é Johnny’: trailer de 19 de dezembro do ano passado.

Trailer

Best seller ‘Caçador de Pipas’ chega aos cinemas: trailer de 14 de janeiro deste ano.

Julia Lemmertz

Atriz está no filme ‘Mulheres Sexo Verdades Mentiras’: do programa Metrópolis de 10 de janeiro deste ano.

GASTRONOMIA

Smoothies

Gelados e cremosos, são opção saborosa para o verão: vídeo do The New York Times de 4 de janeiro.

Alquimia

Aprenda a fazer um delicioso confit de laranja: vídeo do The New York Times de 4 de janeiro.

HUMOR

Capitão Interroga

Bush e Osama Bin Laden sentam no sofá e dão explicações: de outubro de 2007.

Charges.com.br

Depois de ser quase interditado, Quasi, do Pira, vê a ira crescer: de novembro de 2007.

Por que não te calas?

Depois da bronca do rei espanhol, Chávez faz novo pronunciamento: de novembro de 2007.

Brincadeira

Jogo ‘Polícia e Ladrão’ já não é mais como antigamente: de novembro de 2007.

MODA

Fashion Rio

Veja a cobertura completa da semana carioca: evento aconteceu em janeiro.

Para eles

João Pimenta desfila homens viris e ‘montados’; assista: evento ocorreu em novembro do ano passado.

Walério Araújo

Passarela do estilista vira grande festa carnavalesca; confira: evento ocorreu em novembro do ano passado.

MÚSICA

Renato Russo

Ator conta como é interpretar o músico no teatro: vídeo é de janeiro deste ano.

Rock Band

Ludov e Dead Fish enfrentam-se no Desafio UOL Jogos: é do dia 27 de janeiro.

Luiza Possi

Cantora faz versão exclusiva pra TV UOL de ‘Tango de Nanci’: vídeo de 16 de novembro do ano passado.

TEATRO

Tieta

Tânia Alves fala sobre sua volta aos grandes musicais: espetáculo estreou em 16 de novembro. Já saiu de cartaz

José Mayer

Ator fala da fama de galã e de ‘Um Boêmio no Céu’: entrevista de outubro no ano passado.

TELEVISÃO

Juliana Baroni

Atriz fala da novela ‘Dance, Dance, Dance’ na Band: entrevista de outubro no ano passado.

Vila Sésamo

TV Cultura estréia nova versão da série infantil: programa Metrópolis de outubro do ano passado.

PS. Sei que a semana foi um tanto monotemática, mas é incrível o volume de conteúdos/ferramentas desatualizados que o portal oferece.

***

Revistas velhas (10/4/08)

Uma das vantagens propagadas pelo UOL para se dizer ‘o melhor conteúdo’ é ter uma grande e variada lista de revistas dentro do portal. ‘As melhores publicações estão no UOL, nas edições online de jornais e revistas brasileiros e estrangeiros’, diz o texto de abertura da seção Sobre o UOL.

Pelo menos nove títulos de revistas oferecidas pelo portal estão sem atualização há mais de dois meses, a maioria com defasagem de mais de três ou quatro. O UOL continua a ‘vender’ seus conteúdos ultrapassados na home da estação de revistas e em boletins semanais, idealizados para oferecer ‘novidades’, não conteúdo há mais de quatro meses no ar.

Quem se interessa por revistas específicas gosta de ler a última edição, a mais recente. O UOL vem disponibilizando, para as revistas da editora Símbolo Meu Nenê, Estilo Natural, UM, UMA, Dieta Já, Corpo a Corpo, Viva Saúde, Vida Executiva e Ouse reportagens paradas no tempo. O assinante, que paga pelo conteúdo UOL, tem o direito de ter as edições mais recentes. Se há um problema com a atualização, o mínimo que o portal deveria fazer é avisar os internautas, dando uma explicação sobre os motivos que levaram à paralisação. Não deveria manter a lista e chamadas para conteúdos com meses de vida, quando não se tratam de publicações com atualização semestral ou anual.

Redação fala

O gerente geral de notícias do UOL, Rodrigo Flores, escreveu divergindo da ombudsman.

‘Discordo da afirmação de que o UOL vem dando destaque para material desatualizado. Todo o conteúdo chamado na home page ou nos boletins continua atual e válido.

Em relação aos sites das revistas, a Diretoria de Parcerias me informa que está em curso uma mudança tecnológica e que as páginas eletrônicas da Símbolo devem voltar a trazer o conteúdo das edições mais recentes em 10 dias.’

P.S. Sobre conteúdo das revistas da editora Abril, tratei em post anterior (leia aqui http://ombudsmandouol.blog.uol.com.br/arch2007-08-05_2007-08-11.html#2007_08-06_19_50_36-124290566-0).

***

Mais de 5 anos sem inovações (8/4/08)

O fórum de UOL Jogos, com 163.595 usuários registrados e 87.913.652 mensagens postadas até a tarde desta terça, está sem atualização há mais de cinco anos. Desde a sua implantação, em 2002, nenhuma melhoria ou nova funcionalidade foi implementada. Internautas vêm reclamando à ombudsman que a ferramenta sofre de obsolescência e apresenta bugs. Até o design do fórum é antigo, se comparado à estação que o abriga. Outra queixa comum é relativa à moderação do fórum.

‘O fórum do site UOL Jogos está sem nenhuma atualização sequer desde 2002. Assinantes e não-assinantes são obrigados a conviver com ´bugs` diários, lentidão e falta de funcionalidades que já são comuns em fóruns semelhantes existentes na concorrência. Embora jogos eletrônicos não tenham a mesma importância que assuntos como política, religião ou economia, penso que os mesmos devem ser tratados com seriedade. É um serviço oferecido pelo portal que deixa muito a desejar e sei que há vários assinantes insatisfeitos com a forma amadora como tal serviço é prestado.’

Flamarion

‘O fórum de UOL Jogos tem diversos problemas, desde esses de moderação a problemas técnicos, que existem e não são resolvidos desde que passei a freqüentá-lo, em maio de 2005, e é possível que existissem antes ainda. Os usuários constantemente reclamam, mas como nada nunca muda e não recebemos absolutamente nenhum feedback, penso que a moderação simplesmente não liga. Creio que possa haver um problema burocrático na hora de resolver os problemas de ordem técnica (alocação de pessoal para se fazer isso, talvez, ou para obtenção de uma ferramenta de fórum mais atual, sem tantos ´bugs` e menos sujeita a ´ataques´), e portanto não seria só culpa deles. Mas é muito desagradável para quem freqüenta o fórum diariamente, para a enorme comunidade que se formou ali topar com esses problemas.’

Ricardo

A gerente geral de entretenimento do portal, Manoela Pereira, diz que ‘a audiência do serviço permanece crescente desde sua estréia, sinal de que a ferramenta atende suas funções. No entanto, o serviço precisa de uma reforma gráfica e de novos recursos. O fórum tem um leque muito grande de opções, que vai desde enviar mensagens particulares até a formatação de textos. A ferramenta do UOL atende a essas funções. No entanto, como não recebeu melhorias desde 2002, há opções melhores que incluem recursos como inclusão de vídeos e opção para ignorar mensagens de determinado usuário, por exemplo’.

Em relação aos relatos de bugs, Manoela diz que o fórum de Jogos é uma ferramenta gratuita (open source), desenvolvida por terceiros. ‘O UOL não tem domínio sobre a estrutura da ferramenta.’ Sobre a moderação, afirma que ‘UOL olha as mensagens diariamente. Não é uma moderação em tempo real, mas mensagens irregulares são apagadas diariamente’.

E por que não recebeu melhorias? Porque sempre houve outras prioridades para o UOL, que poderia ter desenvolvido um fórum próprio, com novas funcionalidades e assistência constante.

Sei que a equipe é finita e a capacidade de atender a todos os pedidos de melhorias também o é. Considero ruim, porém, que o UOL se satisfaça com uma ferramenta há mais de cinco anos no ar sem inovações, que simplesmente dá conta do recado e garante aumento de audiência. Para manter o status de ‘o melhor conteúdo’ e a liderança é preciso ir além, é preciso perseguir sempre o mais novo e o melhor. Ainda mais numa área tão visitada como a de jogos.’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem